Menu
Busca sexta, 29 de maio de 2020
(67) 99659-5905

PDT fecha questão para apoiar Dilma e Zeca do PT em MS

21 janeiro 2010 - 17h15

O comando nacional do PDT abriu nesta terça-feira, ao aprovar indicativo de apoio à candidatura da ministra Dilma Roussef (Casa Civil) à Presidência da República, caminho para que o partido suba no palanque do ex-governador Zeca do PT em Mato Grosso do Sul e negocie entendimentos visando o mesmo entrosamento político nos demais estados brasileiros.

Por unanimidade, a executiva nacional pedetista aprovou indicativo de apoio à candidatura da ministra à sucessão do presidente Luiz Inácio Lula da Silva – primeiro passo para o apoio formal que ainda será referendado pelo diretório e pela convenção nacional do partido.

O indicativo servirá também para balizar as alianças que estão sendo construídas nos estados pelas direções regionais do PDT visando às eleições para governador, senador e deputados federais.

O líder da bancada do PDT na Câmara dos Deputados, Dagoberto Nogueira, um dos principais entusiastas da campanha de Zeca do PT no Estado participou da reunião. Ele trabalha com a hipótese de ser candidato ao Senado na chapa petista nas eleições de outubro.

Em nível estadual, as principais lideranças pedetistas já tinham dado sinais de que o melhor caminho é seguir Zeca, principal adversário político do governador André Puccinelli ao Parque dos Poderes.

A prova disso foi a intervenção do diretório nacional no diretório regional do partido em Mato Grosso do Sul por sugestão de Schmidt e Dagoberto.

Para garantir a legenda no palanque de Zeca, o grupo remanescente capitaneado por Schmidt, precisou tomar duras medidas visando tirar dos quadros da legenda os deputados estaduais Ary Rigo (então presidente), e Onevan de Matos, que migraram para o PSDB, e Coronel Ivan, que se abrigou no nanico PRTB.

Em recente entrevista à imprensa, Zeca reafirmou o compromisso em ter Dagoberto como um de seus candidatos ao Senado – a outra vaga é do senador Delcídio do Amaral (PT), em pré-campanha pela reeleição.

O ex-governador comentou também que ainda procura o vice, citando como alternativas o empresário de Aquidauana Zelito Ribeiro (PTB), o presidente da Acrissul (Associação dos Criadores de Mato Grosso do Sul), Chico Maia, e o presidente do Sindicato Rural de Porto Murtinho, Italívio Coelho Neto.

Segundo ele, até o momento o que há de concreto mesmo é sua candidatura ao governo, Delcídio e Dagoberto Nogueira para o Senado, com sua esposa, Gilda dos Santos, como suplente.

Programa

A direção nacional foi autorizada a procurar, imediatamente, Dilma Roussef para negociar a inclusão no seu programa da candidata à defesa de bandeiras históricas do PDT, entre elas a da educação em tempo integral, a defesa das jazidas do pré-sal para os brasileiros, a defesa da Amazônia e a redução da jornada de trabalho.

Também foi confirmada que a prioridade do PDT nas eleições de 2010 é a eleição de 40 a 50 deputados federais, além de governadores e senadores.

O ministro Carlos Lupi (Trabalho), presidente licenciado do partido, confirmou que "tiramos o indicativo de apoio à candidatura da ministra Dilma Roussef com o condicionamento de inclusão em seu programa de bandeiras que o PDT considera fundamentais”.

Já o presidente em exercício, deputado Vieira da Cunha (RS), disse que a aliança com Dilma é o caminho natural porque ela é fundadora do PDT.

"Escolhemos a Dilma até por uma questão de coerência política. Afinal, fazemos parte do governo Lula e ele tem sua candidata. Queremos que o governo Lula tenha continuidade e a única hipótese é apoio a ministra", argumentou Vieira da Cunha.

Acrescentou que "na atual conjuntura política, não há espaço para uma campanha liderada pelo PDT porque o lançamento das candidaturas de Marina Silva (PV-AC) e de Ciro Gomes (PSB-CE) tornaram mais estreitas as possibilidades de alianças”.

Deixe seu Comentário

Leia Também

COSTA RICA
Menina de 3 anos dormia com a mãe que foi assassinada a facadas pelo ex
POLÍTICA
Bolsonaro diz que auxílio emergencial poderá ter a quarta parcela
JUDICIÁRIO
MP denuncia juiz por ter recebido propina para liberar precatórios
ENSINO SUPERIOR
Ainda sem data, Enem 2020 já tem 6,1 milhões de inscritos
TRÊS LAGOAS
Motociclista é atingida por linha com cerol e garotos que soltavam pipa fogem
ECONOMIA
Compras com auxílio emergencial poderão ser pagas via celular
CARTILHA
Tribunal de Justiça lança Guia de Boas Práticas para Pessoas com Deficiência
CAPITAL
Idoso é enganado por golpistas, entrega dois cartões e fica no prejuízo
JUSTIÇA
Ministro do STF nega recurso e mantém pena de prefeito condenado por tráfico
DESCAMINHO
Receita Federal apreende duas toneladas de narguilé contrabandeadas

Mais Lidas

PANDEMIA
Dourados é "campeã" de casos de coronavírus em MS pelo 3º dia consecutivo
TRÁFICO
Servidor da Sesai usava veículo oficial para trazer maconha do Paraguai
COVID-19
Curva segue ascendente e Dourados ultrapassa 200 casos de coronavírus
DOURADOS
Após brigar com a ex e decidir dormir na rua, homem é assaltado e agredido