Menu
Busca quinta, 22 de abril de 2021
(67) 99257-3397

Paris-Dakar: Francês pode entrar para história da prova

09 janeiro 2004 - 15h58

O francês Stephane Peterhansel está perto de entrar para a história. De novo. Seis vezes campeão do Rally Paris-Dakar na categoria motos, um recorde que dificilmente será batido, “Peter” agora corre de carro pela equipe oficial de fábrica Mitsubishi. Após nove etapas, ele lidera com folga o maior rali do mundo com um Pajero Evolution. Se conseguir manter a posição até o dia 18 de janeiro, quando termina a prova nas praias de Dakar, capital do Senegal, o piloto se tornará o “rei do deserto”.Até hoje, em 26 anos de Dakar, apenas um piloto conseguiu vencer nas duas categorias: o etíope naturalizado francês Hubert Auriol. Ele já ganhou duas vezes em moto e uma vez em quatro rodas. No Dakar 2003 Peterhansel esteve perto de superar a façanha, mas a um dia do final ele ficou pelo caminho. Andando rápido como sempre, Peterhansel bateu forte numa pedra, danificando completamente o eixo dianteiro do Pajero Evolution. O companheiro de equipe, o japonês Hiroshi Masuoka, que vinha logo atrás na classificação geral, cruzou a linha de chegada em Sharm El Sheikh (Egito) em primeiro e conquistou o bicampeonato.Se vencer este ano nos carros, dificilmente alguém conseguirá bater Peterhansel na história do Dakar. “Peterhansel é um mito”, diz o brasileiro André Azevedo, da equipe Petrobras Lubrax, que está disputando o Dakar 2004 na categoria caminhões ao lado dos checos Tomas Tomecek e Mira Martinec. “Dificilmente alguém conseguirá superar esta marca. Auriol também ganhou em carros e motos, mas não seis vezes a mesma categoria”, afirmou André, que começou a carreira no Dakar correndo de moto.Filho único, o francês Stéphane Peterhansel ganhou uma moto do pai logo que completou oito anos de idade. Mas, para surpresa de todos, ele se aventurou com um novo esporte na época: o skate. O garoto era tão apaixonado pelo esporte que ficava de duas a três horas por dia treinando. Aos 14 já era campeão francês de slalom e participava de campeonatos europeus. “Esse esporte era a minha principal paixão. Eu passava os finais de semana e as noites treinando”, contou.Aos 15 anos ele decidiu voltar a andar de moto e aos 17 o jovem francês decide largar a escola para se dedicar integralmente ao motocicilismo. No ano seguinte, sagra-se campeão do enduro francês.Em 1988 Peterhansel consegue realizar o antigo sonho: disputar o maior rali do mundo, o Paris-Dakar. Mas logo na sua primeira participação ele vivencia uma fatalidade. André Malherbes, seu companheiro de equipe, sofre uma queda no início da competição e acaba ficando tetraplégico. No ano seguinte ele termina o rali em quarto lugar. Em 1991 Peterhansel conquista a tão sonhada vitória aos 25 anos de idade. “Eu me sentia capaz de ganhar a prova, mas eu estava um pouco frustrado com a minha participação nas edições anteriores”, afirmou.Em 1992 vence novamente, mas um grande amigo, Gilles Lalay, sofre um acidente durante a competição e morre. “Na chegada eu pensei em parar de fazer os ralis africanos. A competição é ótima mas a vida é outra coisa... Mesmo assim seis meses mais tarde eu já estava de volta às provas”, contou. Na edição seguinte Peterhansel conquista o tricampeonato no Dakar e no mesmo ano corre pela primeira vez na categoria Carros em um rali no gelo. “Eu percebi que mesmo tendo treinado pouco, tenho facilidade para adaptações”, disse o piloto.As próximas vitórias no Dakar acontecem em 1995 e 1997 e os resultados se igualam aos de Cyril Neveu, cinco vezes campeão do Dakar. Ele bate o recorde na prova quando conquista o sexto título em 1998. No mesmo ano ele também é campeão mundial de enduro na categoria 250 cilindradas 2 tempos.Peterhansel está participando do Dakar 2004 com o navegador Jean-Paul Cottret, também francês. No ano passado ele terminou em terceiro.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Jovem morre em acidente envolvendo moto e caminhão na MS-164
FRONTEIRA
Jovem morre em acidente envolvendo moto e caminhão na MS-164
O QUE DIZ A CIÊNCIA
Veja 10 razões que indicam que o coronavírus é transmissível pelo ar
CAPITAL
Preso sexto envolvido na execução de homem encontrado com tiro na nuca
Presidente da Assomasul vai a Brasília e se encontra com Azambuja 
REGIÃO
Presidente da Assomasul vai a Brasília e se encontra com Azambuja 
Proprietários rurais de MS são orientados sobre prevenção aos incêndios 
OPERAÇÃO `PROLEPSE
Proprietários rurais de MS são orientados sobre prevenção aos incêndios 
DOURADOS
Prefeitura inicia pavimentação asfáltica no Jardim das Primaveras
ANDERCI
Namorado diz que roubava com professora morta para comprar cocaína
GERAL
Ciclista sul-mato-grossense de 16 anos é contratado por equipe portuguesa
MEIO AMBIENTE
Ambiental recolhe 4 filhotes de coruja de forro de residência em reforma
EDUCAÇÃO
UEMS divulga 3ª convocação para matrículas de 22 a 26 de abril

Mais Lidas

TIRADENTES
Comércio, vacinação e bancos; veja o que funciona no feriado em Dourados
CLIMA
Dourados pode ter mínima abaixo de 10 graus na próxima semana, indica previsão 
BR-163
Mulher encontrada carbonizada estava desaparecida desde sábado
DOURADOS
Grupo receberia comissão se conseguisse negociar carga de maconha no Água Boa