Menu
Busca segunda, 01 de março de 2021
(67) 99257-3397

Para OAB modelo econômico de Lula mantém o apartheid social

21 março 2004 - 11h54

O presidente nacional da Ordem dos Advogados do Brasil, Roberto Busato, criticou, hoje, duramente os primeiros 13 meses da gestão do governo Lula afirmando que transcorrido um terço do mandato " há um abismo entre as promessas de mudança feitas na campanha eleitoral e a ortodoxia do modelo econômico em vigor, que dá continuidade  ao do governo anterior e mantém o apartheid social intocávelAs criticas de Busato se estenderam até mesmo o campo ético que, segundo ele, " também são preocupantes". Ele lembrou a denúncia feita ecentemente envolvendo o ex-assessor do ministro José Dirceu, Waldomiro Diniz, que egociava propinas no submundo da contravenção e agia como lobista junto a um banco estatal - a Caixa Econômica Federal - defendendo interesses de uma empresa multinacional.- Preocupa-me - disse - menos o escândalo em si e mais a atitude do governo federal, agindo no sentido de impedir a investigação política, mesmo já estando configurado que o episódio não se circunscreve ao delito isolado de um mau servidor público. Há conexões claras com outros ervidores, que semeiam dúvidas com relação à conduta de personagens do primeiro escalão político do governo, que deveria ser o mais interessado em separar o joio do trigo.O presidente da OAB lembrou que a história mostra que, quando o joio e o trigo ocupam o mesmo espaço - e nada é feito para separá-los - prevalece a lógica do joio. E lembrou: " e os justos pagam pelos pecadores". Busato não concorda com aqueles que repudiam a tese de que a luta contra a corrupção, em qualquer instância, dentro ou fora do Congresso, ameaça a estabilidade institucional ou gera prejuízos à economia. "O país só tem a ganhar lutando contra ações predadoras ao interesse público".Roberto Busato prosseguiu nas suas críticas afirmando que é inconcebível que um escândalo político, que qualquer calibre, paralise as instituições e provoque a angustiante sensação de vazio de poder."Se assim fosse, o crime compensaria e teríamos que considerar a luta contra a corrupção uma causa perdida para a democracia". E sentenciou: "precisamos acabar com essa balela".Para o presidente nacional da OAB, a luta contra a corrupção é premissa básica na retomada do desenvolvimento econômico, social e moral. Quanto mais o governo se mostrar implacável com o crime, principalmente o do colarinho branco, mais credibilidade o país terá diante dos investidores internos e externos.  "tão ou mais importante que o Fome Zero é a Corrupção Zero, que proporciona a reestruturação moral do país e favorece o equilíbrio de suas finanças".- Cabe ao Poder Legislativo o de fiscalizar os demais Poderes e a CPI é um instrumento fiscalizador por excelência . Houve no passado distorções no uso desta ferramenta de trabalho o que transformava, às vezes, o Parlamento em uma sala de espetáculos transmitidos ao vivo pela televisão, intimidando os depoentes e cerceando o trabalho dos advogados. Isso não pode se repetir e haja o que houver , com ou sem CPI, a agenda política precisa continuar a ser tocada.Busato lembrou também que as cobranças partem de outras frentes que reclamam a presença e ação do governo na luta contra o desemprego,  o analfabetismo, a violência e a exclusão social. " Agenda positiva não pode ser truque  político de circunstância, cortina de fumaça contra escândalos". Ele fez questão de frisar que no período eleitoral o candidato quando pede votos ao eleitor acena com metas positivas e nunca com sacrifícios mas depois de empossado inverte a equação: conclama ao sacrifício e esquece dos acenos positivos que o elegeram. 

Deixe seu Comentário

Leia Também

BRASIL
Técnicos da Anvisa inspecionam laboratório indiano que produz Covaxin
Acesso à UPA recebe nova sinalização em Dourados
TRÂNSITO
Acesso à UPA recebe nova sinalização em Dourados
Produção industrial de MS apresenta bom desempenho em janeiro
ECONOMIA
Produção industrial de MS apresenta bom desempenho em janeiro
Com central telefônica 'problemática', município vai criar site para agendar vacinação
DOURADOS
Com central telefônica 'problemática', município vai criar site para agendar vacinação
Filhote de anta é capturado após ser atacado por cachorros
MEIO AMBIENTE
Filhote de anta é capturado após ser atacado por cachorros
MATO GROSSO DO SUL
Pesca esportiva está liberada nas bacias do Paraguai e Paraná
CORUMBÁ
Homem é preso acusado de estuprar adolescente de 15 anos
PANDEMIA
Vacinômetro aponta que 4% da população de MS está imunizada contra o coronavírus
BRASIL
Universidades federais têm até dezembro para adotar diploma digital
DOURADOS 
Quadrilha do "falso frete" que recebia ordens de preso da PED é desarticulada

Mais Lidas

ACIDENTE
Veículo pega fogo ao colidir em coqueiro entre Dourados e Itaporã
DOURADOS
Jovem colide moto e embriagado tenta fugir do hospital, mas é detido
PANDEMIA
Mais uma pessoa morre por covid em Dourados e casos confirmados se aproximam de 21 mil
DOURADOS
Homem é suspeito de incendiar carro de vizinho após ser mordido por cachorro