Menu
Busca terça, 18 de maio de 2021
(67) 99257-3397

Para Dilma, crescimento de 7,5% do PIB 'foi bom'

03 março 2011 - 12h33

Em rápido contato com a imprensa, no Palácio do Planalto, a presidente Dilma Rousseff afirmou que "foi bom" o crescimento de 7,5% do PIB (Produto Interno Bruto), divulgado hoje pelo IBGE.

Ao se preparar para receber o primeiro-ministro do Timor Leste, Xanana Gusmão, no alto da rampa do Planalto, Dilma cumprimentou os jornalistas e, ao ouvir uma pergunta sobre o "pibão", não se alongou na resposta.

"Pibão? Foi bom", disse.

A visita de Xanana Gusmão é a primeira de um chefe de governo desde que Dilma assumiu a Presidência. No Timor, cuja independência foi oficializada em 2002, o português é uma das línguas oficiais.

Após a recepção de praxe, com execução do hino dos dois países e pose para fotos, Dilma e Gusmão seguiram para uma reunião privada. Depois, assinam acordos e fazem uma declaração à imprensa.

Deixe seu Comentário

Leia Também

CHAPADÃO DO SUL
Motorista tem perna esquerda estilhaçada em explosão de compressor de ar
IstoÉ
Michelle Bolsonaro perde processo e terá de pagar indenização de R$ 15 mil
CAPITAL
Preso, rapaz diz que espancou idoso por ele 'mexer' com sobrinho de 1 ano
UEMS
Mestrado em Educação Científica e Matemática prorroga inscrições até junho
CORUMBÁ
Após assaltar papelaria, ladrão tenta fugir para mata e invade residência
SAÚDE
Diretora do Conselho de Farmácia alerta para uso irracional de medicamentos
Polícia do Paraguai apreende cocaína escondida em chifre ornamental
GOVERNO BOLSONARO
Ocupação irregular na Amazônia cresceu 56% em dois anos, diz instituto
ANTÔNIO JOÃO
Homem é preso por tentar matar adolescente de 17 anos a tiros
REGIÃO
Inscrições para processo seletivo de estágio em Angélica são prorrogadas

Mais Lidas

POLÍCIA
'Apaixonado', rapaz furta objetos na PED para ser preso e reencontrar marido
CLIMA
Frio mais intenso do ano é previsto para esta semana em Dourados
REGIÃO
Mulher mata o marido a facadas após discussão em MS
FEMINICÍDIO
Mulher é encontrada morta com golpe de faca no pescoço na região do João Paulo II