Menu
Busca segunda, 08 de março de 2021
(67) 99257-3397

Papa faz pedido ao presidente George Bush

04 junho 2004 - 21h39

O presidente dos Estados Unidos, George W. Bush, visitou Roma nesta sexta-feira em meio a protestos contra sua política para o Iraque e à reivindicação do papa para que seja normalizada "o mais rápido possível" a situação no país árabe, com a participação das Nações Unidas. Como estava previsto, o presidente americano limitou suas aparições em público, junto ao secretário de Estado, Colin Powell, a visitas ao Palácio do Quirinal, sede da Presidência da República, e ao Vaticano, onde foi recebido pelo papa. Na Santa Sé, Bush entregou a medalha da Liberdade do Congresso dos EUA ao papa João Paulo II, um dos mais ferrenhos opositores da guerra do Iraque, por sua defesa da paz. O pontífice lhe pediu soluções imediatas para o Oriente Médio. "É evidente o desejo de que a situação atual seja normalizada o mais rápido possível com a ativa participação da comunidade internacional, e em particular da ONU, para que o Iraque recupere rapidamente sua soberania em condições de segurança", disse o papa. Bush, que em novembro enfrentará nas urnas o católico John Kerry, candidato democrata à Casa Branca, disse que o papa é um "devoto servo de Deus, lutador da causa dos pobres, dos fracos e dos que têm fome". Do Vaticano, onde foi recebido com vaias por um grupo de turistas e curiosos, Bush foi à periferia sul de Roma para homenagear em breve cerimônia, junto ao primeiro-ministro italiano, Silvio Berlusconi, as 335 vítimas do nazismo assassinadas há 60 anos nas Com este ato, foi lembrado o aniversário da libertação de Roma pelas tropas aliadas, dois dias antes do desembarque na Normandia, no Dia D, que mudou o rumo da Segunda Guerra Mundial. Depois, Bush seguiu para a residência do embaixador dos EUA na Itália, Villa Taverna, onde está hospedado durante sua estadia em Roma, deixando espaço à manifestação convocada contra sua presença na Itália e a guerra do Iraque. Milhares de pessoas (aproximadamente 200.000, segundo os organizadores, e 7.000, segundo a Polícia) participaram da passeata pelas ruas de Roma, em meio a um forte dispositivo de forças de segurança, que controlaram os pequenos incidentes nos quais envolveram-se grupos isolados em determinados pontos do percurso. Uma grande cartaz com o slogan "No war, no Bush" ("Não à guerra, não a Bush") encabeçava a manifestação, convocada por partidos de esquerda, sindicatos, diversas associações cívicas e representantes do movimento antiglobalização. As escaramuças dos radicais e o lançamento de objetos provocaram algumas ações por parte dos agentes antidistúrbios. O perfeito de Roma, Achille Serra, minimizou a importância dos incidentes e elogiou a intervenção do serviço de ordem interna. No final da tarde, o presidente dos EUA e sua esposa Laura receberam na residência do embaixador dos EUA diplomatas e veteranos da Segunda Guerra Mundial, em ato no qual foi mantida a tônica de discrição que marcou o dia. Bush ainda janta nesta sexta-feira com o primeiro-ministro Berlusconi, um de seus mais fiéis aliados, com a presença apenas do vice-presidente italiano, Gianfranco Fini; dos ministros de Exteriores e do Interior e do secretário da presidência. Amanhã, Bush e Berlusconi terão uma reunião bilateral antes de o presidente americano viajar a Paris. Da capital francesa ele seguirá para a Normandia, onde se reunirá com os líderes do Reino Unido, da França, da Rússia e da Alemanha.

Deixe seu Comentário

Leia Também

EDUCAÇÃO
Pré-selecionados do Prouni têm até sexta para comprovar informações
ECONOMIA
Dólar fecha cotado a R$ 5,77, após anulação de condenações de Lula
Em reunião com prefeitos, SES apresenta quadro assustador sobre a pandemia
MATO GROSSO DO SUL
Em reunião com prefeitos, SES apresenta quadro assustador sobre a pandemia
O sonho da casa própria
NEGÓCIOS IMOBILIÁRIOS
O sonho da casa própria
Unidade Móvel do Hospital de Amor inicia atendimento na Praça Antônio João
DOURADOS
Unidade Móvel do Hospital de Amor inicia atendimento na Praça Antônio João
BR-163
Carreta pega fogo após colisão, interdita pistas e deixa rodovia congestionada
PONTA PORÃ
Polícia apreende quase 8t de maconha que seriam entregues no interior do PR
CAMPO GRANDE
Polícia recupera carro furtado na capital
DOURADOS
Sem responder a estímulos, vítima de acidente em rede de alta tensão chega ao HV
TRABALHO PARLAMENTAR
Em Dourados, CDL se reúne com Renato Câmara e pede CPI

Mais Lidas

PONTA PORÃ
Homem é assassinado na região de fronteira e autores deixam recado ao lado do corpo
CENTRO
Douradense é assaltado ao sair de casa para pedalar na madrugada
IMUNIZAÇÃO
Vacinação contra a Covid faz idosos 'amanhecerem' na fila em Dourados
DOURADOS 
Bebê de 9 meses espancado pela mãe é transferido para o HU