Menu
Busca terça, 18 de maio de 2021
(67) 99257-3397

Palace 2: Empresários recuam e cancelam compra de hotel

01 setembro 2004 - 18h56

O Hotel Saint-Peter, arrematado em leilão pela Associação das vítimas do Palace 2 está novamente à venda. Segundo a associação, os dois empresários que assinaram um termo de compromisso pela compra do hotel por R$ 9 milhões voltaram atrás e anunciaram que não vão fechar o negócio."Meia hora antes de fechar o banco, eles ligaram para avisar que não iriam efetuar o depósito, pois queriam ver melhor o hotel", disse o advogado da Associação, Nélio Andrade, que pretende processar os empresários - proprietários da Universidade Veiga de Almeida - por danos morais e materiais. Com isso, a associação volta a correr contra o relógio para conseguir revender o hotel e garantir até sexta-feira o depósito dos R$ 7 milhões - valor pelo qual arremataram o imóvel de Sérgio Naya. O depósito inicial dos 20% do valor do imóvel exigido pela justiça foi feito ontem com um cheque da própria associação, que contava com o depósito dos empresários cariocas. Apesar do recuo colocar em risco o arremate do imóvel pelas vítimas e até mesmo implicar em multa - caso a associação não efetue o depósito de R$ 7 milhões até sexta -, o advogado afirma que já há outros interessados pelo imóvel. Ainda que encontrem um outro comprar, a confirmação do leilão ainda depende de aprovação da Justiça, uma vez que o lance oferecido pela associação foi inferior a 50% do valor do hotel, avaliado em R$ 42 milhões. Em casos como este, a Justiça pode entender a oferta como "preço vil" e anular o leilão. Segundo o promotor Rodrigo Terra, em casos em que um mesmo imóvel já tenha ido pelo menos três vezes a leilão sem que houvesse interessados, já há jurisprudência que não caracterizam como "preço vil" ofertas abaixo de 50%. "Mas vou ter que analisar o processo antes de dar o meu parecer", ressalta. De acordo com Nélio Andrade, o Hotel Saint-Peter já foi a leilão pelo menos três vezes sem receber oferta alguma. BB não faz depósito O Banco do Brasil (BB) que arrematou o outro imóvel, um terreno na avenida das Américas, Barra da Tijuca, zona oeste do Rio, não efetuou o depósito em dinheiro dos 20% dos R$ 25,2 milhões oferecidos no leilão. O Banco do Brasil informa que pretende arrematar o imóvel com os créditos que possui como credor hipotecário do terreno e que não recebeu nenhuma notificação da Justiça obrigando que o depósito fosse feito em dinheiro. O banco afirma que, se necessário, irá recorrer à Justiça para fazer valer seu direito de credor. De acordo com o BB, desde 1989 o banco luta na justiça para obter a execução do processo que venceu contra Naya. "O Código Civil diz que se eles não depositarem em dinheiro, terão que pagar 20% do valor do imóvel a título de multa", afirma Nélio Andrade. "O Banco do Brasil está brincando de leilão e mais uma vez está querendo prejudicar as vítimas". Segundo o advogado, antes de iniciar o leilão, a Justiça Estadual deixou claro que só aceitaria ofertas em dinheiro. Nélio Andrade afirma que caso o BB não efetue o depósito em dinheiro pedirá a anulação do leilão e apresentará a Justiça uma carta de intenção de um comprador disposto a pagar R$ 20 milhões pelo imóvel. O juiz Antônio Carlos Esteves Torres, da 4° Vara Empresarial do Rio já avisou que não irá aceitar o pagamento em créditos. Ele afirmou que o STJ tem entendido que a preferência é das vítimas. “Não adiantará o credor hipotecário tentar oferecer lance que não seja em dinheiro. Se o Banco do Brasil der lance para compensação eu não vou admitir”, afirmou o juiz. Rodrigo Terra concorda com o juiz. "Não faz sentido usar um leilão para compensar um crédito que ainda está sendo executado em outro processo", afirma.Até sexta, a justiça deverá decidir, após ouvir o Ministério Público, se aceita ou não os R$ 7 milhões oferecidos pela associação e se confirma o arremate do outro terreno pelo BB. Caso contrário, o leilão poderá ser anulado. Histórico O Palace II desabou em fevereiro de 1998, matando oito pessoas. A perícia apontou erros no projeto e na construção. O ex-deputado federal Sérgio Naya, dono da Sersan, que construiu o edifício, foi preso em março de 2004 no aeroporto de Porto Alegre, quando tentava embarcar para o Uruguai. Ele responde a processo criminal pelo desabamento. O ex-deputado ficou 108 dias na carceragem do Ponto Zero, em Benfica. Uma liminar permitiu a libertação do ex-deputado no início de julho. No mês passado, as 82 famílias que fazem parte da Associação das Vítimas do Palace 2 receberam as primeiras parcelas das indenizações que variam entre R$ 300 mil e R$ 1 milhão. Cada família recebeu cerca de R$ 113 mil do rateio do leilão do Hotel Sant Paul Park. De acordo com cálculos judiciais do Tribunal de Justiça, as famílias ainda têm o crédito de cerca de R$ 50 milhões por danos morais e materiais. O advogado das vítimas, entretanto, ainda questiona estes valores e tenta elevar o valor total para R$ 70 milhões.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Polícia apreende 160 kg de maconha em veículo abandonado por traficante
REGIÃO
Polícia apreende 160 kg de maconha em veículo abandonado por traficante
MS registra mais 50 óbitos e aumento de novos casos de coronavírus
PANDEMIA
MS registra mais 50 óbitos e aumento de novos casos de coronavírus
Prefeitura habilita fornecedoras de 5 mil kits de teste rápido para Covid-19
DOURADOS
Prefeitura habilita fornecedoras de 5 mil kits de teste rápido para Covid-19
Mulher tem veículo furtado em frente residência na Reserva Indígena
DOURADOS
Mulher tem veículo furtado em frente residência na Reserva Indígena
Modelo híbrido pode ser menos flexível do que o esperado
NEGÓCIOS & CIA
Modelo híbrido pode ser menos flexível do que o esperado
MS-162
Agesul estima R$ 52 milhões para asfaltar quase 25 km entre Maracaju e Dourados
REGIÃO
Após perseguição, polícia apreende carro com fuzis, pistolas, munições e 850 kg de drogas
PATRULHAMENTO
Veículo com mercadoria ilegal é apreendido a caminho de Dourados
DOURADOS
Duplicação da rua Coronel Ponciano vai entrar em fase de licitação
BENEFÍCIO
Prazo para pedir revisão da pontuação do Bolsa Atleta termina amanhã

Mais Lidas

POLÍCIA
'Apaixonado', rapaz furta objetos na PED para ser preso e reencontrar marido
CLIMA
Frio mais intenso do ano é previsto para esta semana em Dourados
REGIÃO
Mulher mata o marido a facadas após discussão em MS
FEMINICÍDIO
Mulher é encontrada morta com golpe de faca no pescoço na região do João Paulo II