Menu
Busca domingo, 19 de setembro de 2021
(67) 99257-3397
GERAL

Ouvidores públicos discutem como melhorar atendimento ao cidadão

26 agosto 2014 - 13h20

Canais de diálogo e mediação entre o cidadão e a administração pública, as ouvidorias públicas foram tema de discussão, hoje (26), dos representantes desses serviços durante simpósio organizado em Brasília pelo Conselho Nacional do Ministério Público. As ouvidorias públicas recebem de cidadãos reclamações, solicitações, denúncias, sugestões e elogios relacionados às políticas e aos serviços públicos e buscam respostas a essas manifestações.

O ouvidor do Superior Tribunal de Justiça (STJ), Humberto Martins, definiu a ouvidoria como um órgão que melhora o campo interno de um órgão e também o atendimento ao cidadão. “Buscamos esse canal de comunicação para ouvir da sociedade o que ela precisa”, disse.

O ouvidor-geral da União, José Eduardo Romão, destacou que um dos princípios da atuação das ouvidorias deve ser o da efetividade. “Deve a ouvidoria se preocupar não apenas com a eficiência e eficácia, não apenas com o cumprimento dos objetivos fixados em um determinado plano - como tantas pessoas atendidas -, mas o alcance, a resolução dos problemas, o atendimento às necessidades”, disse.

Outros princípios que devem orientar as ouvidorias, segundo ele, são os da legalidade e da legitimidade. Romão ressaltou a importância de que as respostas encaminhadas não se fixem em citar leis e siglas, mas esclareçam de forma simples o cidadão.

Uma experiência apresentada no simpósio é a da ouvidora da Universidade de Brasília (UnB), criada em 2011. A instância recebeu 614 demandas no primeiro semestre deste ano. A ouvidora da UnB, Eurides Araújo, conta que a divulgação da ouvidoria no ambiente acadêmico é fundamental para que as pessoas entendam como atua e busquem o serviço. “As pessoas estão conhecendo o canal e começando a ter confiança, com isso estão buscando mais a ouvidoria”, explica.

“A ouvidoria é um canal mediador que faz a voz do cidadão ser ouvida dentro da instituição e pelas autoridades máximas desse órgão”, resume a ouvidora Eurides Araújo.

Deixe seu Comentário

Leia Também

BRASIL
Crise hídrica: chuvas da primavera não vão encher reservatórios
A caminho de hospital, ambulância com paciente grave se envolve em acidente
POLÍCIA
A caminho de hospital, ambulância com paciente grave se envolve em acidente
CIDADES
Prazo para pagar licenciamento de veículos com final 9 termina no dia 30 deste mês
POLÍCIA
Ao defender a mãe, jovem é agredido em bar e fica inconsciente
POLÍCIA
Mulher é atropelada e arrastada por motorista embriagado que não tinha CNH
PANDEMIA
Mato Grosso do Sul recebe mais 167.530 doses de vacina contra a Covid-19
POLÍCIA
Criança de 5 anos morre após pais pararem para ajudar motorista em rodovia
BRASIL
Vulcão nas Ilhas Canárias poderia provocar tsunami no Brasil
POLÍTICA
CPI da Covid deve fechar relatório com pedido de indiciamento de Bolsonaro por prevaricação
BRASIL
Presidente Jair Bolsonaro viaja aos Estados Unidos para assembleia da ONU

Mais Lidas

DOURADOS
Morto durante o trabalho em fazenda tinha 26 anos
ACIDENTE DE TRABALHO
Maquinário cai e mata trabalhador em fazenda entre Dourados e Itahum
'AMIGÃO'
Bêbado bate carro e deixa amigo ferido em canteiro
REGIÃO
Casal precisa ser socorrido após carro quase ser "engolido" pela chuva