Menu
Busca terça, 30 de novembro de 2021
São Paulo
39°max
24°min
São Paulo
39°max
24°min
São Paulo
39°max
24°min
Acompanhe-nos
(67) 99257-3397
ARTIGO

Os ganhos e as perdas do avanço tecnológico

23 outubro 2021 - 16h40Por Rodolpho Barreto

Dentre as datas comemorativas do mês de outubro, destacam-se o Dia das Crianças (12/10) e o Dia dos Professores (15/10). Menos conhecido do grande público, temos o 16 de outubro - Dia da Ciência e Tecnologia. Vamos refletir um pouco sobre esse tema? Sem dúvida alguma, o nosso século XXI é marcado por grandes avanços tecnológicos e científicos. Todavia, sabemos que os grandes inventos não são uma novidade dos nossos tempos. As primeiras "tecnologias" desenvolvidas pelo homem datam de dois milhões de anos antes de Cristo.

Hoje, quando falamos em avanço tecnológico, pensamos logo na era da informática, nas novas pesquisas no campo da medicina, eletrônica, robótica etc. Contudo, ao longo da história, sempre tivemos a evolução das técnicas e das ciências, como, por exemplo, a descoberta do fogo, o desenvolvimento da agricultura, a invenção da roda, dentre outras realizações humanas que "revolucionaram" a sociedade da época.

Em terras brasileiras, as primeiras "invenções" remontam ao período do Brasil Colônia. Em 1550 foi criado o primeiro engenho de açúcar. "Considerado um dos grandes inventores da humanidade, o país também contou com o mineiro Alberto Santos Dumont, que criou os balões dirigíveis e, anos mais tarde, o 'avião' 14-bis. Brasileiros também se destacaram por buscar curas e combates a doenças, como os médicos Osvaldo Cruz e Vital Brazil" (fonte: brasilescola.uol.com).

O astronauta, engenheiro e tenente-coronel da Força Aérea Brasileira (FAB), Marcos Pontes, é o nosso Ministro da Ciência, Tecnologia e Inovações. "O ministério tem a função de planejar, coordenar, supervisionar e controlar as atividades da ciência e tecnologia, além da política de desenvolvimento de informática e automação, política nacional de biossegurança, política espacial, política nuclear e controle da exportação de bens e serviços sensíveis" (fonte: wikipedia.org).

Ciência e tecnologia andam juntas !

Hoje, o mundo está conectado, graças à evolução tecnológica promovida por pessoas, empresas e instituições. Aliás, em outubro também temos o Dia da Vacinação (17/10) e o Dia do Médico (18/10). Com certeza, a vacina e a medicina dependem de desenvolvimento científico e tecnológico constantes. Com a conectividade global promovida pela internet, as informações e descobertas podem circular instantaneamente e chegar a todos, sem mais dependermos do aval dos grandes veículos de comunicação e das autoridades políticas constituídas, que, infelizmente, sabemos que nem sempre praticam a boa ciência, pois os interesses políticos e econômicos muitas vezes falam mais alto. Obviamente, devemos sempre ter muita filtro crítico e checar a fonte e o conteúdo da informação que nos é repassada, tanto pela internet, como pela "grande mídia".

Parabéns aos cientistas que realmente estiverem fazendo uma ciência desinteressada e voltada para o bem da humanidade! Parabéns aos médicos que estiverem realmente lutando para salvar vidas! Tenho total convicção de que a troca de informações entre milhares de médicos pelo mundo todo foi o que permitiu salvarmos milhões de pessoas. Muitos puderam realizar o devido tratamento graças à coragem, à união e ao empenho destes bravos e competentes médicos. Do contrário, o estrago poderia ter sido muito maior. 

Felizmente, o número de recuperados é infinitamente maior que o número de mortes pela Covid-19. Mesmo com a disseminação pela grande imprensa da suposta ineficácia do tratamento médico, o fato é que houve e ainda há muita observação médica (o que também é ciência), evidências, pesquisas e estudos científicos comprovando que o tratamento adequado e oportuno ajudou milhões de pessoas a vencer a doença (já escrevi vários artigos aqui demostrando os fatos e dados sobre essa questão, caso tenha interesse, entre em contato que eu enviarei com muito prazer).

Nem tudo são flores ?

Sabemos também que todo esse aparato tecnológico, pelo qual o homem moderno vive rodeado hoje, pode trazer alguns problemas. Vamos analisar um fato recente? Muitas pessoas ficaram "sem chão" no último dia 4 de outubro. “Meu Deus, o que está acontecendo? Isso é um apocalipse?!” publicaram no Twitter, quando uma pane global afetou o funcionamento de três famosas redes sociais durante algumas horas. O aplicativo de mensagens instantâneas (Whatsapp) foi o primeiro a cair, seguido pelo Instagram e pelo Facebook. Ainda que a falha dos aplicativos citados tenha sido em várias partes do mundo, o desespero dos brasileiros mostrou o quanto estamos dependentes do smartphone.

De acordo com dados da Digital Turbine, cerca de 20% dos brasileiros não conseguem ficar longe do celular por mais de 30 minutos. O psiquiatra Yuri Busin afirma que os aplicativos das redes sociais instalados no celular serviriam como uma droga. “As redes sociais ainda podem ser consideradas algo novo na nossa vida. Por mais que estejam muito inseridas no dia a dia, elas estão presentes há cerca de 10 anos. É pouco tempo. Ainda estamos aprendendo a utilizá-las. Devemos aprender a usar ao nosso favor e não para sermos controlados por elas” (fonte: jovempan.com).

O psiquiatra alerta sobre os transtornos mentais e sociais que o uso excessivo dos aparelhos eletrônicos pode causar nos usuários. "Além de transtornos, fobias, ansiedade, depressão, a pessoa pode desenvolver dificuldades de relacionamento, baixa tolerância às frustrações, dormir muito mal e ter dores físicas devido à posição que fica para usar o celular, dentre outros problemas. Redes sociais, como o Instagram e o Facebook, fazem a pessoa comparar a vida dela com a de outras pessoas. Por exemplo: ‘Fulano e ciclano vivem uma vida que eu não posso ter, tem um corpo que eu não tenho.’ Isso acaba trazendo um sentimento de comparação negativo 'eu sou ruim e ele é bom', uma insatisfação eterna".

Segundo uma pesquisa divulgada pela empresa de consultoria Kantar, o brasileiro passa, em média, cerca de 4,2 horas por dia usando o celular. O Brasil é o 5º país que mais utiliza telefone móvel no mundo, com cerca de 109 milhões de usuários, atrás apenas de Indonésia, Estados Unidos, Índia e China.

Mesmo com a reabertura total das lojas após um longo período de restrição devido à pandemia da Covid-19, os consumidores ainda preferem fazer compras pelo celular. Dados divulgados pela Digital Turbine afirmam que 92% das pessoas entrevistadas compram pelo smartphone e que 68% preferem utilizar o celular a outros meios com internet para realizar a compra. 

O nosso amor pelo celular !

Segundo Paula Sauer, professora de economia comportamental, a facilidade e a comodidade são os principais fatores que explicam a preferência pelo aparelho na hora das compras. “Os motivos variam, desde o preço das compras feitas pela internet, comodidade, disponibilidade do produto ou serviço em determinada região e, para muitas pessoas, também o medo de ser infectado pela Covid-19. Um outro olhar possível está relacionado as compras por impulso. É mais rápido, está ali, sem necessidade de locomoção, é só fazer alguns cliques e a compra está feita. Não se percebe o dinheiro saindo da conta, a dor da perda é menor” (fonte: jovempan.com).

Muitos consumidores usaram o celular para fazer compras pela primeira vez na pandemia. “Por falta de alternativa, as pessoas foram exaustivamente estimuladas a aderir ao meio digital e mudar seu canal de compras. Para muitos consumidores, a necessidade do isolamento foi o empurrãozinho que faltava para a utilização dos canais alternativos. O ‘bater perna’ agora é pela internet, e para muitas pessoas que tiveram boas experiências e se sentiram seguras, o digital se tornou o canal principal para a compra de uma infinidade de produtos”, conclui a economista.

Desta forma, o WhatsApp, Facebook, Instagram e outras plataformas online afetam diretamente a vida de empreendedores e outros trabalhadores que dependem da comunicação virtual para atividades simples do dia a dia. Marina Almeida, de 31 anos, não faz as vendas do seu material de trabalho diretamente no Instagram, mas tem na plataforma a melhor forma de comunicação com os clientes. “Nossas vendas ocorrem pelo site, mas 95% da captação de clientes acontece pelo Instagram. Então, realmente, se a rede social cair, a gente fica a ver navios. Não conseguimos conversar, se comunicar com as pessoas. Precisamos postar para os clientes nos verem, o que é convertido em vendas. Então, acabamos ficando bem limitados sem essa ferramenta."

Também empreendendo nas redes sociais desde 2020, Júlia Albuquerque, de 22 anos, tem uma loja que faz todas as vendas por meio do Instagram e do WhatsApp Business. Ela considera as redes como indispensáveis para as vendas dos seus produtos. No dia 4 de outubro, em cinco horas com as plataformas sem funcionar, ela estima que tenha perdido cerca de 20 vendas e 50 possíveis compradores.

Para além dos negócios, a instabilidade das plataformas também atingiu o dia normal de trabalho de algumas pessoas. Moradora do bairro de Parelheiros, no extremo sul de São Paulo, a assistente de produção Letícia Padilha, de 26 anos, não tem sinal de telefone em casa e faz todas as demandas da sua profissão pela internet, usando o WhatsApp (mesmo que seja para fazer ligações). “Precisava entrar em contato com o responsável pela locação de um espaço, mas não consegui. Quando o WhatsApp caiu fiquei incomunicável” (fonte: jovempan.com).

O mais importante é sabermos que ciência e tecnologia são apenas instrumentos para nos melhorar a vida: saúde, conforto, progresso etc. Como qualquer instrumento, deve ser bem utilizado. Senão, "o feitiço pode virar contra o feiticeiro". O ser humano é que deve comandar, ao seu favor, a tecnologia, não o contrário. E a ciência deve promover - e não escravizar - a humanidade. Por hoje é só! Até a próxima!

Instagram/ Facebook: @rodolphobpereira
 

Deixe seu Comentário

Leia Também

TEMPO
Terça-feira de sol com algumas nuvens em Dourados; não chove
Homem morre vítima de acidente de trânsito entre Deodápolis e Ipezal
REGIÃO
Homem morre vítima de acidente de trânsito entre Deodápolis e Ipezal
BRASIL
Câmara aprova medidas de transparência e teto para orçamento secreto
SIDROLÂNDIA
Briga em bar acaba com homem morto a facadas e tiros na cabeça
Procon autua empresa de ônibus por não reservar passagens gratuitas
ANDORINHA
Procon autua empresa de ônibus por não reservar passagens gratuitas
PARANAÍBA
Mulher é presa com cocaína e diz que traficava para ajudar filha deficiente
ELEIÇÕES
TSE divulga resultado do teste de segurança da urna eletrônica
NOVA ANDRADINA
Homem é autuado R$ 5 mil por criar ave silvestre ilegalmente 
FUTEBOL
Messi conquista Bola de Ouro pela 7ª vez; Jorginho fica em 3º
PONTA PORÃ
Durante tempestade, detentos quebram grade e fogem de presídio

Mais Lidas

ITAPORÃ
Ciclista morta após ser atropelada por carreta é identificada
DOURADOS
Vítima diz que assaltante devolveu dinheiro roubado após oração
CAPITAL
PRF que atirou em homem no interior de motel é encontrado morto
DOURADOS
Família procura por jovem que saiu de casa há mais de um mês e não retornou