Menu
Busca segunda, 25 de maio de 2020
(67) 99659-5905

Os 16 anos do Passe do Estudante em Campo Grande

10 janeiro 2010 - 10h23

O ano de 1992 marcou o país. Ano de conquistas olímpicas, da retomada das mobilizações de rua. Ano de protagonismo da juventude que, com suas caras pintadas, saiu às ruas para passar o “país a limpo”.
Em Campo Grande, nesse mesmo ano, o movimento pelo Passe do Estudante tomou ruas, escolas e universidades pela conquista daquela que viria ser a mais bem-sucedida política de acesso e permanência dos estudantes campo-grandenses nas instituições de ensino.
As manifestações e a união do movimento estudantil culminaram na sanção da Lei 3026/93 em 27 de Dezembro de 1993.
Vitória garantida?
Não! Viria fase mais importante para implementação e eficácia de uma lei com tamanho impacto social. Operacionalizar.
Mais uma vez o movimento estudantil foi às ruas. Colaborou com a Secretaria que regulava o Transporte Público Municipal, desde ideias para a regulamentação até a entrega dos “passes” nas mãos dos estudantes.
Os anos se passaram. O Passe do Estudante conseguiu se solidificar, cumprir seu objetivo de garantir o acesso aos estudantes às instituições de ensino. O processo se modernizou. Os estudantes deixaram de receber as imensas cartelas com os passes do mês. Passamos à era do cartão, que também serve para identificar os estudantes.
Campo Grande cresceu, se desenvolveu, atraiu instituições de ensino superior e o Passe do Estudante acompanhou esse desenvolvimento.
Muitos dos estudantes que hoje cursam o ensino superior em nossa cidade continuam os estudos única e exclusivamente graças à lei que permitiu às crianças, adolescentes, jovens e adultos mais que o direito de ir e vir.
Garantiu-lhes a realização de um sonho!
É certo que assim como outras políticas sociais o Passe do Estudante foi questionado. Procurou-se, sobretudo, empurrar a culpa do aumento da tarifa do transporte coletivo para o colo dos estudantes.
Mas a sociedade campo-grandense, o movimento estudantil e os prefeitos do PMDB que administraram a Capital nesses últimos 16 anos (Juvêncio César da Fonseca, André Puccinelli e Nelson Trad Filho) não aceitaram as pressões. Com firmeza mantiveram o compromisso com os estudantes.
Para a juventude o Passe do Estudante é símbolo de luta e conquista.
Por isso, comemoramos os 16 anos do Passe do Estudante de Campo Grande, na certeza de que ainda vamos celebrar sua maioridade. E muitos outros anos de uma vitória histórica, fruto dos esforços dessa parcela da sociedade que, quando quer, move montanhas.

 
 
Karoline Mendez, presidente do Conselho Municipal da Juventude de Campo Grande


Deixe seu Comentário

Leia Também

JUDICIÁRIO
Flávio Bolsonaro pede para acompanhar depoimento de Paulo Marinho
MARACAJU
Homem encontrado morto em rio foi estrangulado e polícia identifica suspeitos
SAÚDE
Ações nas barreiras sanitárias são intensificadas no combate à Covid-19
UFGD
Mestrado em Agronegócios convida para palestra sobre Conceitos Científicos
PMR
Operação recupera em Dourados caminhão furtado na fronteira
SELEÇÃO
SES abre processo seletivo para contratação de 31 profissionais da saúde
POLÍTICA
Senado aprova MP que altera cargos e funções na Polícia Federal
CAMPO GRANDE
PM fecha depósito de drogas, apreende 2 toneladas de maconha e prende 4
AVANÇO DA PANDEMIA
Brasil registra 807 mortes por Covid em 24 horas, e total chega a 23.473
RIO VERDE
Mulher mata sobrinho com tiro na cabeça após ele ameaçar avó

Mais Lidas

TRAGÉDIA
Homem morre atropelado por rolo compactador
PANDEMIA
Dourados ultrapassa marca de 100 casos confirmados de coronavírus
MARACAJU
Homem morre após tentativa de fuga e troca de tiros com a polícia
MS-145
Motorista disse não ter visto momento que atropelou e matou ciclista