segunda, 08 de agosto de 2022
Dourados
22°max
17°min
Acompanhe-nos
(67) 99257-3397

ONU exige libertação imediata de reféns em escola

01 setembro 2004 - 22h29

O Conselho de Segurança das Nações Unidas condenou firmemente hoje o seqüestro de cerca de 300 pessoas, incluindo 132 crianças, em uma escola da república russa da Ossétia do Norte e exigiu a libertação imediata. A reunião ocorreu em caráter emergencial para que o Conselho se pronunciesse sobre a tomada ocorrida hoje em uma escola na Ossétia do Norte e sobre a onda de ataques terroristas que afeta a Rússia nos últimos dias. Em uma declaração lida por seu presidente, o diplomata espanhol Juan Antonio Yanez-Barnuevo, o Conselho de Segurança "condena nos termos mais firmes o ato odioso que constitui a tomada de reféns em uma escola secundária". A reunião foi solicitada pelo embaixador russo na ONU, Andrei Denisov. "Não sabemos o que será adotado, mas queremos que, de alguma maneira, o Conselho reaja", Entre 17 e 20 rebeldes armados com explosivos invadiram na manhã de hoje uma escola de 850 alunos e fizeram mais de 300 pessoas como reféns. Houve tiroteio e nove pessoas morreram. Eles ameaçam matar 50 crianças para cada um de seus combatentes mortos e 20 para cada ferido. O grupo afirmou que nenhum estudante foi ferido e todos passam bem, apesar de não permitir a entrada no ginásio da escola de água, alimentos e remédios. Os seqüestradores, alguns com explosivos amarrados ao corpo, ameaçaram detonar o edifício em caso de ataque policial. O Serviço Federal de Segurança de Beslán começou à tarde a negociação com os terroristas. O grupo exige a retirada das tropas russas da Chechênia e o fim da guerra nessa república, que acaba de realizar eleições presidencias. Eles querem negociar com os presidentes da Ossétia do Norte, Alexandre Dzasokhov, e da Inguchétia, Murat Ziazikov, e também com o médico Leonid Rochal, um famoso cirurgião que havia intermediado na tomada de reféns do teatro da Dubrovka em Moscou, em outubro de 2002. O presidente Vladimir Putin, que estava no balneário de Sotchi, voltou hoje apressadamente à capital.

Deixe seu Comentário

Leia Também

SAÚDE

Varíola dos macacos: entidades criticam estigma a homossexuais

Homem é espancado em construção abandonada na Capital
POLÍCIA

Homem é espancado em construção abandonada na Capital

GERAL

Justiça nega 'habeas corpus' pedido pela defesa do cônsul alemão

Ladrões invadem empresa e furtam óleo diesel
REGIÃO

Ladrões invadem empresa e furtam óleo diesel

CULTURA

Academia Brasileira de Letras reabre bibliotecas para o público

CAPITAL

Mulher capota veículo e é socorrida pelo Corpo de Bombeiros

DIREITOS HUMANOS

Lei Maria da Penha completa 16 anos neste domingo

POLÍCIA

Foragido da justiça é preso em abordagem na fronteira

POLÍTICA

Eleições 2022 mantém maioria do eleitorado feminina, com 53%

POLÍCIA

Boca de fumo é fechada e traficante preso na fronteira

Mais Lidas

LUTO

Conselho de Agronomia lamenta morte de jovem agrônoma em acidente

Adolescente fica gravemente ferido após caminhonete capotar na MS-141

SUSPEITO FOI PRESO

Casal de idosos é assassinado em residência no centro de Coxim

REGIÃO

Corpo de idoso é encontrado carbonizado em residência destruída por incêndio