Menu
Busca sábado, 27 de fevereiro de 2021
(67) 99257-3397

Nuzman fala sobre a segurança em Atenas

06 maio 2004 - 23h53

A preocupação com a segurança nos Jogos Olímpicos de Atenas não adquiriu contornos novos apenas entre os norte-americanos e europeus. Hoje durante a cerimônia de lançamento dos Jogos Paraolímpicos do Brasil 2004, em São Paulo, o presidente do Comitê Olímpico Brasileiro (COB), Carlos Arthur Nuzman, confirmou que a Polícia Federal enviará um representante a Grécia para tratar do assunto.O delegado José Milton Rodrigues viaja ainda este mês para a sede da próxima edição dos Jogos onde se encontra com representantes da comissão de segurança do evento. "Estamos repetindo um trabalho muito eficaz que foi feito no Pan de Santo Domingo", diz Nuzman. A questão da segurança ganha a cada dia mais destaque na organização dos Jogos e a explosão das três bombas na região de Kalithea, próxima à capital grega, só fez aumentar as preocupações.Os gastos com o setor aumentaram significativamente em relação aos de Sydney e provocaram uma explosão no orçamento previsto para a organização das Olimpíadas gregas. Segundo Nuzman, depois do encontro com as autoridades gregas, Rodrigues estabelecerá o que será feito e a forma de trabalhar durante os Jogos. Apesar da apreensão internacional, o presidente do COB diz que na parte esportiva o país está preparado para lutar por medalhas. "O Brasil está pronto para as Olimpíadas, nossa estrutura é a melhor que já se fez", garante. O dirigente esteve na capital paulista participando da abertura dos Jogos Paraolímpicos do Brasil. A competição reunirá, a partir desta sexta-feira, 500 atletas, competindo em 12 modalidades - mais três como apresentação - pelo direito de representar o país na Paraolimpíada de Atenas. O Brasil tem direito a 97 vagas na Grécia e apenas 13 delas têm dono definido. Em São Paulo, os atletas lutarão pelos índices que vão garantir sua inclusão na delegação nacional. A equipe paraolímpica será anunciada dia 12, um dia depois do encerramento dos Jogos do Brasil. Além de Nuzman, compareceram ao lançamento o governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, o secretário estadual de esportes, Lars Grael, e o secretário municipal de esportes, Júlio Filgueira. A madrinha da competição Luana Piovani também esteve na cerimônia, assim como o jornalista Osmar Santos. Para Grael, a realização do evento é um marco para o esporte paraolímpico nacional. "Até pouco tempo atrás era considerado fazer um favor organizar os Jogos. Com os Jogos Paraolímpicos de 2004, em São Paulo, o interesse aumentou e temos candidatura para 2005", destaca, referindo-se ao interesse de Mato Grosso do Sul, Ceará e Pará em organizar a próxima edição.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Ocupação de leitos de UTI Covid em Dourados volta a bater 100%
PANDEMIA
Ocupação de leitos de UTI Covid em Dourados volta a bater 100%
PANDEMIA
Brasil tem recorde de mortes por Covid-19 pelo terceiro dia seguido
CAMPO GRANDE
Adolescente morre e motorista fica gravemente ferido em acidente na BR-163
Chance de ganhar no Nota MS Premiada é 28 vezes maior do que na Mega-Sena
MS
Chance de ganhar no Nota MS Premiada é 28 vezes maior do que na Mega-Sena
Mega-Sena sorteia hoje prêmio acumulado de R$ 50 milhões
PRÊMIO
Mega-Sena sorteia hoje prêmio acumulado de R$ 50 milhões
INFORME PUBLICITÁRIO
48 horas com promoções imperdíveis na Relax Life, confira as ofertas
TV DOURADOS NEWS
Câmara debate em audiência pública nesta terça a intervenção na UFGD
Adolescente que teve 90% do corpo queimado por chapa morre em hospital
ECONOMIA
Aneel mantém bandeira amarela na tarifa de energia elétrica em março
MEIO AMBIENTE
Douradense é multado em R$ 55 mil por desmatamento de vegetação nativa

Mais Lidas

DOURADOS 
Operação desarticula quadrilha especializada em furtos de máquinas agrícolas
DOURADOS 
Mulher é esfaqueada na região central e encaminhada ao HV em estado grave
PARAGUAI
Quadrilha é presa com 1,4 tonelada de cocaína e até avião na fazenda de Pavão
DOURADOS 
Mulher que esfaqueou rival é autuada em flagrante por tentativa de homicídio