Menu
Busca sexta, 07 de maio de 2021
(67) 99257-3397

Número de homicídios contra mulheres é menor que de homens

14 agosto 2004 - 15h20

O levantamento feito pelos professores da Cândido Mendes indicou ainda que o número de homicídios contra mulheres é ínfimo quando comparado ao de homens, o que vale tanto para brancos como para negros. Segundo a pesquisa, de cada 13 vítimas negras, apenas uma é mulher. Entre os brancos, de cada 12 mortos, somente um é do sexo feminino.O trabalho indica ainda que as maiores taxas de homicídio por 100 mil habitantes, independentemente da raça, concentram-se nas pessoas que têm 24 anos. A taxa de negros mortos nessa idade é, por exemplo, sete vezes maior do que a de pessoas da mesma cor e que tenham 60 anos, de acordo com a pesquisa.Para Gláucio Soares, o risco de negros serem mortos é maior do que o de brancos serem vítimas de homicídios porque há mais pessoas dessa raça vivendo em áreas de situação de risco."Os negros vivem em áreas com taxas mais altas de violência e se associam comparativamente mais com fatores de risco, como drogas e armas", disse ele à Folha.Com os números que dispunha, Soares fez algumas estimativas. Segundo ele, se a taxa de vitimização dos negros fosse igual à dos brancos, 8.201 pessoas dessa raça deixariam de morrer em 2000.De acordo com o pesquisador, se a taxa de homicídios de homens negros por 100 mil habitantes fosse igual ao índice de vítimas entre mulheres, 37.899 homens não seriam mortos. Soares disse que o estado civil das pessoas pode afetar o risco da violência. Segundo ele, as taxas são maiores para solteiros que para casados.Como comparação, o pesquisador afirmou que 17.291 solteiros não seriam mortos se a taxa fosse igual à dos casados. "Os solteiros se expõem mais", disse.O professor afirmou ainda que as pessoas mais religiosas se expõem menos a situações de risco, assim como aquelas que vivem em famílias estruturadas.Para o pesquisador, a baixa legitimidade da polícia, da Justiça e do sistema político contribuem para aumentar a violência. "Uma polícia competente, preventiva e pró-ativa inibe o homicídio, além da certeza da punição."Segundo Soares, a violência existirá sempre e em qualquer lugar do mundo. No entanto, o que deveria importar, segundo ele, é se morrerão duas ou 200 pessoas por 100 mil habitantes.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Anta de 200kg é resgatada após cair dentro de piscina de clube
MARACAJU
Anta de 200kg é resgatada após cair dentro de piscina de clube
VACINAÇÃO
"Dia D" de vacinação contra a Influenza será amanhã em Dourados
Polícia apreende carga com 17 mil pacotes de cigarros do Paraguai
CONTRABANDO
Polícia apreende carga com 17 mil pacotes de cigarros do Paraguai
Balanço contábil de 2020 da endividada Funsaud ainda não foi finalizado
DOURADOS
Balanço contábil de 2020 da endividada Funsaud ainda não foi finalizado
Campo Grande faz 'repescagem' da vacina para servidores da Segurança Pública
IMUNIZAÇÃO
Campo Grande faz 'repescagem' da vacina para servidores da Segurança Pública
BRASIL
Inscrições para o Revalida 2021 vão de 31 de maio a 11 de junho
PANDEMIA
Mais duas mulheres morrem por coronavírus e Dourados chega a 441 óbitos
PANDEMIA
MS se aproxima de 6 mil óbitos por Covid e soma mais de 254,7 mil infectados
ARTIGO
Um anjo sem asas
REGIÃO
Polícia prende jovem que traficava em praça pública

Mais Lidas

DOURADOS
Mulher presa com armas, drogas e veículos mantinha relacionamento com interno da PED
DOURADOS
Pancadaria em motel termina na delegacia com três pessoas detidas
JÓQUEI CLUBE
Jovem é presa em Dourados com armamento de uso restrito, drogas e veículo clonado
DOURADOS
Carga de tijolos cai de caminhão em rotatória na Coronel Ponciano; veja vídeo