Menu
Busca domingo, 24 de maio de 2020
(67) 99659-5905

Novo Plano de Cargos da Saúde deve entrar em vigor em 2011

03 fevereiro 2010 - 07h17

Representantes da Mesa de Negociação do SUS falam sobre o PCCV, que deve entrar em vigor em 2011 PCCV vai incluir pelo menos três mil profissionais que possuem convênio com o SUS

Já está quase concluído o Plano de Cargos, Carreiras e Vencimentos (PCCV) dos profissionais da saúde do município de Dourados. A Mesa Municipal de Negociação Permanente do Sistema Único de Saúde (MMNP-SUS) está discutindo o plano e definindo os detalhes jurídicos antes de encaminhar o PCCV à Câmara de Vereadores, onde a proposta deve ser votada ainda neste ano.

Integrantes da mesa de negociação acreditam que o PCCV comece a vigorar no início de 2011. Para isso, precisa ser aprovado pelos vereadores e colocado no orçamento anual do município.

O PCCV vai beneficiar todos os profissionais da área de saúde, seja no âmbito público ou privado, que tenham convênio com o SUS. Atualmente existem em Dourados aproximadamente três mil profissionais da saúde, sendo 1.700 ligados à prefeitura.

De acordo com Andréia Boldezan, gerente do Núcleo de Gestão Participativa, o Plano de Cargos está sendo discutido desde o começo de 2009 com todos os integrantes da Mesa Municipal de Negociação Permanente do SUS.

Ela e explica que atualmente os profissionais da saúde do poder público estão incluídos no Plano de Cargo e Carreira e Remuneração (PCCR). Entretanto, o PCCV está sendo criado para incluir todos os profissionais, tanto do setor público como privado que tenham convênio com o SUS.

“Na verdade é uma readequação do PCCR que já existe, mas muito mais avançado para o trabalhador”, destaca Andréia.

Uma das representantes da Mesa, a médica Denise da Silva Nemirovsk, representante do Sindicato dos Médicos de Mato Grosso do Sul, diz que o PCCV será um grande avanço para os profissionais da saúde do município.

Um dos pontos principais é a melhoria do salário-base de cada categoria profissional. Além disso, o PCCV dará condições de progressão funcional por merecimento, por tempo de serviço e graduação. Uma inovação será a desvinculação das carreiras de acordo com a característica de cada função. “Cada profissional será beneficiado conforme o segmento que pertence dentro da saúde”, explica Denise.

MESA DE NEGOCIAÇÃO
A Mesa Municipal de Negociação Permanente do SUS é um projeto que envolve o poder público e representantes dos profissionais de saúde para discutir as relações e condições de trabalho. É formada pela bancada de gestores, que envolve as secretarias de Governo, Administração, Saúde, Núcleo Regional de Saúde, Sindicato dos Hospitais, estabelecimentos de Saúde de Dourados e Hospital Universitário (HU).

A bancada dos trabalhadores é representada por vários sindicatos, entre eles de odontologistas, de técnicos e auxiliares de radiologia, dos médicos, dos trabalhadores na área de enfermagem, dos servidores municipais de Dourados, dos agentes comunitários de saúde, dos trabalhadores públicos em saúde, e dos médicos veterinários.

A Mesa de Negociação permite uma discussão constante das relações e condições de trabalho dos servidores municipais de saúde. “É um fórum privilegiado de discussão do Sistema Único de Saúde, com o objetivo de construir canais participativos”, explica o represente do Sindicato dos Médicos Veterinários, Eduardo Arteiro Marcondes, lembrando que “a Mesa é um canal, onde o trabalhador da saúde pode contar antes de procurar qualquer outro órgão”.

As reuniões da Mesa acontecem todas as primeiras quartas-feiras de cada mês, às 7h30, no mezanino da Secretaria Municipal de Saúde. Nestas reuniões são discutidos todos os problemas que envolvem a saúde do município e elaboradas propostas. As reuniões são abertas a todos os trabalhadores da saúde.

Deixe seu Comentário

Leia Também

STJ
Quinta Turma dará mais publicidade aos processos levados em mesa para julgamento
BRASIL
Câmara pode votar Lei de Emergência Cultural na próxima terça-feira
BRASIL
Firjan Senai oferece cursos de aperfeiçoamento para todo o país
STJ
Juiz deverá aplicar medidas coercitivas a familiares que se recusam a fazer DNA, sejam ou não parte na investigação de paternidade
STF
Empresas optantes pelo Simples têm direito a imunidades em receitas decorrentes de exportação
MINISTRO
Weintraub: “tentam deturpar minha fala para desestabilizar a nação”
DIA MUNDIAL
Situação de stress social pode ser gatilho para quem tem esquizofrenia
ESTADO
Canil do Corpo de Bombeiros participa de ocorrências no interior e na capital
ESPORTE
Beach Handebol brasileiro busca alternativas para se manter no topo
INTERIOR
Com peças de Lego, alunas da UEMS criam robô que ajuda na prevenção do coronavírus

Mais Lidas

PANDEMIA
Números continuam aumentando e Dourados tem mais nove casos confirmados de coronavírus
TRAGÉDIA
Homem morre atropelado por rolo compactador
PANDEMIA
Dourados ultrapassa marca de 100 casos confirmados de coronavírus
DOURADOS
Servidor da PED é diagnosticado com coronavírus e outros agentes são afastados