Menu
Busca segunda, 19 de abril de 2021
(67) 99257-3397

Novo ministro de Minas e Energia descarta risco de apagão

12 julho 2005 - 17h23

A troca no comando do Ministério de Minas e Energia não vai atrasar o leilão de energia previsto para dezembro. Segundo o novo ministro, Silas Rondeau, as licenças ambientais para as novas usinas hidrelétricas deverão ser liberadas até setembro, quando deverá ser lançado o edital para o leilão de energia nova, e não há risco de apagão pelo menos até 2009."Não há motivo nenhum para preocupação com o desabastecimento nesse período até 2009, 2010, dependendo de como se comportar o crescimento da economia", disse Rondeau.O prazo para que uma usina entre em operação é de aproximadamente cinco anos, segundo o ministro, para quem "a situação está absolutamente sob controle" e o cronograma previsto pelo governo está no tempo certo.A quantidade de energia que será ofertada no leilão, no entanto, ainda não está definida. Segundo Rondeau, será "a quantidade necessária". Até agora, somente uma usina, das 17 previstas inicialmente, já conseguiu licença ambiental para entrar no leilão.Além do leilão de energia nova, o governo pretende fazer ainda outras duas licitações de energia velha e uma de linhas de transmissão até o final do ano.Dar resultadoO ministro, que participou hoje da sua primeira reunião ministerial no governo Lula, disse que a recomendação do presidente principalmente aos novos ministros foi a de "trabalhar muito para dar resultado", e mostrar que esse é um "governo que faz a diferença".Ele disse que na próxima semana deverá definir boa parte das nomeações para as estatais do setor elétrico (Eletrobrás, Eletronorte, Furnas e Eletronuclear). O assunto ainda está sendo discutido com a Casa Civil.O ministro admitiu hoje que o presidente interino da Eletronorte, Walter Cardeal, foi convidado a ser efetivado no cargo, mas preferiu dar continuidade ao seu trabalho na diretoria de Engenharia da Eletrobrás. Sobre a mudança no comando da Petrobras, ele disse considerar possível, mas afirmou que esse é um assunto que ainda está sendo discutido no governo.O critério para as nomeações, segundo Rondeau, será técnico. Mas ele afirmou que, atendendo aos requisitos técnicos, haverá também a "variável política" da base aliada, e não só do PMDB, partido responsável pela sua indicação ao ministério.Questionado sobre as sucessivas elevações no preço do barril do petróleo, o ministro disse que "não há nesse momento nenhuma aflição [no governo] com respeito a um aumento disparado do petróleo". Ele considerou "pontual" a elevação do preço do barril do óleo no mercado internacionalEvitando falar sobre o impacto dessa alta do petróleo no preço dos combustíveis no país, o ministro disse apenas que a Petrobras tem uma metodologia de acompanhamento de preços e que os ajustes, eventualmente necessários, são feitos pela estatal. "De repente, o preço do petróleo cai e não varia o preço para o consumidor", afirmou.O barril do petróleo cru para entrega em agosto, negociado na Bolsa Mercantil de Nova York, fechou hoje cotado a US$ 60,62, alta de 2,88%.Angra 3O ministro evitou polêmica sobre a construção da usina nuclear de Angra 3. Ele disse que a posição técnica do ministério sobre o assunto já foi tomada e que está em discussão no CNPE (Conselho Nacional de Política Energética). O parecer do ministério, elaborado ainda na gestão da ministra Dilma Rousseff, é contrário à construção da usina.

Deixe seu Comentário

Leia Também

REGIÃO
TCE-MS pede explicações sobre irregularidades de R$ 2,2 milhões em licitação de prefeitura
INTERNACIONAL
Ataques a tiros em dois estados deixam 6 mortos nos EUA
PRF prende dois e apreende cocaína avaliada em R$ 8 milhões na BR-163
POLÍCIA
PRF prende dois e apreende cocaína avaliada em R$ 8 milhões na BR-163
POLÍCIA
Adolescentes estouram janela de alojamento e fogem de Unei
PMA resgata macaca domesticada que foi abandonada por tutores
POLÍCIA
PMA resgata macaca domesticada que foi abandonada por tutores
POLÍCIA
MPE-MS alerta gestores sobre prática de novo golpe no WhatsApp
REGIÃO
Após comprometimento de 98% do pulmão, prefeito se recupera da Covid-19
POLÍCIA
Após desentendimento, menina de 10 anos sai de casa e fica sete horas desaparecida
POLÍCIA
Homem é morto com vários golpes de faca e assassino é preso horas depois
PANDEMIA
Dourados segue com 100% das UTIs Covid ocupadas e com fila de espera por leitos

Mais Lidas

ASSALTO
Mulher tem carro roubado ao parar no semáforo em Dourados
POLÍCIA
Irmãos morrem após serem atropelados por caminhonete em rodovia
DOURADOS
Interno morre após briga com companheiro de cela da PED
PED
Arma de fabricação caseira é encontra em cela de interno morto