Menu
Busca segunda, 08 de março de 2021
(67) 99257-3397

Nova lei torna penas contra violência sexual e pedofilia severas

09 agosto 2009 - 07h23

 Será publicada na edição do Diário Oficial da União da próxima segunda-feira (10) a lei, sancionada no dia 7 pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva, que aumenta as penas para crimes de pedofilia, de estupro seguido de morte e de assédio sexual contra menores, além de tipificar o crime de tráfico de pessoas.
A nova legislação classifica como estupro de vulnerável qualquer ato libidinoso contra menores de 14 anos ou pessoas com deficiência mental, com pena que varia de oito a 15 anos de reclusão. Se houver participação de quem tenha o dever de cuidar ou proteger a vítima, o tempo de condenação será aumentado em 50%. O autor de estupro contra maiores de 14 e menores de 18 anos será punido com oito a 12 anos de prisão. Atualmente, a pena varia de seis a dez anos.
Para qualquer crime sexual que gere gravidez, a pena aumentará em 50%. Se, no ato, a vítima contrair alguma doença sexual, haverá acréscimo de um sexto à metade do tempo de condenação. Se o estupro resultar em morte, a pena máxima, que atualmente é de 25 anos de prisão, passa para 30 anos. O autor de assédio sexual a menores de 18 anos, que hoje é condenado de um a dois anos de reclusão, terá a pena aumentada de um ano e quatro meses a dois anos e oito meses.


O projeto de lei para tornar mais severas as punições contra esses crimes é de iniciativa da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Exploração Sexual, do Senado, e tramitava no Congresso há cinco anos. No dia 16 de julho, o Senado aprovou um substitutivo da Câmara dos Deputados ao projeto, que foi encaminhado para sanção do presidente Luiz Inácio Lula da Silva.
A nova lei também estabelece que tanto homens quanto mulheres podem ser vítimas de crimes contra a liberdade e o desenvolvimento sexual. Para o tráfico de pessoas no país a pena será de dois a seis anos de reclusão, enquanto a modalidade internacional será condenada com três a oito anos, sendo aumentada em 50% no caso de a vítima ser menor de 18 anos.


Deixe seu Comentário

Leia Também

OPORTUNIDADE
Inscrições para seleção de professor temporário de Medicina terminam no dia 12
Governo registra 105 mil denúncias de violência contra a mulher
BRASIL
Governo registra 105 mil denúncias de violência contra a mulher
CAMPO GRANDE
Dupla é presa após ameaçar populares e atirar contra viatura policial
Jovem tenta fugir, mas é preso com réplica de pistola
REGIÃO
Jovem tenta fugir, mas é preso com réplica de pistola
Estágio em comarca de Nova Alvorada do Sul tem inscrições abertas nesta segunda-feira
OPORTUNIDADE
Estágio em comarca de Nova Alvorada do Sul tem inscrições abertas nesta segunda-feira
SOLIDARIEDADE
Programa da ONU ajuda venezuelanas a refazer a vida no Brasil
ESPORTES
Corinthians vence Sorocaba e fica com a vaga na Libertadores de futsal
BRASIL
Câmara dos Deputados vota esta semana a PEC Emergencial
TRÁFICO
Mulher que saiu com droga de Dourados com destino a São Paulo é presa
LIMITE
UTI'S em Dourados seguem com lotação máxima

Mais Lidas

EXECUÇÃO
Executado na fronteira era publicitário e morador em Dourados
PONTA PORÃ
Homem é assassinado na região de fronteira e autores deixam recado ao lado do corpo
SIDROLÂNDIA
Empresário morre em acidente que deixou outros três feridos
FRONTEIRA
Corpo de bebê é encontrado em matagal e enrolado em cobertor