Menu
Busca segunda, 08 de março de 2021
(67) 99257-3397

Nossa História: há 55 anos morria Vargas, criador da CAND

24 agosto 2009 - 15h08

Hoje é relembrado em todo o país os 55 anos da morte do ex-presidente do Brasil, Getúlio Vargas, tido por alguns como o “pai dos pobres” e por outros como um ditador. Em Dourados o gaúcho de São Borja é lembrado como o homem que fundou a Colônia Agrícola Nacional de Dourados – CAND, lembrado na cidade com nome de avenida, escola e até Distrito.
Em 13 de setembro de 1943 ele criou o território Federal de Ponta Porã, que na época era a terceira cidade mais populosa do Estado. O território, que tinha mais ou menos o status de um Estado, compreendia os territórios de Dourados, Rio Brilhante, Ponta Porã, Maracaju, Bela Vista, Miranda e Porto Murtinho.
No mês seguinte Vargas demarcou 276 mil hectares para serem usados como a Colônia Agrícola Nacional de Dourados, onde pretendia instalar colonos para que cultivassem as terras.
A CAND tinha como objetivos a colonização da fronteira oeste do Brasil por meio da doação de terras devolutas da união a quem estivesse disposto a se instalar no local. Foram centenas de famílias que vieram para Dourados nessa época. As terras dessa colônia deram origem aos distritos de Panambi, São Pedro, Vila Vargas, Indápolis, e ainda as cidades de Fátima do Sul, Dourados, Glória de Dourados, Deodápolis, Vicentina, Jateí e Douradina (com Cruzaltina).
Os colonos mais tarde foram para as cidades e as terras que eram fruto de doação foram vendidas e incorporadas por fazendas maiores da região, que hoje deram origem à muitos dos latifúndios existentes na região da Grande Dourados.
Se

em Dourados Vargas é tido como “progressista”, a personalidade do presidente divide opiniões pelo Brasil. Vargas foi presidente de 1930 a 1945 e de 1951 a 1954.
O nacionalismo e o populismo marcaram o governo de Vargas. Quatro anos após ter tomado o poder, ele promulgou Constituição de 1934, mas três anos depois fechou o Congresso Nacional, passando à partir daí a governar por decretos, em um período tido como ditatorial.
É dessa época também o DIP ( Departamento de Imprensa e Propaganda ), criado para controlar e censurar manifestações contrárias ao seu governo.
Vargas criou a  Justiça do Trabalho (1939), instituiu o salário mínimo e a Consolidação das Leis do Trabalho, também conhecida por CLT. Os direitos trabalhistas também são frutos de seu governo: carteira profissional, semana de trabalho de 48 horas e as férias remuneradas. Criou ainda a Companhia Siderúrgica Nacional (1940), a Vale do Rio Doce (1942), e a Hidrelétrica do Vale do São Francisco (1945). Em 1938, criou o IBGE ( Instituto brasileiro de Geografia e estatística).
Na década de 40 “flertou” com o fascismo e o nazismo, porém com a Segunda Guerra em curso o Brasil teve navios mercantes afundados por submarinos alemães e a pressão popular, aliada com promessas de investimentos do governo norte-americano no Brasil (Siderúrgica Nacional), fizeram com que Vargas optasse por apoiar os Aliados no combate aos regimes que anos antes demonstrara simpatia.
Quando a guerra acabou, 25 mil soldados haviam lutado pelo Brasil contra regimes ditatoriais europeus, porém em casa a ditadura ainda existia. Vargas perdeu a eleição para Eurico Gaspar Dutra, militar que combatera na guerra e que tinha apoio de representantes da burguesia industrial e comercial urbana e de fazendeiros e coronéis das zonas rurais.
Em 1950, Vargas voltou ao poder através de eleições democráticas. Neste governo continuou com uma política nacionalista e criou a campanha do "Petróleo é Nosso" que resultaria na criação da Petrobrás.
O suicídio de Vargas
 

 
 
Em 24 agosto de 1954, Vargas suicidou-se no Palácio do Catete com um tiro no peito. Seus últimos dias de governo foram marcados por forte pressão política por parte da imprensa e dos militares. A situação econômica do país não era positiva o que gerava muito descontentamento entre a população.
Vargas não teria agüentado essa pressão e teria cometido suicídio. Para saber mais sobre Vargas, clique aqui e para ver o vídeo sobre a morte dele, clique aqui.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Com R$ 21 milhões do FNDE, prefeitura vai destravar 12 obras em escolas e Ceim's
DOURADOS
Com R$ 21 milhões do FNDE, prefeitura vai destravar 12 obras em escolas e Ceim's
FRONTEIRA
Polícia fecha entreposto do tráfico, prende cinco e apreende toneladas de maconha
Na frente de ministro, secretário cobra governo federal por doses 'pingadas' de vacina
VACINAÇÃO
Na frente de ministro, secretário cobra governo federal por doses 'pingadas' de vacina
Jovem é preso por receptação e tráfico de drogas
COXIM
Jovem é preso por receptação e tráfico de drogas
DOURADOS
Guardas municipais são convocados para teste de aptidão física
PANDEMIA 
SP: idosos de 75 e 76 anos começam a ser vacinados em 15 de março
PANDEMIA
Covid-19: comissão ouvirá ministros da Saúde, Economia e Relações Exteriores
ECONOMIA
Petrobras aumenta preços da gasolina e do diesel nas refinarias
POLÍCIA
Jovem é preso dirigindo embriagado e com porções de crack no carro
MS
No Dia Internacional das Mulheres, tem início campanha sobre protagonismo feminino

Mais Lidas

PONTA PORÃ
Homem é assassinado na região de fronteira e autores deixam recado ao lado do corpo
CENTRO
Douradense é assaltado ao sair de casa para pedalar na madrugada
IMUNIZAÇÃO
Vacinação contra a Covid faz idosos 'amanhecerem' na fila em Dourados
DOURADOS 
Bebê de 9 meses espancado pela mãe é transferido para o HU