Menu
Busca sábado, 24 de outubro de 2020
(67) 99659-5905
HU-UFGD

No Dia de Prevenção da Lesão por Pressão, HU recebe reconhecimento por atuação positiva

17 novembro 2017 - 13h35Por Da redação

Com foco na atuação do profissional de saúde, a Comissão de Cuidados com a Pele do Hospital Universitário da Universidade Federal da Grande Dourados (HU-UFGD) realizou ontem (16) e continua hoje (17), uma programação interna voltada à prevenção das lesões por pressão, problema que pode acometer pacientes em situação de internação, caso não sejam tomadas as medidas adequadas.

Pelo terceiro ano consecutivo, em alusão ao Dia Mundial de Prevenção da Lesão por Pressão, o grupo elaborou uma ação especial para chamar a atenção de colaboradores dos setores assistenciais, que lidam diretamente com o paciente e são as peças-chave no trabalho para se evitar e tratar a lesão por pressão, condição também popularmente conhecida como “escara”.

Neste ano, a Comissão, que já desenvolve um contínuo trabalho de conscientização junto aos setores, decidiu por pautar as atividades no reconhecimento da positiva atuação dos colegas, responsáveis pela melhoria dos índices referentes à lesão por pressão em setores como as Unidades de Terapia Intensiva (UTIs) Pediátrica e Adulto.

Já realizada na tarde de hoje, uma palestra sobre o assunto será novamente ministrada amanhã, às 8 horas, no auditório. Composta pelos temas “Dermatite associada à incontinência: prevenção e tratamento” e “Coberturas para tratamento de lesão por pressão”, a atividade é aberta a todos os colaboradores.

Além disso, durante os horários de entrada e saída de colaboradores, integrantes do grupo estão no hall dos relógios de ponto, onde foi montado um mural temático com informações importantes, gráficos contendo dados do HU e mensagens de agradecimento.

Por meio de depoimentos dos próprios pacientes e seus familiares, os profissionais foram homenageados por sua dedicação ao cuidado. Em uma das mensagens, a mãe de um paciente, internado há quatro meses no HU-UFGD, elogia a equipe de Enfermagem e afirma que seu filho é muito bem tratado por todos, de manhã, de tarde e de noite.

Em outro relato, uma mãe diz que não tem palavras para descrever o atendimento que sua filha teve durante uma longa internação, passando por diversos setores como UTI Adulto e enfermarias. “Assim, eu criei um vínculo muito forte com toda a equipe do hospital. Agradeço a cada médico, a cada um da Enfermagem que cuidou da minha filha”, diz.

E houve reconhecimento até em forma de poesia. Uma paciente da UTI Adulta transpôs para o papel, em versos, um pouco do que sentiu ao, como ela mesma conta, ter a vida de volta,

Paciente Seguro

Além do trabalho de conscientização realizado pela Comissão, a participação do HU-UFGD como uma das 15 instituições do Brasil no Projeto Paciente Seguro, do Ministério da Saúde, intensificou a atenção dos setores de internação para o problema.

Um dos focos do projeto é justamente a redução de lesões por pressão em pacientes e, no HU-UFGD, foram escolhidas as UTIs Adulto e Pediátrica como áreas piloto. Em menos de um ano, a UTI Pediátrica, por exemplo, atingiu e ultrapassou a meta do percentual de pacientes que receberam cuidados preventivos apropriados para não adquirirem lesão por pressão.

O projeto, implantado em dezembro de 2016, é coordenado pelo Hospital Moinhos de Vento, de Porto Alegre (RS), em parceria com o Ministério da Saúde, por meio do Programa de Apoio ao Desenvolvimento Institucional do Sistema Único de Saúde (PROADI-SUS). A iniciativa inclui o desenvolvimento de ferramentas de gestão, educação e práticas compartilhadas. Entre as instituições que integram o programa, estão hospitais públicos e filantrópicos, com mais de 100 leitos, que têm Unidade de Tratamento Intensivo (UTI), realizam procedimentos de alta complexidade e sejam de referência regional.

Cuidados

No Brasil, o Programa Nacional de Segurança do Paciente, considera a lesão por pressão um evento adverso à assistência à saúde e, portanto, a incidência dessas lesões deve ser reduzida dentro das instituições. Cerca de 95% das úlceras por pressão podem ser evitadas com a adoção de medidas simples, como: alívio da pressão, mudança de posicionamento dos pacientes e cuidados adequados com a pele.

Os locais comumente mais afetados são a região sacral (final da coluna vertebral, acima do cóccix) e os calcâneos (ossos que formam os calcanhares). As úlceras causam danos consideráveis aos pacientes, dificultando o processo de recuperação funcional, ocasionando dor e levando às graves infecções, tendo sido associadas a internações prolongadas, sepse (infecção generalizada) e mortalidade.

Segundo dados da National Pressure Ulcer Advisory Panel, nos Estados Unidos a prevalência de úlcera por pressão em hospitais é de 15% e a incidência é de 7%. No Reino Unido, casos novos acometem entre 4% a 10% dos pacientes admitidos em hospitais. No Brasil, embora existam poucos trabalhos sobre incidência e prevalência de úlcera por pressão, um estudo realizado em um hospital geral universitário evidenciou uma incidência de 39,81%.

Comissão de Cuidados com a Pele

Criada em 2008, a Comissão de Cuidados com a Pele do HU-UFGD é um grupo multiprofissional que atua com o objetivo de orientar os trabalhadores da assistência à saúde quanto à realização de curativos, conscientizar sobre a prevenção de lesões de pele e incentivar à capacitação da equipe.

No HU-UFGD, filial da Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares (Ebserh), a Comissão foi formada por iniciativa do próprio hospital, seguindo os passos de grandes centros de saúde brasileiros. Sua atuação tem colaborado para a diminuição de casos de úlcera por pressão em pacientes internados e promove a correta elaboração de curativos.

Deixe seu Comentário

Leia Também

LEVANTAMENTO
Informalidade permanece estável em setembro no MS
DOURADOS NEWS PERGUNTA
Como será tratada a questão da mobilidade urbana caso seja eleito?
SAÚDE & BEM - ESTAR
Transtorno de ansiedade – o que te preocupa tanto?
TV DOURADOS NEWS
Depois de 6 mandatos, vereador Bebeto não disputa as eleições 2020 e vai cuidar da saúde e família
CORUMBÁ
Homem é assassinado a golpes de faca no abdômen e na cabeça
POLÍTICA
Nelsinho Trad recebe do Dnit garantia de R$ 41,2 milhões para obras em MS
POLÍCIA
Homem é preso após subornar policiais militares com "corrente de ouro"
SAÚDE
Profissionais da maternidade do HU recebem curso sobre imunização
CAPITAL
Motorista de carro que bateu em carreta morre após parada cardiorrespiratória
TECNOLOGIA
WhatsApp agora permite silenciar conversas e grupos; veja como fazer

Mais Lidas

DOURADOS
Acusado de matar mulher por asfixia no Canaã I é preso no Piratininga
TRÂNSITO
Moto invade preferencial, é atingida por caminhonete e dois ficam feridos na Marcelino
TRÁFICO DE DROGAS
Jovens que saíram de Dourados são flagrados com maconha no interior paulista
PONTA PORÃ
PF faz segunda maior apreensão de cocaína do ano em MS