Menu
Busca terça, 02 de março de 2021
(67) 99257-3397

Mutirão carcerário em MS começa amanhã e vai durar 90 dias

12 agosto 2009 - 09h43

Na quinta-feira (13), começa a ser realizado em Mato Grosso do Sul um mutirão carcerário, cujos trabalhos devem durar 90 dias. Nesse período, visando desafogar o sistema carcerário no Estado, alguns juízes efetuarão um acompanhamento dos processos criminais em que haja presos provisórios, assim como dos processos de execução penal. O mutirão também alcançará aqueles processos relativos a cumpridores de medidas de segurança, bem como os relacionados a adolescentes aos quais tenham sido aplicadas medidas restritivas de liberdade, provisórias e definitivas.

A finalidade do mutirão carcerário é agilizar a concessão de benefícios prisionais aos internos do sistema penitenciário, também revisando as medidas restritivas de liberdade provisoriamente decretadas, de forma a proporcionar a abertura de novas vagas nos estabelecimentos penais e melhorar as condições daqueles que permanecerem encarcerados.

Os juízes reexaminarão os processos de presos provisórios e condenados, inclusive vislumbrando a possibilidade de conversão da pena privativa de liberdade em restritiva de direitos; reexaminarão processos de cumpridores de medidas de segurança; processos de cumpridores de medidas restritivas de liberdade, provisórias e definitivas, aplicadas pela Varas da Infância e da Juventude; além de processos de presos pendentes de recambiamento, provisórios e condenados, para que sejam imediatamente recambiados os que são de outros Estados.

Caberá também a essa equipe de magistrados verificar processos de condenados, definitivos ou não, nas varas criminais e nas de execução penal, a expedição de guias de execução e unificação e soma de penas; o reexame de processos de competência da Justiça Federal, de presos provisórios, condenados ou não, em primeiro e segundo graus.

Para que o mutirão seja realizado foram necessárias reuniões de planejamento estratégico e a instituição do Grupo de Monitoramento, Acompanhamento e Aperfeiçoamento do Sistema Carcerário, sob a presidência do Corregedor-Geral de Justiça, Des. Josué de Oliveira.

Participam do referido grupo os magistrados Albino Coimbra Neto, Alexandre Antunes da Silva, Fernando Paes de Campos, David de Oliveira Gomes Filho, Claudio Müller Pareja, Luciana de Barros e Eguiliell Ricardo da Silva, coordenados pela juíza auxiliar da presidência, Elizabete Anache, e pelo juiz auxiliar da Corregedoria-Geral de Justiça, Fábio Possik Salamene.

Os trabalhos do mutirão carcerário se iniciam em Campo Grande e posteriormente serão estendidos para as Comarcas de Dourados, Três Lagoas, Corumbá, Naviraí e Paranaíba, onde está concentrada cerca de 80% da população carcerária.

De acordo com o Provimento nº 179, publicado no Diário da Justiça de 30.07.09, algumas metas foram estabelecidas para facilitar o trabalho, podendo outras ser definidas pelos componentes do grupo. Desta forma, um mutirão carcerário será realizado a cada ano; haverá a implantação de processo eletrônico até o final de 2009 nas Varas de Execução Penal de Campo Grande e a implementação de projetos de capacitação profissional e de reinserção social do interno e do egresso do sistema carcerário de MS.

Mato Grosso do Sul é o décimo quarto Estado da Federação a realizar o projeto de mutirão carcerário. Desde agosto do ano passado, os mutirões carcerários realizados pelo CNJ em diferentes Estados do Brasil já proporcionaram liberdade a mais de 3.000 presos. Os Estados que já foram ou estão sendo atendidos pelo projeto são: Espírito Santo, Rio de Janeiro, Maranhão, Piauí, Pará, Amazonas, Alagoas, Tocantins, Bahia, Paraíba, Ceará e Mato Grosso. O mutirão também será levado a Pernambuco.

Para contribuir com os trabalhos do mutirão em Mato Grosso do Sul, o CNJ designará o juiz federal Roberto Lemos dos Santos Filho, da 1ª Vara da Justiça Federal de Bauru – SP, que aqui permanecerá durante todo o período de atividades do grupo.

Deixe seu Comentário

Leia Também

LOTERIA
Apostas da Dupla da Páscoa seguem e prêmio pode chegar a R$ 30 milhões
BRASIL
Inep disponibiliza gabaritos da reaplicação do Enem 2020
Programa Ilumina Pantanal, de energia renovável, beneficiará mais de 2 mil propriedades
FIM DO ISOLAMENTO
Programa Ilumina Pantanal, de energia renovável, beneficiará mais de 2 mil propriedades
Com lotes recebidos até agora, quase 30 mil douradenses serão '100% vacinados'
CORONAVÍRUS
Com lotes recebidos até agora, quase 30 mil douradenses serão '100% vacinados'
Tomado por cupins, teatro recebe bloqueio químico contra insetos
DOURADOS
Tomado por cupins, teatro recebe bloqueio químico contra insetos
OPORTUNIDADE
Frigorífico abre 22 vagas em MS para recém-formados; 11 delas em Dourados
DOURADOS
Funsaud tem despesas mensais quase R$ 3 milhões superiores às receitas
TRAGÉDIA
Colisão frontal entre caminhões deixa dois mortos
PANDEMIA
Dourados registra mais três mortes e se aproxima de 21 mil casos positivos de Covid
DOURADOS 
Homem é flagrado furtando fios de energia em residência na Vila Cuiabá

Mais Lidas

ACIDENTE
Veículo pega fogo ao colidir em coqueiro entre Dourados e Itaporã
PRÓXIMO AO TRANSBORDO
Nova 'cracolândia': comerciantes relatam medo e ameaças no centro de Dourados
DOURADOS
Jovem colide moto e embriagado tenta fugir do hospital, mas é detido
DOURADOS 
Preso após agredir esposa, homem é investigado por engravidar a própria filha adolescente