Menu
Busca terça, 02 de junho de 2020
(67) 99659-5905

Mulher envolvida em tráfico é executada dentro do carro

20 fevereiro 2010 - 09h05

Maria de Fátima Florentin Tavares, de 31 anos, foi executada na manhã deste sábado próximo à Lagoa Itatiaia, na região do bairro Tiradentes, em Campo Grande. Ela foi atingida com pelo menos seis disparos.

Conhecida por comandar várias bocas de fumo nas redondezas, ela possui várias passagens na Polícia por tráfico de drogas. A principal suspeita é que a mulher tenha sido morta em um acerto de contas.

O corpo de Maria de Fátima foi localizado pelos policiais no interior de um veículo Ecoesport, placas HTA 2315, que ela havia adquirido recentemente. O carro foi encontrado na Alameda Santos, uma via sem asfaltamento próxima à lagoa.

Uma amiga que não pôde ser identificada informou que ficou durante toda a madrugada com Maria de Fátima. As duas estiveram no clube Atalaia Show Bar e passaram por volta das 5h por uma conveniência.

Conforme apurou o Campo Grande News, várias pessoas envolvidas com o tráfico de drogas estavam em companhia de Maria de Fátima nesta conveniência, localizada na rua Marquês de Pombal, no Tiradentes.

Em seguida, ela teria deixado sua amiga em casa, na mesma região. A mulher que estava em companhia de Maria de Fátima suspeitou de um veículo e chegou a telefonar para avisar. Mas a vítima disse que estava tudo bem.

Testemunhas contaram à Polícia que os autores estavam em uma moto. Um deles fugiu no próprio veículo, e o outro a pé.

A informação foi confirmada pelos policiais, já que rastros de moto foram identificados na alameda onde a vítima foi executada. Os moradores do local ouviram cerca de três disparos no momento do assassinato, mas no corpo havia pelo menos seis perfurações.

Maria de Fátima usava vários acessórios, como brincos, cordões e pulseiras. No carro, também havia R$ 120 em dinheiro, mas nada foi levado.

O irmão da vítima, Benedito Florentin Tavares Filho, esteve no local da execução. Ele contou que é operador de máquinas, viaja muito a trabalho, e por este motivo não tinha muito contato com a vítima.

Maria de Fátima tem três filhos, que ficaram com seu ex-marido na noite do crime.

Segundo o delegado plantonista da Depac (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário), Fernando Lopes Nogueira, um fato chamou a atenção dos policiais ao apurar o caso: Maria de Fátima fazia um trajeto contrário à sua casa, o que pode confirmar as suspeitas de que ela vinha sendo seguida, e desviou o caminho para escapar.

Deixe seu Comentário

Leia Também

JARDIM
Dois são presos após realização de festa em residência durante pandemia
JUDICIÁRIO
STF marca julgamento sobre Weintraub de inquérito das fake news
PIQUIRI
Adolescente some em pescaria e bombeiros fazem buscas em Rio
DOURADOS
Pesquisa da UFGD pretende auxiliar em novos planejamentos de teletrabalho
ACIDENTE
Homem morre após cair do telhado de casa enquanto fazia reparos
APOSENTADORIA
INSS: último balanço mostra 1,8 milhão de benefícios represados
POLÍCIA
Foragido há dois anos acusado de matar idoso estrangulado é preso
CONVERSA COM BIAL
'O presidente esqueceu de combinar comigo', diz Aras sobre nota de Bolsonaro
JUSTIÇA
TJ/MS manda Delegado acusado de furtar droga de volta para a prisão
GERAL
Cartórios de notas realizam serviços por videoconferência em todo país

Mais Lidas

DOURADOS
HU emite nota de esclarecimento sobre atendimento de mulher que morreu com Covid-19
PANDEMIA
Com mais 27 casos, Dourados ultrapassa 300 confirmações de coronavírus
PANDEMIA
Dourados registra mais 19 casos de coronavírus em 24 horas
6ª VARA CÍVEL
Empresário vai à Justiça contra toque de recolher em Dourados