Menu
Busca segunda, 26 de julho de 2021
(67) 99257-3397

Mudanças em projeto de conselho para jornalistas nãoaltera rejeição

12 dezembro 2004 - 11h19

 Mesmo com as modificações propostas pela Federação Nacional de Jornalistas (Fenaj) ao projeto do Executivo que cria o Conselho Federal de Jornalismo, o relator da matéria na Câmara, deputado Nelson Proença (PPS-RS), vai manter seu parecer pela rejeição do projeto. Ele já entregou o parecer na Comissão de Comunicação da Camara, onde o projeto aguarda votação e, na próxima semana, irá apresentá-lo ao Plenário. Proença diz que a nova proposta da Fenaj é melhor que a anteriormente enviada ao Congresso pelo Executivo. "O substitutivo é um avanço em relação à proposta anterior, mas não atende às expectativas da categoria", disse o relator, ao afirmar que a "atividade de jornalista é muito diferente de outras categorias como médicos, advogados engenheiros etc. O único compromisso do jornalista é com a notícia e com a fonte", observa. De acordo com o relator, quanto mais anárquica for a atividade de jornalista, será melhor para a sociedade, "porque o jornalista tem que procurar notícia e divulgá-la para informar bem. Além disso, já há meios legais para coibir os excessos da imprensa", observa. O relator que disse já ter sido vítima de excessos da imprensa e que procurou os meios legais para reparar os danos e foi atendido. Para Proença, a sociedade livre precisa ter uma imprensa livre, "mesmo que ela cometa alguns excessos". O relator defende a desregulamentação da atividade de imprensa e lembra que "quanto mais desregulamentada for a atividade, melhor será para a imprensa e para o Brasil". Para Proença, a ética do jornalista vai na contramão da ética de outras profissões: "Seu compromisso é com a denúncia, com a apuração dos fatos que surjam no subsolo da sociedade, nas engrenagens do Estado, nos sinuosos corredores do poder". Pela nova proposta da Fenaj, o Conselho Federal de Jornalismo mudaria de nome para Conselho Federal dos Jornalistas; a autarquia com autonomia administrativa e financeira prevista no texto original passaria para serviço público não-governamental "não vinculado a quaisquer entes estatais". Com a proposta nova, desaparece a menção à orientação e fiscalização da profissão e da atividade pelo CFJ. O Conselho Federal dos Jornalistas ficaria como órgão de habilitação, representação e defesa do jornalista e de normatização ética e disciplina do exercício da profissional de jornalista. A idéia da base aliada do governo, segundo o vice-líder Beto Albuquerque (PSB-RS), é rejeitar o projeto nas votações da Câmara da próxima semana. Os líderes da oposição não aceitam qualquer argumento para rediscutir a proposta. Eles fizeram acordo com a base aliada de colaborarem para a desobstrução da pauta da Câmara e, em troca, os aliados votariam pela rejeição do projeto do Conselho Federal de Jornalismo. O líder do PFL, José Carlos Aleluia (BA), disse que não vai analisar proposta nenhuma e que o acordo firmado é para rejeitar o projeto do CFJ.  

Deixe seu Comentário

Leia Também

GOLPE
Mulher transfere R$ 4.300 após golpista se passar pelo filho dela
SAÚDE
Monitoramento aponta boa qualidade das águas subterrâneas de MS
Polícia apreende cerca de 500 quilos de pasta base de cocaína na MS-134
BATAYPORÃ
Polícia apreende cerca de 500 quilos de pasta base de cocaína na MS-134
Detran/MS dobra número de exames realizados no primeiro semestre
PRÁTICAS
Detran/MS dobra número de exames realizados no primeiro semestre
Caminhão que saiu de MS é apreendido no Paraná com maconha
TRÊS TONELADAS
Caminhão que saiu de MS é apreendido no Paraná com maconha
FUTEBOL
Justiça anula eleição de Caboclo na CBF e nomeia Landim interventor
TRÁFICO
Empresário é preso com 200 quilos de maconha que iriam para SP
UEMS
Mestrado ProfLetras abre inscrições para aluno especial
MEIO AMBIENTE
Homem de 41 anos é multado por danificar árvore em logradouro público
AVANÇO DA PANDEMIA
Brasil ultrapassa o número de 550 mil mortos pela Covid-19

Mais Lidas

DOURADOS
Revoltados por morte de adolescente, populares atacam casa de acusado
POLÍCIA
Adolescente de 13 anos morre após ser atropelado no Estela Porã; motorista fugiu
DOURADOS
Homem é esfaqueado na Rua Monte Alegre e encaminhado em estado grave ao HV
DOURADOS
Jovem bêbado é preso dirigindo em 'zigue-zague' na Presidente Vargas