Menu
Busca quarta, 27 de maio de 2020
(67) 99659-5905

Muda gerência do sistema prisional de MS

08 janeiro 2010 - 17h44


Muda a gerência de operações do sistema prisional de Mato Grosso do Sul. Segundo informações da imprensa oficial, acontece na próxima segunda-feira (11) a solenidade de troca da Diretoria de Operações da Agência Estadual de Administração do Sistema Penitenciário (Agepen).
O evento acontece a partir das 9h30, na sede da Agência na Capital - Rua Santa Maria, 1307, Bairro Coronel Antonino. Durante a solenidade, o atual diretor de operações, Luiz Alberto Ojeda, passa o cargo para o gestor penitenciário Pedro Carrilho de Arantes, que atualmente é diretor da Escola Penitenciária.
O diretor-presidente da Agepen, Deusdete Oliveira, estará presente na solenidade. A Diretoria de Operações da agência, entre outras funções, é responsável pela transferência e o recebimento de presos e funcionários das unidades penitenciárias da Agepen.
iniciaCorpo("15;12;16;13;17;14;18;15");

Deixe seu Comentário

Leia Também

ECONOMIA
Agronegócio sul-mato-grossense vendeu 87% da soja e 37% do milho
TRÁFICO
Polícia apreende mais de meia tonelada de maconha durante barreira sanitária
PANDEMIA
Com crescimento no número de casos de coronavírus, Dourados inicia barreira sanitária
TACURU
Homens são abordados transportando drogas em ônibus na MS-295
DOURADOS
Prefeitura homologa mais R$ 78 mil em dispensas de licitação para compra de EPI’s
CAARAPÓ
Jovens são apreendidos com 81kg de drogas na MS-156
ECONOMIA
Confiança da indústria aumenta 3,2 pontos de abril para maio, diz FGV
DOURADOS
Mulher deixa moto estacionada e após sair do trabalho percebe que foi furtada
DOURADOS
Funcionária de farmácia é vítima de assalto no BNH 4° Plano
EDUCAÇÃO
Como gabaritar as provas de inglês e espanhol no Enem

Mais Lidas

DOURADOS
Prefeitura estende toque de recolher em 2h em Dourados
PANDEMIA
Dourados tem mais de 150 casos de Covid-19 e secretário diz ser assustadora a crescente na região
PANDEMIA
Dourados investiga morte com suspeita do novo coronavírus
DOURADOS
Empresários cobram de Délia prova científica para justificar toque de recolher