Menu
Busca sexta, 05 de março de 2021
(67) 99257-3397

MS vai implantar programa do MEC para o Mercosul

12 abril 2004 - 15h40

Mato Grosso do Sul foi o Estado escolhido para representar o Brasil na implantação do “Educar na Diversidade nos países no Mercosul” devido aos fatores culturais e posição geográfica. Segundo a secretária substituta de Educação Especial do Ministério da Educação, Cláudia Maffini Griboski, as parcerias estabelecidas no Estado foram fundamentais para o desenvolvimento desse projeto piloto. “Sem o empenho dos profissionais envolvidos no Estado, nenhum resultado positivo seria atingido”, declarou.Quase seis mil alunos sul-mato-grosssenses foram beneficiados com o projeto, que existe desde 2001. “O Governo de Mato Grosso do Sul, através da Secretaria de Estado de Educação (SED), já desenvolve ações concretas a partir da diversidade cultural e de necessidades educativas especiais, como a confecção de carteiras para portadores de deficiências físicas, implantação do serviço de classes hospitalares para que os alunos internados em hospitais continuem os estudos, distribuição de lupas eletrônicas e a distribuição de livros didáticos em braile já no primeiro semestre”, informou o secretário de Educação Hélio de Lima.Cerca de 400 professores da rede estadual de ensino recebem capacitação para melhorar a auto-estima dos alunos que pertencem a minorias historicamente excluídas, como negros, índios, assentados e portadores de necessidades especiais. O projeto “Educar na Diversidade” vem complementar um trabalho de reelaboração do projeto político e da prática pedagógica da escola que está em andamento por iniciativa da SED.Os alunos das escolas participantes do projeto “Educar na Diversidade nos Países do Mercosul” tiveram conhecimento do contexto sócio-econômico e cultural dos países do Mercosul, noções de informática, jogos educativos, entre outras atividades. Na escola estadual Vilmar Vieira de Matos, de Dourados, uma das integrantes do projeto, doze professores receberam orientação para pôr em prática a educação inclusiva que atenda às necessidades de todos os alunos. Cerca de 1.300 alunos são beneficiados na unidade que, além de atender alunos portadores de necessidades educativas especiais, tem quatro salas de extensão de educação indígena que funcionam dentro da aldeia Jaguapiru. 

Deixe seu Comentário

Leia Também

Jovem morre ao ser atingido por raio quando trabalhava em fazenda
PARAÍSO DAS ÁGUAS
Jovem morre ao ser atingido por raio quando trabalhava em fazenda
POLÍTICA
Secretário da prefeitura de Dourados vai à Brasília destravar projetos e obras
TRÊS LAGOAS
Vizinhos ouvem tiro, denunciam e mulher é encontrada ferida em residência
FUTEBOL
STJD indefere pedido do Vasco para anulação de jogo com o Inter
PMA realiza campanha educativa sobre atropelamentos de animais silvestres 
CORUMBÁ
PMA realiza campanha educativa sobre atropelamentos de animais silvestres 
JUSTIÇA
Weintraub é condenado por dizer que universidades cultivam maconha
PARAGUAI
Polícia acha explosivos e descobre 'tentativa de fuga em massa' de presídio
EDUCAÇÃO
Lista de espera do Prouni está disponível para consulta
TRÁFICO
Traficantes de cocaína construíam carretas para levar drogas para São Paulo
ÁPICE DA TRAGÉDIA
'Chega de mimimi. Vão ficar chorando até quando?', diz Bolsonaro

Mais Lidas

DOURADOS 
Vídeo mostra momento da colisão entre veículos em Dourados
PONTA PORÃ
Casal é assassinado na fronteira e corpos são deixados um ao lado do outro
NOVA DOURADOS
Colisão entre veículos deixa pessoa gravemente ferida em Dourados
PANDEMIA 
Secretário alerta para nova variante do coronavírus na região da Grande Dourados