Menu
Busca segunda, 17 de maio de 2021
(67) 99257-3397

MS recebe na próxima sexta-feira prêmio do Inca

24 agosto 2004 - 08h53

O Ministério da Saúde homenageia anualmente, no Dia Nacional de Combate ao Fumo, as secretarias estaduais e municipais de saúde, unidades de saúde, ambientes de trabalho e escolas que mais se destacaram no desenvolvimento de ações de controle do tabagismo no Brasil. A cerimônia de entrega do troféu e Certificado de Honra ao Mérito acontecerá nas dependências do Instituto Nacional de Câncer (Inca) na próxima sexta-feira, dia 27 de agosto, às 9h30 (horário de Brasília), na cidade do Rio de Janeiro.Representando a Secretaria de Estado de Saúde, participará do evento a Coordenadora do Programa Estadual do Tabagismo, Silvana Fontoura Dorneles.Em Mato Grosso do Sul desenvolve-se desde 1999 o módulo do Programa Nacional de Controle do Tabagismo e Outros Fatores de Risco, o programa Saber Saúde que já capacitou para sua execução, 2.413 professores do ensino fundamental, com 29 escolas municipais, 130 estaduais e uma federal cadastradas, atendendo 24.065 crianças e adolescentes nos municípios do interior e 18.171 da Capital, perfazendo um total de 42.236 atendidas em todo o Estado.O Dia Nacional de Combate ao Fumo, 29 de Agosto, criado através da Lei Federal 7.488, é comemorado no Brasil desde 1986 e tem como principal alvo de comemoração o jovem. Em nosso Estado as coordenações de 40 municípios estarão realizando atividades com o objetivo de sensibilizar o jovem para a não-experimentação dos produtos derivados do tabaco e também estimulá-los a parar de fumar.O tabaco não só empobrece as pessoas que o consomem, como representa um enorme ônus financeiro para países em desenvolvimento como o Brasil. O custo do uso do tabaco abrange maiores gastos médicos, perda de produtividade devido à doença e morte prematura, perda de divisas e danos ambientais.Se continuarem as tendências atuais, cerca de 650 milhões de pessoas morrerão por causa do tabaco, a metade delas em idade produtiva, perdendo de 20 a 25 anos de vida.O jovem apresenta maior vulnerabilidade para iniciação de uso de drogas em geral. Em relação ao tabagismo, sabe-se que 90% dos fumantes adultos atuais tornaram-se dependentes do fumo até os 19 anos de idade. Nesse sentido, a experimentação tem um papel fundamental no estabelecimento da dependência. De acordo com o Vigescola, pesquisa realizada em escolas de várias capitais do Brasil, com escolares matriculados na 7ª e 8ª séries do ensino fundamental e 1a série do Ensino Médio realizado pelo Inca-MS, pela Secretaria de Vigilância à Saúde e Secretarias de Estado de Saúde, nos anos de 2002 e 2003, em Campo Grande, 23% dos estudantes utilizam atualmente algum produto que contém tabaco.O estudo chama a atenção para a idade de experimentação muito precoce em quase todas as capitais. Já no Inquérito Epidemiológico em capitais brasileiras, Campo Grande destacou-se entre as menores prevalências e também apresenta maior índice de pessoas que pararam de fumar, sendo de 58,3%. Segundo Silvana Dorneles, o jovem é mais suscetível a influências do meio social, tornando-se um alvo perfeito das estratégias de promoção e publicidade dos produtos derivados do tabaco.  

Deixe seu Comentário

Leia Também

Marçal intervém por melhorias no saneamento em Caarapó
REGIÃO
Marçal intervém por melhorias no saneamento em Caarapó
DOURADOS
UFGD adia leilão de quase 500 toneladas de milho e soja
Homem é preso com mais de 350 quilos de drogas na MS-164
REGIÃO
Homem é preso com mais de 350 quilos de drogas na MS-164
Jovem é flagrado carregando mala com drogas em ônibus
MS-164
Jovem é flagrado carregando mala com drogas em ônibus
Dourados aplicou 65,9 mil doses de vacinas contra Covid-19
IMUNIZAÇÃO
Dourados aplicou 65,9 mil doses de vacinas contra Covid-19
PANDEMIA
MS vai receber mais de 85 mil doses de coronavac para 'zerar' fila da Dose 2
DOURADOS
Mulher tem moto furtada na Avenida Marcelino Pires
DOURADOS
Usina de etanol de milho terá que pagar R$ 4 milhões de compensação ambiental
MS
Agepen define parâmetros para prisão das pessoas LGBT+
Capataz é preso com animal silvestre ilegal e cinco armas de caça

Mais Lidas

CAMPO GRANDE
Após discussão, jovem bate veículo em poste e namorada que estava no capô morre
POLÍCIA
'Apaixonado', rapaz furta objetos na PED para ser preso e reencontrar marido
FEMINICÍDIO
Mulher baleada na cabeça pelo ex-marido morre no hospital
REGIÃO
Mulher mata o marido a facadas após discussão em MS