Menu
Busca domingo, 13 de junho de 2021
(67) 99257-3397

MS abre a campanha de vacinação dos Povos Indígenasl

21 abril 2006 - 09h15

Mais de 16 mil indígenas em Mato Grosso do Sul devem ser vacinados na campanha da Vacinação dos Povos Indígenas, realizada pela Coordenação Regional da Fundação Nacional de Saúde (Funasa). O lançamento da campanha acontece no dia 24, às 13 horas, na aldeia Pirajuí, na sede da Missão Evangélica Unidas, em Paranhos. O evento conta com o apoio da Coordenação Geral do Programa Nacional de Imunização (Cgpni) do Ministério da Saúde e da Organização Pan-Americana de Saúde (Opas). Em Mato Grosso do Sul, conta com o apoio ainda da Secretaria Estadual de Saúde e das prefeituras dos municípios envolvidos.No Estado, a vacinação será levada a 21 aldeias, de seis pólos indígenas. Para esse ano, a prioridade é levar a campanha em aldeias de fronteira, de difícil acesso e com baixa cobertura vacinal. Serão vacinadas crianças indígenas de zero a quatro anos de idade, mulheres em idade fértil, gestantes e adultos acima de 60 anos.“A vacinação é uma das mais importantes ações de saúde pública porque previne inúmeras doenças”, analisa o coordenador regional da Funasa no Estado, Pedro Paulo de Siqueira Coutinho.Em Mato Grosso do Sul, a previsão é atender 2.637 crianças, 3.874 mulheres e 1.126 idosos. A imunização acontece de 24 de abril até 26 de maio em todo o país, abrangendo 21 Distritos Sanitários Especiais Indígenas (Dseis) localizados em 12 estados. Ao total, pretende-se vacinar 37,6 mil indígenas, de 103 etnias que vivem em 992 aldeias. As vacinas disponibilizadas são as do calendário básico de vacinação indígena tais como poliomelite, tetravalente, hepatite B, tríplice viral, dupla adulto, BCG, pneumococo 23, varicela, febre amarela e influenza. Este ano, a campanha inclui, ainda, duas novas vacinas: rotavírus e pentavalente (que previne contra o tétano, difteria, coqueluche, hib e hepatite B).Para abertura, em Mato Grosso do Sul, foram convidadas autoridades nacionais, regionais, locais e também representantes da Saúde do Paraguai.  Pela Funasa Nacional, estarão presentes o presidente da Funasa Nacional, Paulo Lustosa, o diretor do Departamento de Saúde Indígena (DESAI) da Funasa Nacional, José Maria de França, a coordenadora geral de Atenção à Saúde Indígena da Funasa Nacional, Irânia Maria da Silva Ferreira Marques, coordenadora nacional do Programa de Imunização da Funasa, Luiza de Marilac, a chefe da Assessoria de Comunicação e Educação em Saúde, Luiza Melo, e o diretor nacional do Vigisus, William Pimentel.  

Deixe seu Comentário

Leia Também

Historiadora traça paralelo entre a gripe espanhola e a pandemia de Covid-19 em evento do STF
BRASIL
Historiadora traça paralelo entre a gripe espanhola e a pandemia de Covid-19 em evento do STF
Covid-19: projeto oferece apoio psicológico online para superar o luto
BRASIL
Covid-19: projeto oferece apoio psicológico online para superar o luto
Olimpíada: Fernando Reis e Jaqueline Ferreira se classificam
ESPORTE
Olimpíada: Fernando Reis e Jaqueline Ferreira se classificam
Prova de vida pode ser feita sem sair de casa
BRASIL
Prova de vida pode ser feita sem sair de casa
Defron desarticula entreposto de cocaína no Campo Dourado
DOURADOS
Defron desarticula entreposto de cocaína no Campo Dourado
MS
Cargas de 164 m³ de carvão ilegal motivam multa de R$ 49,2 mil em empresa carvoeira
CONSCIENTIZAÇÃO
Cardiopatia congênita: diagnóstico precoce é essencial para tratamento
CAPITAL
Condutor de BMW que causou acidente vai a júri por vitimar motociclista
BRASIL
STF julga inconstitucional regra que veda créditos de PIS/Cofins na aquisição de recicláveis
MS
TRT define regime de teletrabalho a partir de segunda-feira

Mais Lidas

FLEXIBILIZAÇÃO
Decreto que libera atividades comerciais a partir de domingo é publicado
EMOCIONATE
VIDEO: Recuperada da Covid-19, douradense é recebida pela mãe em Rondônia
LOCKDOWN
Decreto flexibiliza atendimento via delivery no Dia dos Namorados em Dourados
LOCKDOWN
Fiscalização encontra funcionários dentro de filial das Casas Bahia em Dourados