Menu
Busca quarta, 12 de maio de 2021
(67) 99257-3397

MP vê ação de grupo de extermínio em morte de moradores de rua

19 agosto 2004 - 23h13

O promotor Carlos Cardoso, assessor especial da Procuradoria Geral de Justiça para direitos humanos, afirmou que "evidências sugerem a ação de grupos de extermínio" na chacina que deixou três moradores de rua mortos e outros sete feridos em São Paulo. Todos foram agredidos na região da cabeça, em diferentes pontos do centro da capital, durante a madrugada desta quinta-feira. Os motivos do crime são investigados pelo DHPP (Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa). Para Carlos Cardoso, pode ter sido motivado por "razões financeiras", que supostamente envolveria comerciantes incomodados com a presença dos moradores de rua, ou "razões ideológicas, sentimentos de intolerância". No entanto, o promotor afirma que "nenhuma outra hipótese está descartada". O advogado Ariel de Castro Alves, conselheiro do Movimento Nacional de Direitos Humanos, classifica a chacina como "um dos crimes mais graves que já ocorreram no centro". Agressões A praça João Mendes, a rua Tabatinguera, a rua 15 de Novembro e a rua da Glória foram alguns dos locais onde os ataques ocorreram. De acordo com a Secretaria Municipal de Assistência Social, cinco das vítimas estão internadas no pronto-socorro Vergueiro e outras duas foram levadas para a Santa Casa. A polícia divulgou o nome de apenas um dos mortos: Cosme Rodrigues Machado, 26. Os outros são um travesti, conhecido como Pantera, e um homem que chegou a ser levado para o pronto-socorro Vergueiro, mas não resistiu. Além do promotor Carlos Cardoso, que acompanhará as investigações a pedido do procurador-geral de Justiça de São Paulo, Rodrigo Pinho, o promotor Carlos Roberto Marangoni Talarico, do 1º Tribunal do Júri, foi designado para acompanhar o caso.

Deixe seu Comentário

Leia Também

COVID-19
Neno Razuk pede prioridade na vacinação para cuidadores de crianças
Desenhista de MS "consagrado" por Silvio Santos terá novo encontro com apresentador
ARTISTA
Desenhista de MS "consagrado" por Silvio Santos terá novo encontro com apresentador
TRÊS LAGOAS
Homem é preso por furtar televisão e notebook de clínica odontológica
Audiência pública vai debater hoje o piso salarial de enfermeiros
POLÍTICA
Audiência pública vai debater hoje o piso salarial de enfermeiros
AJUDA
Caixa libera saques do auxílio para novo grupo; veja quem recebe
UFGD
Pesquisador descobre novas espécies de peixes na bacia do Taquari
SENADO
CPI ouve hoje Wajngarten sobre 'incompetência' do Ministério da Saúde
SOLIDARIEDADE
Doações para campanha 'Aqueça Uma Vida' podem ser feitas até dia 18
COXIM
Corpo encontrado em lagoa fica sobre "reboque" até chegada da polícia
TEMPO
Quarta-feira nublada com possibilidade de chuva em Dourados

Mais Lidas

PANDEMIA
Levado pela Covid-19, "João da União" deixa legado para família e em Dourados
INDÁPOLIS
'Frio' e com roupa ainda suja de sangue, assassino de tio não mostrou arrependimento ao ser preso
DOURADOS
Homem morre no HV após acidente com condutor que empinava moto
PANDEMIA
Novo decreto mantém toque de recolher às 21h e autoriza abertura de cinema em Dourados