Menu
Busca segunda, 30 de março de 2020
(67) 9860-3221

Morte do pai de Euller adia acordo com Fluminense

26 dezembro 2003 - 14h31

O pai do atacante Euller morreu na madrugada desta sexta-feira, em Minas Gerais, e isso deverá dificultar o acerto com o Fluminense, conforme estava previsto. O procurador do atleta, o ex-jogador Alemão, disse que ainda é possível um acordo nesta sexta-feira, mas o empresário Celso Barros, presidente da Unimed, patrocinadora do clube carioca, e que está à frente da transação, disse que a negociação deverá realmente ser adiada. "Realmente este lamentável fato da morte do pai do Euller acabou impedindo que a gente chegasse a uma definição nesta sexta-feira. Infelizmente a coisa acabou não se concretizando. Porém deixamos tudo muito bem encaminhado na reunião que tivemos na terça-feira passada e acho que estamos apenas por pequenos detalhes",

Deixe seu Comentário

Leia Também

SAÚDE
Covid-19: número de mortes no Brasil sobe para 136
COVID-19
Estado confirma mais cinco casos de coronavírus; Dourados segue com dois
INTERNACIONAL
Novo embaixador dos Estados Unidos chega ao Brasil
MATO GROSSO DO SUL
Bombeiros fazem alerta para aumento de 133% na quantidade de incêndios
DEFENSORIA PÚBLICA
DPU cria canal para denúncias durante o enfrentamento ao coronavírus
MATO GROSSO DO SUL
Calendário de vacinação contra aftosa será mantido
BRASIL
Bolsonaro dá passeio em Brasília após Mandetta enfatizar isolamento
ACIDENTE
Motociclista morre ao colidir em touro em cidade do interior
ESTAVA NA PED
Mato-grossense é preso com por tráfico de drogas em Dourados
NOTA PREMIADA
Lista de ganhadores já está disponível para consulta

Mais Lidas

COVID-19
Dourados confirma primeiro caso do novo coronavírus
COVID-19
Mulher de 52 anos é o 2º caso de coronavírus em Dourados, total no Estado é de 31
DOURADOS
Estado avisou sobre contato entre douradense e morador da Capital com Covid-19
AQUIDAUANA
Quatro homens são autuados em R$ 10,4 mil por pesca predatória em MS