Menu
Busca quinta, 02 de abril de 2020
(67) 9860-3221

Morre a 1ª mulher a atravessar o Canal da Mancha a nado

01 dezembro 2003 - 15h31

Gertrude Ederle, a primeira mulher a atravessar o canal da Mancha a nado, em 1926, morreu aos 98 anos nos Estados Unidos, disse hoje, uma porta-voz da casa de repouso em que ela estava.Ederle morreu ontem, em Wyckoff, Nova Jersey, uma cidade 40 quilômetros a noroeste de Nova York. A travessia do dia 6 de agosto de 1926 durou 14 horas e 31 minutos e bateu o recorde dos cinco homens que haviam nadado pelo canal entre 1875 e 1923.As águas revoltas da região fizeram da travessia de aproximadamente 34 quilômetros de Cape Griz-Nez, na França, a Kingsdown, na Inglaterra, um feito para Ederle, então com 20 anos, que foi recebida com uma parada em Nova York, sua cidade natal, e recebeu um convite para ir à Casa Branca, onde foi chamada pelo presidente Calvin Coolidge de "a melhor menina da América". 

Deixe seu Comentário

Leia Também

TRÁFICO DE DROGAS
“Negão da Borracharia” é preso com 13 kg de maconha na Capital
AVANÇO DA PANDEMIA
Ministério confirma 58 novas mortes por coronavírus, e total chega a 299
DOURADOS
Exame de jovem que morreu no HU testa negativo para coronavírus
OPERAÇÃO
Polícia identifica criminoso que pretendia praticar roubo milionário em MS
ECONOMIA
Dólar sobe pouco, mas tem novo recorde de fechamento
MATO GROSSO DO SUL
Paulista é flagrado com pescado, barco, motor e petrechos
FRONTEIRA
Ação conjunta fecha 48 comércios e prende uma pessoa em Ponta Porã
SAÚDE
Governo de MS diz ter três desafios diante da pandemia do coronavírus
BRASIL
Laboratórios agropecuários poderão atuar no diagnóstico de covid-19
CORONAVÍRUS
MPF impede deliberação da Anvisa sobre agrotóxico durante a pandemia da covid-19

Mais Lidas

REGIÃO
Ex-assessor de Mandetta é encontrado morto em apartamento na Capital
COVID-19
Primeiro óbito por coronavírus do Estado é registrado em Dourados
NOVA ANDRADINA
Hospital confirma três profissionais com coronavírus em unidade que atendeu idosa
BOLETIM DA SES
Dourados registra mais um caso de coronavírus e MS tem 51 confirmações