Menu
Busca quarta, 12 de maio de 2021
(67) 99257-3397

Morena Folia 2004 vai dar emprego a 350 indígenas

11 agosto 2004 - 12h52

Quem imagina que a organização de carnaval fora de época é feito só de "oba-oba", está muito enganado. Produzir um evento profissional, dentro dos padrões de qualidade de estrutura, conforto e segurança exigidos por artistas nacionais e internacionais exige muito trabalho e, consequentemente, gera muitos empregos. Um exemplo disso é o Morena Folia 2004, que acontece nos dias 20 e 21 de agosto, no Parque Laucídio Coelho, em Campo Grande. O evento, considerado o maior carnaval fora de época da capital, vai gerar aproximadamente 1200 empregos diretos e indiretos, entre vigias, garçons, técnicos de som, iluminadores, serviços gerais, enfim, profissionais voltados para a organização, montagem e segurança dos dois de festa. Os trabalhos têm início um ano antes da data prevista e a apenas dez dias do evento, os contratados pela montagem trabalham arduamente para receber os 20 mil foliões por noite durante os dois dias de festa.Como na edição de 2002, a Morena Folia 2004, numa ação pioneira no país, novamente está contratando os serviços de 350 índios de uma aldeia próxima a Campo Grande para trabalharem como segurança das cordas de isolamentos dos abadás. Para Josimar dos Santos, este tipo de trabalho traz dignidade à etnia que tem dificuldade em conseguir emprego ou mesmo contratações temporárias, o que compromete a sobrevivência. "Eles ficaram tão felizes com a contratação durante a primeira edição que aceitaram de imediato o convite de retornarem à capital para participar da segunda edição da Morena Folia", explica.Para que os índios não tenham contato com bebidas alcóolicas durante o evento, diretores de bloco acompanharão de perto a evolução do trabalho. Conforme os organizadores, os índios serão trazidos em três ônibus e ficaram hospedados na capital durante os dois dias do evento.Camarotes e abadás já estão à venda na loja da Morena Folia, localizada no Shopping Campo Grande, 2º piso. Os preços variam de R$ 50 (abadás) a R$ 2.200 (camarotes para 20 pessoas). Para mais informações, basta ligar no 382-2139.

Deixe seu Comentário

Leia Também

UFGD
Pesquisador descobre novas espécies de peixes na bacia do Taquari
CPI ouve hoje Wajngarten sobre 'incompetência' do Ministério da Saúde
SENADO
CPI ouve hoje Wajngarten sobre 'incompetência' do Ministério da Saúde
Doações para campanha 'Aqueça Uma Vida' podem ser feitas até dia 18
SOLIDARIEDADE
Doações para campanha 'Aqueça Uma Vida' podem ser feitas até dia 18
Corpo encontrado em lagoa fica sobre "reboque" até chegada da polícia
COXIM
Corpo encontrado em lagoa fica sobre "reboque" até chegada da polícia
TEMPO
Quarta-feira nublada com possibilidade de chuva em Dourados
RECURSO PRIVILEGIADO
Ação contra exclusão de multas no Detran prende um com CNHs falsas
SENADO
Aprovado caráter permanente do Programa se apoio às Microempresas 
CAPITAL
Caminhão tomba e espalha carga de soja sobre rodovia
DOURADOS
Campanha do Agasalho arrecada 600 quilos e supera meta inicial
CLIMA
Inmet alerta Dourados para perigo de chuvas intensas e declínio de temperatura

Mais Lidas

PANDEMIA
Levado pela Covid-19, "João da União" deixa legado para família e em Dourados
INDÁPOLIS
'Frio' e com roupa ainda suja de sangue, assassino de tio não mostrou arrependimento ao ser preso
DOURADOS
Homem morre no HV após acidente com condutor que empinava moto
PANDEMIA
Novo decreto mantém toque de recolher às 21h e autoriza abertura de cinema em Dourados