Menu
Busca quarta, 05 de maio de 2021
(67) 99257-3397

Montadoras repassam reajuste salarial e sobem preço de carro

08 setembro 2004 - 21h00

O pacto social proposto pela CUT (Central Única dos Trabalhadores) parece não ter contado com a adesão do setor automotivo. Pelo menos duas grandes montadoras, Fiat e General Motors, anunciaram hoje reajustes de preços. A proposta do pacto social era negociar com todos os segmentos um acordo para garantir o crescimento sustentável da economia e evitar o aumento dos juros. Para isso, todos os setores envolvidos teriam de se comprometer com a manutenção dos preços. Segundo as General Motors, o aumento é reflexo do repasse parcial da elevação de custos de produção provocada pelo reajuste salarial negociado nesse final de semana com os sindicatos de metalúrgicos do ABC, São Caetano, Taubaté, Tatuí e São Carlos. O acordo prevê um aumento de 10% para quem ganha até R$ 6.000 por mês. Diante do aumento, que entra em vigor amanhã, os carros da GM ficarão 1,9% mais caros. Já a tabela da Fiat sofrerá reajustes de 1,75% a 1,96%. Alguns modelos, como o Siena Fire, não serão reajustados. A Fiat informou que o seu reajuste não foi motivado pelo aumento salarial, já que seus veículos são fabricados em Betim (MG), ou seja, fora da região em que foi negociado o acordo salarial. Os repasses da Fiat são resultado dos aumentos dos insumos usados na produção de veículos. Números da Anfavea (Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores) mostram que o custo do aço subiu 106% de janeiro de 2002 a julho de 2004. Só neste ano, o aumento foi de 43%."Temos preços fixos e margens que estão sendo espremidas ao longo dos anos. Os preços [de veículos] não conseguem acompanhar a variação de custos dos insumos. Por conta disso temos uma indústria que não realiza lucros há mais de cinco anos", declarou o presidente da Anfavea, Rogelio Golfarb.

Deixe seu Comentário

Leia Também

CAPITAL
Professor é preso acusado de estuprar cinco alunas em lar beneficente
REGIÃO
Abertas inscrições para seleção de estagiários de Direito em Bela Vista
FRONTEIRA
Casal suspeito de roubo de carros é cercado e homem queimado vivo
SELIC
Copom eleva taxa básica de juros de 2,75% para 3,5% ao ano
Homem incendeia 48 hectares e é autuado e multado em quase R$ 50 mil
CRIME AMBIENTAL
Homem incendeia 48 hectares e é autuado e multado em quase R$ 50 mil
PANDEMIA
Em dia com 10 mortes, Dourados continua com fila de espera em leitos UTI Covid
JUSTIÇA
Ex-prefeito de Campo Grande é preso por corrupção e lavagem de dinheiro
FUTEBOL
DAC vence Operário de virada no Douradão e embola briga pelo título Estadual
DOURADOS
Mulheres vítimas de violência doméstica terão prioridade nos programas habitacionais do município
INFRAESTRUTURA
Novos investimentos serão anunciados em Dourados, diz Sérgio Murilo

Mais Lidas

INVESTIGAÇÃO
Homem é preso suspeito de estuprar quatro sobrinhas em Dourados
DOURADOS
Fumaça em estrada causa colisão entre caminhões e leva transtorno a moradores; vídeo
PANDEMIA
Decreto reduz toque de recolher em Dourados na semana do Dia das Mães
REGIÃO
Mãe e filha são executadas em locais diferentes na fronteira