Menu
Busca domingo, 17 de janeiro de 2021
(67) 99659-5905

Ministro visita sem-terra no presídio

30 setembro 2003 - 06h15

O ministro da Secretaria Nacional de Aquicultura e Pesca, José Fritsch, considerou a prisão dos sem-terra Carlos Aparecido Ferrari e Cícero Massaranduba como as duas primeiras prisões políticas da história de Mato Grosso do Sul. O ministro esteve ontem na Penitenciária de Segurança Máxima Harry Amorim Costa visitando os dois integrantes do Movimento dos Sem Terra-MST, que estão presos sob acusação de roubo, sequestro e formação de quadrilha.José Fritsch, que esteve no município de Itaporã, para participar da inauguração de um frigorífico de peixe, fez questão de passar por Dourados para visitar os dois sem-terra. O ministro disse que se tratava de uma visita para levar solidariedade aos dois, já que um deles, Carlos Ferrari, é seu amigo e foi companheiro de luta dentro do MST, além participou com ele da criação do movimento.    

Deixe seu Comentário

Leia Também

SISTEMA DE SAÚDE
Pacientes de Manaus continuam sendo transferidos para hospitais universitários federais
CÂMARA DOS DEPUTADOS
Projeto altera requisitos exigidos para o cargo de diretor de presídio
SAÚDE
Lesão de continuidade na pele pode ser porta de entrada para bactérias
EDUCAÇÃO
Fapec seleciona profissionais para atuarem em projetos coordenados pela fundação
FUTEBOL
Com eleição adiada, Barcelona não deve ir ao mercado em janeiro
BRASIL
Ciclistas protestam contra morte de colega por motorista bêbado no Rio de Janeiro
CÂMARA DOS DEPUTADOS
Projeto concede incentivo fiscal para quem patrocinar cirurgias no SUS
ESPORTES
Australian Open: tenistas são isolados após contatos com infectados
SAÚDE
Covid-19: entidade orienta sobre vacinação em pacientes reumáticos
FRONTEIRA
Homem é preso portando arma de fogo e munições em Ponta Porã

Mais Lidas

BR-163
Homem morre após colidir carro de passeio contra caminhão
OPERAÇÃO
Polícia fecha "boca de fumo" comandada por família no Canaã IV
SIDROLÂNDIA
Flagrada invadindo residência, mulher é amarrada em árvore por populares
PANDEMIA 
Dourados tem oito mortes por Covid em 24 horas