Menu
Busca sábado, 23 de outubro de 2021
(67) 99257-3397

Ministro Orlando Silva terá que devolver R$ 8 mil

12 abril 2008 - 08h10

O ministro Orlando Silva, do Esporte, terá que devolver R$ 8 mil aos cofres públicos por gastos que fez com cartão corporativo do governo, e que a CGU (Controladoria Geral da União) considerou irregulares. O valor, segundo o órgão, foi gasto para bancar despesas de alimentação de terceiros, nos anos de 2006 e 2007.

Há um mês, depois que a imprensa divulgou que Orlando Silva comprou uma tapioca por R$ 8 com cartão corporativo, ele decidiu devolver R$ 34.378,37 que desembolsou com cartão em 2007 para evitar mais questiona mentos. E pediu uma auditoria da CGU em seus gastos.

Silva esperava a devolução total do valor e deverá recorrer da decisão da controladoria. Ele também deve pedir o reembolso de R$ 26 mil que foram considerados regulares. A CGU analisou não apenas os gastos do ano passado, mas também os de 2006, cujas contas já haviam sido aprovadas.

A Controladoria considerou que todos os gastos em alimentação que o ministro fez com terceiros, como assessores, autoridades públicas e dirigentes esportivos teriam que ser devolvidos. A defesa do ministro deve alegar que o TCU (Tribunal de Contas da União), em julgamento anterior, considerou lícito o gasto com terceiros quando ocorrerem em agendas oficiais.

Deixe seu Comentário

Leia Também

TST considera fraudulento contrato de jogador e reconhece natureza salarial do direito de imagem
BRASIL
TST considera fraudulento contrato de jogador e reconhece natureza salarial do direito de imagem
LAVA JATO
Justiça Eleitoral vai julgar ação sobre empréstimo de R$ 12 milhões ao banco Schahin
MUNDO
Biden e Macron discutem defesa europeia e se reunirão em Roma
Jovem é autuado pela PMA por maus-tratos a uma cadela Pit Bull
MS
Jovem é autuado pela PMA por maus-tratos a uma cadela Pit Bull
Ministra Cármen Lúcia suspende reintegração de posse em Rondônia
STF
Ministra Cármen Lúcia suspende reintegração de posse em Rondônia
RIO MIRANDA
Catarinenses são multados em R$ 1,8 mil por pesca predatória em Bonito
JUDICIÁRIO
STJ define retorno de sessões presenciais para fevereiro de 2022 e dia de eleição para ministros
CAPITAL
Presidente do TJMS recebe medalhão comemorativo aos 100 anos da Justiça Militar
ROTINA
Trabalho híbrido pode piorar qualidade do sono, diz pesquisador
DOURADOS
Estado licitará na próxima semana R$ 20 milhões para revitalizar Coronel Ponciano

Mais Lidas

TRÁFICO
Mortos em queda de helicóptero com cocaína na fronteira são identificados
PRESIDENTE VARGAS
Escola dispensa alunos em Dourados após mensagens de ameaças
DOURADOS
Print tirado de conversa entre alunos resultou em mal-entendido e levou pânico a escola
DOURADOS
Homem é removido de grupo de whats e procura a delegacia