Menu
Busca domingo, 31 de maio de 2020
(67) 99659-5905

Ministério confirma aumento de casos de dengue, mas nega epidemia

18 fevereiro 2010 - 14h30

O Ministério da Saúde confirmou nesta quinta-feira que pelo menos cinco Estados brasileiros - Acre, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Goiás e Rondônia - apresentam aumento considerável de casos de dengue desde dezembro do ano passado, mas nega que a situação seja considerada uma epidemia da doença. No entanto, algumas secretarias de Saúde já usam o termo nos boletins epidemiológicos publicados este ano.

A Secretaria de Saúde de Rondônia, por exemplo, informou que o Estado enfrenta a sua maior epidemia de dengue. O aumento no número de casos na primeira semana de 2010, quando comparada ao mesmo período do ano passado, chegou a 2.182%. Na segunda semana, o aumento foi de 1.164%. Apenas na capital Porto Velho, 2.210 casos foram notificados de um total de 5.306 em todo o Estado. A cidade também registrou o maior número de casos graves da doença - 70 - além de três mortes.

Até o último dia 10, a Secretaria de Saúde de Mato Grosso notificou 12.666 casos de dengue - 344 considerados graves - e 16 mortes causadas pela doença. O número, comparado ao registrado no mesmo período do ano passado, representa um aumento de 804% nas notificações. Em 2009, o Estado enfrentou uma epidemia de doença, com 60 mil casos notificados.

Até o momento, cinco mortes foram confirmados em Mato Grosso. A capital, Cuiabá, concentra 802 notificações de casos e uma morte. A Secretaria de Saúde investiga ainda, se outras quatro mortes foram provocadas pela doença. Na cidade de Várzea Grande, as notificações de casos somam 802 e as de mortes, cinco, com uma confirmação.

Em Mato Grosso do Sul, sete cidades concentram 53,4% da população estadual e 69,6% dos casos suspeitos de dengue nas primeiras cinco semanas do ano - Bonito, Campo Grande, Corumbá, Coxim, Dourados, Ponta Porã e Três Lagoas. Em todo o Estado, 7.991 casos já foram notificados e duas mortes estão sob investigação. Apesar de ter confirmado 996 casos, a própria Secretaria de Saúde alerta que informações extraoficiais indicam que as notificações podem chegar a 14.566.

Focos
Os principais focos da doença no Estado são locais de abastecimento de água como caixas d'água e tambores, depósitos domiciliares como vasos de planta e piscinas, tanques em obras, borracharias e hortas e depósitos naturais.

Em Goiás, 49 municípios apresentam alto risco de infecção pela dengue. A capital, Goiânia, lidera o ranking de notificações de casos nas cinco primeiras semanas de 2010 (10.862), seguida por Aparecida de Goiânia (2.7121) e por Senador Canedo (674). De acordo com a Secretaria de Saúde do estado, 50 cidades apresentam médio risco de infecção e 68, baixo risco, o resulta em um total de 167 municípios com casos notificados.

Por meio da assessoria de imprensa, o Ministério da Saúde informou que os cinco Estados já vêm recebendo ações de combate à dengue - como entrega de inseticida e de medicamentos - e que a expectativa da pasta é que as transmissões comecem a diminuir daqui para frente.

Deixe seu Comentário

Leia Também

DURANTE A PANDEMIA
Saiba quais foram as maiores lives musicais realizadas na internet
SOLIDARIEDADE
Ação de ONG leva roupas e itens de higiene para famílias de Campo Grande
BRASIL
Parques e igrejas de maior porte reabrem no DF na quarta-feira
CORRIDA ESPACIAL
SpaceX e Nasa lançam foguete com astronautas nos EUA
BRASIL
Cidade de São Paulo prorroga quarentena até 15 de junho
"RAÍZES"
Documentário sobre sacis filmado em MS tem estreia online em junho
EM MIRANDA
Mulher é estuprada após ser levada para quintal de residência
REDES SOCIAIS
Bolsonaro tira fotos sem máscara após ir a lanchonete em Goiás
NA CAPITAL
Criança fica ferida ao ser atropelada por moto em avenida de Campo Grande
RELAÇÕES INTERNACIONAIS
EUA anunciam mais US$ 6 mi para ajudar Brasil no combate à pandemia

Mais Lidas

DOURADOS
Protocolo é seguido e mulher vítima do coronavírus é enterrada sem despedida de familiares
PANDEMIA
Estado alerta que Dourados deve ser cidade com mais casos de Covid-19 na próxima semana
MAIORIA JOVENS
Vítima fatal da Covid-19 faz parte da faixa etária com mais casos da doença em Dourados
POLÍCIA
Homem encontrado morto sob a ponte do Calarge tinha 38 anos