sábado, 22 de junho de 2024
Dourados
20ºC
Acompanhe-nos
(67) 99257-3397

Milho transgênico domina debate no México

26 outubro 2004 - 17h41

O Congresso mexicano está disposto a aprovar a primeira Lei de Biossegurança e Meio Ambiente do país, mas o debate se intensificou depois da divulgação, pelo grupo ambientalista Greenpeace, de um relatório oficial sobre os efeitos do milho geneticamente modificado e pelas críticas de especialistas e opositores, segundo os quais o texto não dá garantias aos agricultores. O governo do presidente Vicente Fox quer aprovar o quanto antes esta lei, pois afirma que o país precisa urgentemente de um instrumento para se proteger dos produtos transgênicos. Enquanto isso, a oposição esquerdista garante que o texto atual não dá garantias suficientes aos agricultores locais e acusa o Executivo de querer apressar sua aprovação frente à divulgação do relatório. Elaborado pela Comissão para a Cooperação Ambiental da América do Norte (CCA), o documento foi divulgado na semana passada pelo Greenpeace. A representante do grupo no México, Cecilia Navarro, acusou o governo de querer esconder o relatório da CCA para não interferir na elaboração da lei sobre biossegurança e por pressão dos Estados Unidos. Navarro garante ter recebido o texto pelo correio numa carta anônima, após tê-lo solicitado repetidas vezes, sem sucesso, ao ministério da Agricultura. Após a divulgação pelo grupo ambientalista, o governo garantiu que está disposto a publicar o documento em novembro. O texto faz uma série de recomendações para evitar que os plantios mexicanos sejam contaminados com o milho geneticamente modificado. Entre outras medidas, aconselha a manutenção do veto para a semeadura comercial do milho transgênico, moer todo grão importado suspeito de ter sido modificado e etiquetar todo aquele que vier dos Estados Unidos. O milho transgênico é visto como uma verdadeira ameaça no México. Os moradores originais da região acreditavam que o milho - que integrava sua dieta básica - era a substância da qual eram feitos. Além disso, trata-se do cultivo mais disseminado no país: no ano passado foram cultivados mais de 8 milhões de hectares, com uma produção total de 20,7 milhões de toneladas. No fim de semana passado, vários especialistas internacionais que participavam da Conferência Internacional Biopolítica 2004, celebrada no México, se disseram contrários à iniciativa do gobierno.  

Deixe seu Comentário

Leia Também

Polícia apreende drogas em Mundo Novo e identifica adolescente infrator
TRÁFICO

Polícia apreende drogas em Mundo Novo e identifica adolescente infrator

BRASIL

Lula diz que sancionará projeto que libera cassinos e jogos de azar

VIOLÊNCIA

Morto pelo Batalhão de Choque era Policial suspeito de roubo

Luta dos Bombeiros contra o fogo no Pantanal é contínua e emociona
MEIO AMBIENTE

Luta dos Bombeiros contra o fogo no Pantanal é contínua e emociona

RIO BRILHANTE 

Incêndio deixa mulher e sobrinho com queimaduras de 3º grau

PRAZO

Professores de ao menos 25 universidades decidiram pelo fim da greve

Polícia elucida roubo, recupera moto desmontada e prende o receptador

LOTERIA

Quina de São João: veja quanto rende o prêmio de R$ 220 milhões

AMAMBAI 

Ao sair de mercado, casal é feito refém e tem caminhonete roubada

BRASIL

Justiça condena Lula e Boulos por propaganda eleitoral antecipada

Mais Lidas

DOURADOS

Ladrões fazem 'arrastão' e levam quatro caminhonetes durante a madrugada

BIOGRAFIA

Gretchen revela traição do pai de Thammy e cantor Chrystian com chacretes

MARCELINO PIRES

Funcionário de supermercado é detido após desviar mais de R$ 2,4 mil do caixa em Dourados

CRIME

Polícia recupera caminhonete e prende quadrilha que fez 'arrastão' em Dourados