Menu
Busca terça, 26 de outubro de 2021
(67) 99257-3397
INTERNACIONAL

Milhares de pessoas participam de protesto contra monarquia na Tailândia

20 setembro 2020 - 15h40Por Agência Brasil

Desafiando a monarquia do rei tailandês Maha Vajiralongkorn, milhares de manifestantes marcharam em Bangkok neste domingo (20) para apresentar demandas que incluem um pedido de reformas para restringir poderes do governo.

Os manifestantes ficaram cada vez mais ousados durante os dois meses de manifestações contra o palácio da Tailândia e o sistema dominado pelos militares, quebrando um antigo tabu de criticar a monarquia, o que é ilegal, segundo as leis locais.

O Palácio Real não estava imediatamente disponível para comentar. O rei, que passa grande parte do tempo na Europa, não está na Tailândia.

Os manifestantes foram bloqueados por centenas de policiais desarmados trabalhando em barreiras de controle da multidão.

Os líderes do protesto declararam vitória depois de entregar à polícia uma carta detalhando suas demandas. Phakphong Phongphetra, chefe do Departamento de Polícia Metropolitana, disse que a carta será entregue à delegacia.

Na maior manifestação em anos, dezenas de milhares de manifestantes no sábado apelaram pela reforma da monarquia, bem como pela remoção do primeiro-ministro Prayuth Chan-ocha, um ex-líder da junta, e uma nova Constituição e eleições.

Pouco depois do nascer do sol deste domingo, os manifestantes colocaram uma placa perto do Grande Palácio de Bangkok, na área conhecida como Sanam Luang, ou Royal Field.

Na placa, está escrito: "Neste lugar o povo expressou sua vontade: que este país pertença ao povo e não seja propriedade do monarca, pois ele nos enganou".
Monarquia é criticada

O porta-voz do governo, Anucha Burapachaisri, disse que a polícia não usaria violência contra os manifestantes e que cabia à polícia determinar e processar qualquer discurso ilegal.

Autoridades tailandesas disseram que criticar a monarquia é inaceitável em um país onde o rei está constitucionalmente "entronizado em uma posição de adoração reverenciada".

Os protestos, que começaram nos campi universitários, atraíram um número cada vez maior de pessoas mais velhas. Isso inclui os seguidores de camisas vermelhas do populista deposto primeiro-ministro Thaksin Shinawatra.

Os manifestantes dizem que a Constituição dá ao rei muito poder e que foi projetada para permitir que Prayuth mantivesse o poder após as eleições do ano passado. O próximo protesto está marcado para quinta-feira (24).

 

Deixe seu Comentário

Leia Também

Polícia identifica e prende jovem com mandado de prisão em aberto
CASSILÂNDIA
Polícia identifica e prende jovem com mandado de prisão em aberto
Arrecadação federal cresce 12,9% e bate recorde em setembro
ECONOMIA
Arrecadação federal cresce 12,9% e bate recorde em setembro
Jovem que se formou há dois meses é presa com ecstasy no Parque Alvorada
DOURADOS
Jovem que se formou há dois meses é presa com ecstasy no Parque Alvorada
Homem é preso por transporte ilegal e maus-tratos a filhotes de papagaio
NAVIRAÍ
Homem é preso por transporte ilegal e maus-tratos a filhotes de papagaio
Neno Razuk solicita reforma do prédio e troca de móveis da Polícia Militar de Juti
LEGISLATIVO DE MS
Neno Razuk solicita reforma do prédio e troca de móveis da Polícia Militar de Juti
RELIGIÃO
Restos mortais de bispo será levado à Catedral de Dourados
REGIÃO
Polícia flagra van transportando maconha e cigarro contrabandeado
REGIÃO
Polícia prende casal em posse de drogas durante investigação de furto
ECONOMIA
Congresso promulga nesta quarta emenda que aumenta repasse para municípios
NEGÓCIOS & CIA
Vibrador vs Homem: Existe um ganhador?

Mais Lidas

CLIMA
Vendaval atinge Dourados e deixa rastro de destruição
DOURADOS
Namorada posta 'status' de jovem com arma, polícia rastreia carro e prende rapaz
DOURADOS
Três vias de Dourados passam a ser "mão única"
DOURADOS
Mulher "roleta" Weimar, causa acidente e deixa motociclista ferido gravemente