Menu
Busca terça, 28 de setembro de 2021
(67) 99257-3397

Mick Jagger assume 'culpa' por 1º gol alemão: 'Mas não pelos outros seis'

10 julho 2014 - 20h10

Marcado pela fama de "pé-frio" nos jogos da Copa do Mundo, Mick Jagger comentou sua presença na partida em que o Brasil levou sete gols da Alemanha. "Eu posso ser responsável pelo primeiro gol alemão, mas não pelos outros seis", brincou, em entrevista ao tabloide "The Sun", publicada nesta quinta-feira (10).

O vocalista dos Rolling Stones assistiu ao jogo no Mineirão ao lado do filho Lucas, de seu relacionamento com a apresentadora brasileira Luciana Gimenez.

A Itália também foi vítima do pé-frio de Mick Jagger. Desclassificada após perder por 1 a 0 para o Uruguai, a seleção italiana foi uma das apostas do cantor para vencer a Copa do Mundo. Antes, ele já havia dado azar ao seu próprio país, a Inglaterra, e a outras quatro seleções pelas quais declarou sua simpatia nas duas últimas edições do torneio.

Na noite de sábado (22), ao fazer um show para quase 60 mil pessoas no Circus Maximus, em Roma, o vocalista dos Rolling Stones falou em italiano: “A Itália vai vencer a Copa do Mundo. Acho que vocês vão derrotar o Uruguai por 2 a 1”.




No final de maio, Jagger havia feito algo parecido ao se apresentar no Rock in Rio Lisboa, quando, em português, apostou que Portugal seria o campeão, após uma final com a Inglaterra. Logo na estreia, a equipe de Cristiano Ronaldo perdeu da Alemanha por 4 a 0, e em seu segundo jogo suou para conseguir um empate com os Estados Unidos, tendo agora chances remotas de passar às oitavas.

Além disso, nos dois primeiros jogos – e derrotas – da seleção inglesa, ele enviou mensagens de incentivo em redes sociais. Em seu terceiro e último jogo, nesta terça (24), o placar foi um 0 a 0 contra a Costa Rica.

Outros países que já sofreram com o músico foram Estados Unidos, Brasil e Argentina, todos na Copa do Mundo de 2010. Tudo começou quando ele foi à África do Sul e viu, no estádio, a seleção inglesa ser eliminada pela Alemanha por 4 a 1. Em seguida, passou a torcer pelos Estados Unidos, mas foi testemunha de mais uma eliminação, dessa vez em um 2 a 1 de Gana. Sua terceira opção de torcida foi o Brasil, país de seu filho Lucas. Logo após declarar sua simpatia, porém, a seleção perdeu para a Holanda por 2 a 1 e se despediu do Mundial. Não satisfeito, ele ainda tentou desejar sorte à Argentina, que foi goleada pela Alemanha por 4 a 0 no jogo seguinte.

Deixe seu Comentário

Leia Também

VIOLÊNCIA
Homem com "mania de perseguição" é encontrado morto com corte no pescoço
NÚMEROS DA PANDEMIA
Brasil registra mais 818 mortes por Covid e ultrapassa 595 mil
NOVA ANDRADINA
Ex-vereador é preso por furtar insumos agropecuários de prefeitura
Detran-MS encerra curso de agente de trânsito com blitz em Dourados
GERAL
Detran-MS encerra curso de agente de trânsito com blitz em Dourados
CAPITAL
Detento de 37 anos é encontrado morto em cela de Presídio
FUTEBOL
Uefa e Conmebol anunciam a criação da Super Copa dos Campeões
REGIÃO
Polícia prende investigado por estupro de vulnerável
Fundação de Cultura divulga relação dos beneficiados no "MS Cultura Cidadã"
SAÚDE
Pfizer pede à Anvisa que avalie eficácia de terceira dose da vacina
MARACAJU
Ex-prefeito ficará em prisão domiciliar e usará tornozeleira eletrônica

Mais Lidas

REGIÃO
Acidente entre Dourados e Fátima do Sul matou mulheres e deixou policial ferido
EXECUÇÃO
Justiceiros matam mais um na fronteira e deixam recado
DOURADOS
Mulher é agredida em discussão e desfere golpe de faca no órgão genital do companheiro
HOMICÍDIO
Com tiros na cabeça e peito, jovem é executado em Pedro Juan Caballero