segunda, 08 de agosto de 2022
Dourados
22°max
17°min
Acompanhe-nos
(67) 99257-3397

Michael Schumacher bate a 300km/h em Monza

02 setembro 2004 - 20h07

O heptacampeão mundial da Fórmula 1 chocou seu carro contra o muro de proteção, após ter um dos pneus estourados, mas passa bem, segundo sua assessoria de imprensa. Monza, Itália.Michael Schumacher que já está em casa, em Vufflens-le-Chateau, próximo ao lago de Genebra, na Suíça, provavelmente ainda deve ressentir-se do susto desta quinta-feira em Monza, na Itália, quando sofreu sério acidente no teste coletivo da Fórmula 1. "Alguma coisa aconteceu com o pneu traseiro esquerdo, não sabemos ainda, na reta de chegada", explicou Sabine Kehm, sua assessora de imprensa. Domingo ele conquistou seu sétimo título Mundial, no GP da Bélgica, e comentou ter fôlego para correr por mais dez anos. O choque contra a grade de proteção do lado direito da pista, com a porção traseira da Ferrari, ocorreu a cerca de 300 km/h, deixando o F2004 semidestruído. Schumacher deixou o cockpit espontaneamente. "Ele deitou-se na grama, a seguir, apenas por precaução", disse Sabine. Apesar da violência do impacto, a equipe médica o atendeu ali, deitado, e de forma estranha não o encaminhou para o ambulatório do autódromo. "Michael está bem. Vai embora agora, sem problemas, porque a sessão de treinos acabou", afirmou Luca Colajanni, chefe de imprensa da Ferrari. Schumacher manteve sua rotina na volta aos boxes, ao reunir-se com os engenheiros. O acidente aconteceu no fim da tarde, quando o piloto alemão já havia completado 92 voltas no veloz e perigoso traçado de 5.973 metros, preparando-se para a próxima etapa do Mundial, o GP da Itália, lá mesmo, dia 12. Ficou com o sétimo tempo do dia, 1min21s060, enquanto o mais veloz foi Antonio Pizzonia, com Williams, 1min20s010 (72), novo recorde do circuito. Em princípio, explicou Sabine, o ocorrido nesta quinta-feira em Monza não impedirá Schumacher de comparecer domingo em Nurburgring, Alemanha, no Ferrari Day, evento beneficente capaz de levar perto de 60 mil pessoas ao autódromo. Também sequer se cogitou a possibilidade de ficar de fora da corrida de Monza, como seu irmão, Ralf. O piloto da Williams se recupera da fratura de duas vértebras lombares no GP dos Estados Unidos. O único acidente com consequência para Schumacher ocorreu no GP da Grã-Bretanha de 1999, em Silverstone. Uma falha nos freios traseiros o fez bater frontalmente na barreira de pneus da curva Stowe, causando-lhe a fratura da perna direita. Ele ficou seis corridas fora do campeonato, em recuperação. Voltou no GP da Malásia em grande estilo, entregando no fim a vitória para seu companheiro de equipe, Eddie Irvine, que lutava pelo título.

Deixe seu Comentário

Leia Também

SAÚDE

Varíola dos macacos: entidades criticam estigma a homossexuais

Homem é espancado em construção abandonada na Capital
POLÍCIA

Homem é espancado em construção abandonada na Capital

GERAL

Justiça nega 'habeas corpus' pedido pela defesa do cônsul alemão

Ladrões invadem empresa e furtam óleo diesel
REGIÃO

Ladrões invadem empresa e furtam óleo diesel

CULTURA

Academia Brasileira de Letras reabre bibliotecas para o público

CAPITAL

Mulher capota veículo e é socorrida pelo Corpo de Bombeiros

DIREITOS HUMANOS

Lei Maria da Penha completa 16 anos neste domingo

POLÍCIA

Foragido da justiça é preso em abordagem na fronteira

POLÍTICA

Eleições 2022 mantém maioria do eleitorado feminina, com 53%

POLÍCIA

Boca de fumo é fechada e traficante preso na fronteira

Mais Lidas

TRAGÉDIA

Mulher que morreu em acidente na BR-463 era agrônoma de Dourados

TRAGÉDIAS

Agosto começa com quatro mortes por acidentes de trânsito em Dourados 

LUTO

Conselho de Agronomia lamenta morte de jovem agrônoma em acidente

TENTAVIVA DE HOMICÍDIO

Susto provocado por cachorro e discussão terminam com ciclista baleado