Menu
Busca sexta, 07 de maio de 2021
(67) 99257-3397

Michael Jackson vai enfrentar mãe de seu acusador no tribunal

15 setembro 2004 - 18h38

Michael Jackson deve ficar cara a cara na quinta-feira, pela primeira vez desde sua prisão, com a mãe do menino adolescente que o acusa de abuso sexual infantil. Identificada no tribunal apenas como "Jane Doe" (Fulana de Tal) para proteger a privacidade de seu filho, a mulher foi intimada pelos advogados de Jackson a depor na sexta-feira. Os advogados querem suprimir as evidências apreendidas no rancho Neverland, pertencente ao artista, e no escritório de um investigador particular que trabalhava para o ex-advogado de Jackson. A audiência terá início na quinta-feira. Os advogados de defesa querem que a mãe do menino confirme que sabia que o detetive particular Brad Miller estava trabalhando para Mark Geragos, o ex-advogado de Jackson, e que disse isso à polícia. Com isso, as provas retiradas seriam de uso privilegiado dos advogados do artista. O juiz da Corte Superior de Santa Barbara Rodney Melville já autorizou temporariamente a apresentação de três dúzias de itens de evidências retiradas de Neverland e do escritório de Brad Miller, mas adiou sua decisão final a esse respeito até depois das próximas audiências. Embora boa parte das provas continue fechada por decisão do juiz, que cercou o caso de um sigilo extremo, sabe-se que as autoridades apreenderam em Neverland computadores, máquinas fotográficas, documentos e fitas de áudio e vídeo. A polícia invadiu o escritório do detetive Miller para apreender entrevistas filmadas em vídeo com o jovem acusador de Jackson e sua família. Nas fitas, o rapaz e sua família elogiam o cantor e negam que ele tenha agido de maneira imprópria com o garoto. As fitas estão ao centro do processo contra Jackson, que é acusado de forçar a família a tomar parte nas entrevistas. Em documentos do tribunal, a mãe do garoto adolescente teria chamado Michael Jackson de "demônio" e jurado nunca aceitar dinheiro dele. A promotoria afirma que Jackson abusou sexualmente do menino e obrigou ele, seu irmão e sua mãe a ficarem em Neverland contra sua vontade. Autoridades do tribunal disseram ter sido avisados pelos advogados de Jackson que o artista pretende comparecer ao tribunal para assistir ao depoimento da mãe do garoto.Jackson vem se negando a assistir à maioria das audiências preliminares do caso, mas fez questão de comparecer em agosto, quando o promotor Tom Sneddon, do condado de Santa Barbara, foi ao banco das testemunhas numa audiência preliminar. Jackson deve ir a julgamento em 31 de janeiro, indiciado por dez acusações de conspiração e abuso sexual infantil.Ele se declara inocente das acusações.

Deixe seu Comentário

Leia Também

STJ
Advogado acusado de matar ex-lider do PSL sofre nova derrota na Justiça
IBGE
Governo recorre da decisão do Supremo sobre realização do Censo 2021
Motorista perde o freio e caminhão carregado com frangos colide em carreta
Motorista perde o freio e caminhão carregado com frangos colide em carreta
BRASIL
Mulher vítima de violência terá prioridade em programa habitacional
Grêmio goleia time venezuelano por 8 a 0 e faz história
FUTEBOL
Grêmio goleia time venezuelano por 8 a 0 e faz história
NOVA ANDRADINA
Jeep bate em carreta, capota, sai da pista e fica destruído na BR-267
BRASÍLIA
'Tô vendo uma barata aqui', diz Bolsonaro a apoiador com cabelo 'black power'
Suspeito de levar foragidos do ES ao Paraguai é preso com R$ 12 mil
UFGD
Workshop de saúde vocal para profissionais da voz acontece na próxima semana
NOVA ANDRADINA
Ex-namorado de líder do PSL encontrada morta, é indiciado por feminicídio

Mais Lidas

DOURADOS
Mulher presa com armas, drogas e veículos mantinha relacionamento com interno da PED
DOURADOS
Pancadaria em motel termina na delegacia com três pessoas detidas
JÓQUEI CLUBE
Jovem é presa em Dourados com armamento de uso restrito, drogas e veículo clonado
DOURADOS
Carga de tijolos cai de caminhão em rotatória na Coronel Ponciano; veja vídeo