Menu
Busca terça, 26 de maio de 2020
(67) 99659-5905

Médico será indiciado por homicídio após morte de jornalista

29 janeiro 2010 - 10h41

A jornalista Lanusse Martins, que morreu no último dia 25, durante uma cirurgia de lipoaspiração, foi vítima de erro médico, segundo afirmou nesta sexta-feira (29) a delegada que preside o caso, Martha Vargas. Ela também informou que o cirurgião Hackel Cabral será indiciado por homicídio doloso com dolo eventual (quando o médico assume o risco de matar) e pode pegar de seis a 20 anos de prisão.

O laudo da morte de Lanusse, divulgado pela Polícia Civil do Distrito Federal nesta sexta, revela que a jovem teve uma veia perfurada na região renal durante a cirurgia e chegou a perder quase um terço do sangue do corpo. O rim não foi perfurado.

"Houve dois erros médicos: um, pela cânula ter ultrapassado a cavidade abdominal. O segundo, [pelo médico] não perceber o que estava acontecendo. Ela deveria ter sido aberta imediatamente e ter sido estancado [o sangramento]. Isso poderia salvar sua vida", disse a delegada.

Anestesista alertou

Martha Vargas afirmou ainda que o anestesista avisou ao cirurgião de que haveria algo errado e pediu para parar a cirurgia. "Ao não abrir a paciente, ele assumiu o risco", disse.

De acordo com o perito Gilberto Alves, o processo de reanimação, que levou cerca de 1h15, diante de uma parada cardíaca, estava correto. No entanto, ele pode ter aumentado a vazão de sangue e piorado a situação.

Martha afirmou que o médico será ouvido "oportunamente." No momento, ele cumpre um atestado médico.

Perita

Segundo a perita Luciana Satie, as perfurações no corpo de Lanusse -15, no total, e previstas para cirurgia - têm características de que foi realizada com um instrumento perfurante, como uma cânula. Ela afirmou que duas perfurações podem ter atingido a veia: uma, abaixo do umbigo e outra, na região perto do osso da bacia.

Lanusse perdeu pelo menos 1,5 litros de sangue. De acordo com a perita, esse total pode ser ainda maior. Para uma pessoa com o peso e altura da jornalista, o total de sangue do corpo é de cerca de 4,5 litros.

Deixe seu Comentário

Leia Também

SAÚDE
Sul-Mato-Grossense Aracy Balabanian é internada com insuficiência respiratória
CAPITAL
Foragido morre em hospital após ser esfaqueado na rua, mãe reconhece
ECONOMIA
Petrobras aumenta diesel em 7% e gasolina em 5% nas refinarias
DOURADOS
Motociclista fica ferido em acidente no Jardim Rasselen
TEMPO
Previsão aponta geada para Dourados nesta quarta-feira
COSTA RICA
Ladrões furtam 1,8 mil litros de combustível de maquinas pesadas
SOLIDARIEDADE
Projeto de alunos da Unigran doa mais de mil máscaras em Dourados
ECONOMIA
Dólar tem forte queda e fecha a R$ 5,34
POLÍTICA
Prefeitos de MS defendem adiamento das eleições para 2022
LOTERIA
Mega-Sena pode pagar prêmio de R$ 33 milhões amanhã

Mais Lidas

DOURADOS
Prefeitura estende toque de recolher em 2h em Dourados
PANDEMIA
Dourados tem mais de 150 casos de Covid-19 e secretário diz ser assustadora a crescente na região
PANDEMIA
Dois meses após decreto de emergência, Dourados confirmou 127 casos de Covid-19
PANDEMIA
Número de pacientes internados por coronavírus em Dourados sobe 50% em 24h