Menu
Busca sexta, 26 de novembro de 2021
Dourados
32°max
21°min
Campo Grande
31°max
21°min
Três Lagoas
32°max
23°min
Acompanhe-nos
(67) 99257-3397
ESTADO

MEC aprova 1ª Residência Multiprofissional em Saúde da Família da UEMS

25 janeiro 2020 - 16h00Por Redação com Portal MS

A Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul (UEMS) inicia em março o seu primeiro programa de Residência Multiprofissional em Saúde da Família, aprovado pelo Ministério da Educação (MEC). A seleção para as 18 vagas já ocorreu e as atividades iniciarão na primeira semana de março, juntamente com todas as residências do Brasil. Puderam participar profissionais das seguintes categorias profissionais: Educação Física, Enfermagem, Farmácia, Fonoaudiologia, Odontologia e Psicologia.

A Residência será mantida pela UEMS sob a forma de curso de especialização, na modalidade de ensino de Pós-Graduação lato sensu. A especialização tem como base orientadora os aspectos que perpassam o debate do Campo da Saúde Coletiva, os princípios e diretrizes do Sistema Único de Saúde (SUS) e da Atenção Primária à Saúde, a partir das necessidades e realidades locais e regionais.

De acordo com o professor Antônio Grande, responsável pelo projeto, as atividades são de aprendizagem em serviço, isto é, o residente aprende planejando, elaborando e implementando ações de saúde nas Unidades Básicas de Saúde.

“A Residência Multiprofissional em Saúde da Família, elaborada por professores do curso de medicina, coloca a UEMS no cenário nacional de formação profissional em saúde para fortalecer o sistema único de saúde. A UEMS é pioneira no Estado em propor uma residência específica para atenção básica, focando na prevenção e promoção da saúde da população do Mato Grosso do Sul. Essa residência abrirá caminho para novos concursos em todos os municípios do MS, com profissionais capacitados na UEMS”, ressaltou Grande.

O curso será financiado por meio da Secretaria de Gestão do Trabalho e Educação na Saúde, do Ministério da Saúde (SGTES), e implantado em parceria com uma Instituição Executora (municipal, estadual ou federal) e pela UEMS – que será a Instituição Formadora.

A Residência terá uma duração mínima de dois anos. A estrutura curricular é composta por carga horária obrigatória de 5.760 horas, sendo 4.608 horas em atividades práticas, mais 1.152 horas teóricas distribuídas em 23 disciplinas.

O Programa de Residência Multiprofissional em Saúde e em Área Profissional da Saúde pertence à Área de conhecimento de “Ciências da Saúde”, Grande área da “Saúde Coletiva”, Área específica da “Atenção básica a saúde: Saúde da Família”.

Deixe seu Comentário

Leia Também

CORUMBÁ
Policial militar morre após colidir motocicleta contra carro
COVID-19
PGR pede ao STF 10 providências com base em relatório da CPI
GAMELEIRA
Preso é ameaçado após acusações de integrar o Comando Vermelho
LESÕES NA PELE
Estudo associa surto de sarna ao uso indiscriminado de ivermectina
Vítima de homicídio não pode ser sepultada por falta de documento
Vítima de homicídio não pode ser sepultada por falta de documento
CULTURA
Mostra Audiovisual de Dourados anuncia vencedores das categorias
CAPITAL
Ferido com tiro na boca por PRF está na área vermelha de hospital
JUDICIÁRIO
2ª Turma do STF derruba bloqueio de bens de Lula pela Lava Jato
FRONTEIRA
Suspeito de ligação em sequestro e assassinato de colono é preso
IBGE
Censo 2022: Fundação Getúlio Vargas fará concurso para 206 mil vagas

Mais Lidas

ESTUPRO DE VULNERÁVEL
Jovem é preso após manter relacionamento com menina de 11 anos em Dourados
DOURADOS
Menina diz que mantinha relações sexuais com acusado de estupro desde os 10 anos
CANIS E URANO
PF deflagra operações com alvos em comum e cumpre mandados em Dourados
DOURADOS
TJ revoga ordem para policial pagar pensão à família de homem que matou no cinema