Menu
Busca sexta, 14 de maio de 2021
(67) 99257-3397

Mato Grosso do Sul e Paraná se unem pela integração ferroviária

08 fevereiro 2011 - 07h07

O governador Beto Richa, do Paraná, e o governador André Puccinelli, do Mato Grosso do Sul, reuniram-se nesta segunda-feira (7), em Curitiba, para unir esforços em torno de um projeto de integração ferroviária entre os dois estados.

O objetivo é viabilizar a construção de um ramal ferroviário interligando a Ferrovia do Pantanal, na região de Maracaju e Dourados, no Mato Grosso do Sul, até Cascavel, no Paraná, passando por Mundo Novo e Guaíra.

“É uma obra fundamental. Além de baratear o custo de escoamento da safra agrícola do centro-oeste e norte do Brasil, vai proporcionar o desenvolvimento econômico e social de toda a região e fortalecer o Porto de Paranaguá”, disse Richa.

O traçado da ferrovia foi incluído no Programa de Aceleração do Crescimento (PAC-1), do governo federal, em 2008, mas o projeto não progrediu, por falta de apoio do Paraná.

“Volto agora com a receptividade do governador Beto Richa, para que os interesses comuns dos nossos estados possam ser atendidos”, disse o governador André Puccinelli.

“Queremos os dois estados unidos pela continuação do traçado da ferrovia Norte-Sul”, afirmou. A intenção é incluir a obra – que tem custo estimado de R$ 1,6 bilhão – no PAC-2.

Pela proximidade geográfica e pelo volume transportado em outros portos, a saída por trem por Paranaguá é a melhor alternativa para escoar a produção daquela região do centro-oeste brasileiro, que chega a 5 milhões de toneladas de grãos, 2,5 bilhões de litros de álcool e 1,5 milhão de
toneladas de açúcar para exportação, por ano.

Por isso, o governador Puccinelli busca a parceria administrativa do Paraná para a construção de um ramal de 350 quilômetros entre Dourados (MS) e Cascavel (PR). “O barateamento do frete que esta ferrovia proporcionará é muito vantajoso para o nosso estado e a movimentação econômica que os dois estados terão trará muito progresso socioeconômico”, afirma Puccinelli.

O governador sul-mato-grossense já esteve com o ministro Alfredo Nascimento, dos Transportes, e com o diretor da Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT), Bernardo Figueiredo, para discutir uma adequação do traçado da ferrovia, de forma a atender melhor os interesses do Paraná e do Mato Grosso do Sul.

Puccinelli acredita que o volume de mercadorias para transporte entre os dois estados deve atrair interesse da iniciativa privada para o projeto.

A idéia já foi aceita pela ANTT e pelo Ministério dos Transportes e deve ser agora defendida pelos deputados federais dos dois estados.
Os deputados federais de Mato Grosso do Sul, Reinaldo Azambuja (PSDB) e Edson Giroto (PR), que acompanharam o Governador André a audiência, representando a bancada, prontificaram-se a encampar esse trabalho na Câmara, buscando a concretização do que ambos classificam como sendo ‘um grande passo para solucionar o problema de logística do Estado’, auxiliando no projeto que busca desenvolvimento e crescimento para Mato Grosso do Sul.

Reinaldo Azambuja saiu bastante otimista do encontro no Palácio Araucária. Deputado de primeiro mandato ele destacou que estará empenhado em defender o interesse do Estado que o elegeu: “Nosso interesse é Mato Grosso do Sul. Se for bom pro nosso Estado, seremos parceiros e defenderemos. No caso da ferrovia é fundamental para que outras ações possam surtir efeito. Não
podemos falar em redução dos custos de produção sem passar por uma transformação na nossa logística e começamos muito bem emplacando esse projeto que há muito queríamos ver sair do papel”. Comentou o parlamentar que já havia participado de outras reuniões no Estado, tratando deste mesmo tema.

Azambuja e Giroto conversaram na oportunidade com os deputados Paranaenses, Nelson Padovani (PSC), Osmar Serraglio (PMDB) e Eduardo Sciarra (DEM) com quem buscaram estreitar relação buscando integração dos estados no trato de outros temas. “Ainda teremos muito o que discutir. A aproximação dos Estados é muito benéfica para todos. Essa abertura do Governador Richa as
conversações com Pucinelli é apenas o começo de uma relação entre estados que deve render inúmeros benefícios a todos”. Finalizou Azambuja.

Tambem participaram do encontro o Secretario de Infra estrutura e Logistica do Paraná, José Richa Filho, o secretario de Planejamento, Cassio Taniguchi, e o Deputado Waldir Russoni, Presidente da Assembléia do Paraná.

FERROESTE — O presidente da Ferroeste, Mauricio Teodoro Quirino, disse que o projeto de uma ferrovia ligando Cascavel a Guaíra está pronto, e aguarda a alocação de recursos para iniciar a obra. O Exército Brasileiro também colocou-se à disposição para fazer o acompanhamento do projeto e da execução da obra.

Quirino afirmou ainda que o produtor economiza em torno de um dólar por tonelada transportada por ferrovia em relação ao transporte rodoviário. “É um dinheiro a mais que fica na cadeia produtiva. No caso do Mato Grosso do Sul, são aproximadamente 5 milhões de dólares apenas da safra de grãos. No Paraná podem ser pelo menos outros 8 milhões de dólares”, afirma o presidente da Ferroeste.

Outra vantagem é o tempo ganho no transporte. De caminhão, do Mato Grosso do Sul a Paranaguá, a viagem dura em torno de três dias. Pela ferrovia, o percurso pode ser feito em 18 horas. “É tempo e rentabilidade, além do retorno dos vagões com itens de que o centro-oeste precisa, como
fertilizantes e combustível para tratores e colheitadeiras. É um grande ganho para toda a cadeia produtiva”, disse Quirino.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Capivara invade motel em Dourados e é resgatara pela PMA
RESGATE
Capivara invade motel em Dourados e é resgatara pela PMA
Conselho Estadual de Defesa dos Direitos da Pessoa Idosa divulga normas e data de eleição
MS
Conselho Estadual de Defesa dos Direitos da Pessoa Idosa divulga normas e data de eleição
Ipea: inflação desacelera para todas as faixas de renda em abril
ECONOMIA
Ipea: inflação desacelera para todas as faixas de renda em abril
Dourados se aproxima de 29 mil casos de coronavírus e registra mais três óbitos
PANDEMIA
Dourados se aproxima de 29 mil casos de coronavírus e registra mais três óbitos
Sejusp autoriza promoção funcional Ano Base 2020 de 86 servidores da Polícia Civil
MS
Sejusp autoriza promoção funcional Ano Base 2020 de 86 servidores da Polícia Civil
RIO NEGRO
Lobinho atropelado é resgatado às margens de rodovia de MS
DOURADOS
Concessão de terrenos é feita e auxilia no fomento de indústrias locais
PANDEMIA
MS soma mais de 890 mil doses de vacinas aplicadas contra o coronavírus
POLÍTICA
Em MS, Bolsonaro defende voto impresso e diz que só perde para Lula na fraude
BRASIL
Butantan paralisa produção de vacinas por falta de insumos

Mais Lidas

DOURADOS
Descontrolado, pastor xinga policiais por ser orientado a diminuir som de igreja
PESQUISA
Estudo confirma presença de dinossauros em Mato Grosso do Sul
ARTISTA
Desenhista de MS "consagrado" por Silvio Santos terá novo encontro com apresentador
CORONAVÍRUS
Murilo Zauith passa por reabilitação e segue internado em SP