Menu
Busca segunda, 21 de junho de 2021
(67) 99257-3397

Marido mata mulher e foge

01 janeiro 2004 - 12h06

O autor do assassinato da cabelereira Jucélia Faustino Anutnes, de 24 anos, nesta madrugada, em Naviraí, seria o ex-marido dela, o ex-policial militar apontado apenas pelo primeiro nome, Marcos. Ela iria comemorar o Ano-Novo com amigos logo após a meia-noite quando ele a chamou, conversou com ela e em seguida efetuou cinco disparos. Os disparos foram feitos na região do coração da cabelereira. Ela foi baleada em frente de casa. Jucélia chegou a ser levada para o hospital local, onde morreu. O ex-policial estava em um Tempra prata. Ele fugiu logo após o crime. O delegado de Naviraí, Marcelo Alonso, deve começar a ouvir testemunhas do crime amanhã.Com informações de Jota Oliveira. 

Deixe seu Comentário

Leia Também

Polícia Federal investiga morte de animais no Pantanal
CRIME AMBIENTAL
Polícia Federal investiga morte de animais no Pantanal
Polícia prende homem com arma de fogo e munições
MS
Polícia prende homem com arma de fogo e munições
Com leve alta, média da gasolina comum é de R$ 5,89 em Dourados
ECONOMIA
Com leve alta, média da gasolina comum é de R$ 5,89 em Dourados
BRASIL
Somente 13% das indústrias renegociaram planos de saúde na pandemia
Números da Covid recuam em Dourados e casos ativos somam 1.366
PANDEMIA
Números da Covid recuam em Dourados e casos ativos somam 1.366
MS
Polícia Militar recupera veículo em Ponta Porã
MS
Fundesporte lança projeto para fomentar formação de equipes de alto rendimento
MS
Homem é preso após furtar botijão de gás
BRASIL
Na Comissão da Covid, Queiroga diz que Ministério continuará distribuindo a CoronaVac
IMUNIZAÇÃO
Dourados deve receber hoje 7,4 mil doses da vacina AstraZeneca

Mais Lidas

ASSASSINATO
Investigações apontam que mulher foi atraída para o local do crime por proposta de trabalho
VIVAL DOS IPÊS
Com suspeita de latrocínio, mulher é encontrada morta em Dourados
LAGUNA CARAPÃ
Veículo de mulher morta em Dourados é encontrado
REGIÃO
Preso, motorista de Corolla que matou moto entregador nega "racha"