Menu
Busca terça, 26 de maio de 2020
(67) 99659-5905

Marçal Filho faz balanço de atuação no ano de 2009

30 dezembro 2009 - 11h24

O deputado federal Marçal Filho (PMDB) classificou como positiva a sua atuação em 2009, na Câmara Federal. “Estou satisfeito, mas evidentemente quero fazer muito mais pelo Estado, em especial pela minha região. Quero que a população sul-mato-grossense se sinta representada e tenha orgulho dos votos que depositaram em mim", declarou o parlamentar.

A experiência adquirida por Marçal nos mandatos anteriores tem permitido que ele trabalhe com mais rapidez na implantação de projetos e garantia de recursos. O parlamentar tomou posse em julho, no lugar de Valdir Neves (PSDB) que assumiu o conselho do Tribunal de Contas do Estado. Em apenas 100 dias de trabalho, o deputado foi considerado o mais atuante da bancada de Mato Grosso do Sul, segundo dados da Câmara Federal.
O levantamento foi feito no período de 15 de julho, quando ele tomou posse, até o dia 25 de novembro, junto ao banco de dados da Câmara Federal que está disponível no site do legislativo (www.camara.gov.br). Ele mostra que Marçal proferiu 71 pronunciamentos, participou de todas as sessões deliberativas e de todas as sessões da Comissão de Constituição, Justiça e Redação Final, considerada uma das mais importantes da Câmara. O deputado está conseguindo conciliar com sucesso a atividade parlamentar propriamente dita, com a participação das discussões em plenário e nas comissões permanentes. Os números mostram que Marçal está repetindo o êxito de seus mandatos anteriores, quando, em levantamento com os mesmos quesitos, foi avaliado pelo jornal Folha de S. Paulo como um dos mais atuantes do país.
Nesse período o parlamentar teve inclusive a responsabilidade de relatar, na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ), proposições importantes como o Projeto de Lei (PL) 4434/08, que recompõe os valores das aposentadorias e pensões do INSS, posição que muitos deputados gostariam de ocupar, mas foi passada para Marçal por conta do histórico de luta que ele tem, em favor da classe.

Ainda na CCJ, o deputado relatou proposições como a Medida Provisória 468/09, que dispõe sobre a transferência para a Caixa Econômica dos Depósitos judiciais e extrajudiciais, o PL 3949/08, que dispõe sobre o aumento de cargos na Advocacia Geral da União (AGU), e o PL 3959/08, que dispõe sobre o aumento de cargos na Secretaria Especial de Políticas Públicas para as Mulheres, além da participação numa das comissões do Pré-sal.

Marçal Filho também apresentou um projeto que estabelece multa para os patrões que praticarem discriminação salarial entre homens e mulheres, outro que penaliza os bancos por danos sofridos pelos clientes em suas dependências e outros de igual interesse coletivo.

O deputado conquistou ainda recursos para a implantação do Pronto Atendimento Infantil (PAI) nos últimos dias de 2009. Os recursos, da ordem de um milhão e meio de reais foram garantidos junto ao presidente Lula, através do Ministério da Saúde. “Durante uma conversa que tive com a vereadora Délia Razuk (PMDB), despertei para a necessidade deu um atendimento especializado dessa natureza, que ainda não tem em Dourados, apesar de ser a segunda maior cidade do Mato Grosso do Sul”, declarou Marçal.

O parlamentar realizou ainda, em Campo Grande, um seminário que discutiu os projetos de interesse dos aposentados em tramitação no Congresso Nacional, mobilizando a categoria pela luta por seus direitos e recentemente, no dia 18 de dezembro, promoveu uma audiência pública sobre pedofilia, com a presença do senador Magno Malta (PR-ES), que preside a Comissão Parlamentar
de Inquérito (CPI), da Pedofilia, no Senado Federal. “O senador é um grande amigo e apesar da agenda dele ser bastante apertada, atendeu o meu pedido e veio a Dourados. O evento foi um sucesso”, ressaltou Marçal.

O esforço do deputado já tem surtido efeito. Na disputa para a Câmara Federal, Marçal Filho tem liderado todas as pesquisas oficiais e extra-oficiais de intenção de voto, das eleições do ano que vem.

A expectativa do deputado, é que o ano de 2010 seja ainda melhor. “Assumi no segundo semestre do ano passado, e como o orçamento de 2009 foi votado em 2008, pouco pude fazer. Mas para novo ano já consegui consignar quase 18 milhões de reais, através de emenda de bancada, com apoio do deputado federal Waldemir Moka (PMDB) e da senadora Marisa Serrano (PSDB), que serão  investidos em obras de infra-instrutora e pavimentação asfáltica, a única emenda de bancada para Dourados. São muitos recursos e projetos, mas só serão anunciados quando as máquinas já estiverem nos locais trabalhando, não sou de causar falsas expectativas nas pessoas”, salientou o parlamentar.

Marçal disse ainda que recursos para manutenção de rodovias federais de MS foram colocados por ele no orçamento. Um exemplo é a BR 463, que liga Dourados a Ponta Porã, que vai receber R$ 22 milhões e também a BR 163, principal rodovia do Estado, que poderá ter mais de R$ 73 milhões, no
próximo ano. 



Deixe seu Comentário

Leia Também

MEDICAMENTOS
Mato Grosso do Sul é destaque no Senado por ação humanitária no Amapá
ECONOMIA
Brasil vai exportar carne bovina para a Tailândia
ORDEM DO DIA
Atendimento educacional a aluno internado segue para sanção
FLAGRANTE
Quase meio milhão de maços de cigarros contrabandeados são apreendidos em MS
COVID-19
Dourados tem 36 pacientes recuperados e 136 em isolamento domiciliar
RIO DE JANEIRO
Operação Placebo aprofunda investigações sobre corrupção na saúde
DOURADOS
Empresários cobram de Délia prova científica para justificar toque de recolher
FIM DA ROTA
Investigação iniciada em Minas resultou em operação que prendeu 17 em MS
INFORME PUBLICITÁRIO
Sopa? Sim, Paraguaia! Saiba a história dessa iguaria tão amada pelos sul-mato-grossenses que faz parte do cardápio da Casa de Vó
COVID-19
Saúde confirma mais 28 casos de coronavírus e Dourados chega a 180 pessoas com a doença

Mais Lidas

DOURADOS
Prefeitura estende toque de recolher em 2h em Dourados
PANDEMIA
Dourados tem mais de 150 casos de Covid-19 e secretário diz ser assustadora a crescente na região
PANDEMIA
Dois meses após decreto de emergência, Dourados confirmou 127 casos de Covid-19
PANDEMIA
Número de pacientes internados por coronavírus em Dourados sobe 50% em 24h