Menu
Busca segunda, 25 de maio de 2020
(67) 99659-5905

Marçal Filho anuncia recursos para Amambai e Maracaju

06 janeiro 2010 - 09h38

É nos municípios que “pulsa” a vida da população e os serviços a cargo do poder público influem diretamente em seu cotidiano. Segundo o deputado Marçal Filho foi essa convicção que o levou a desde que tomou posse em Brasília, a apenas 4 meses, promover o que chamou de ‘municipalização do mandato”. “Desde que tomei posse já me reuni com a maioria dos prefeitos da região, com vereadores e lideranças comunitárias para extrair suas prioridades e tornar o mandato efetivamente produtivo, com resultados concretos para os moradores dos municípios que eles representam”, afirmou o deputado ontem, ao anunciar o empenho de recursos para execução de obras em Amambai e em Maracaju.Os recursos serão liberados pelo governo Lula, através dos ministérios das Cidades e da Integração Nacional.

Em sequência a entendimentos mantidos com o prefeito Celso Vargas (PTB), o deputado esteve no Ministério das Cidades, onde junto ao ministro Marcio Fortes conseguiu a liberação de R$ 400 Mil para execução de obras de pavimentação asfáltica no Jardim Ibarra. Marçal esteve também no Ministério da Integração Nacional, onde junto ao ministro Geddel Vieira Lima viabilizou R$ 300 Mil para Celso aplicar em obras de drenagem. As obras também serão executadas no Jardim Ibarra. Os recursos devem ser liberados nos próximos dias.
O mesmo aconteceu com o prefeito de Amambai, Dirceu Lanzzarini, que também foi recebido em Brasília por Marçal Filho. Com os recursos viabilizados por ele (400 mil Reais) serão executadas obras de pavimentação asfáltica na Vila Vilarinho, na Vila Manvailler e na Vila Jussara, atendendo uma antiga reivindicação dos moradores dos três bairros.
Também em Maracaju o governo Lula liberou recentemente de R$ 1.076.610,00 para a prefeitura executar obras de infra-estrutura no distrito de Vista Alegre. Os recursos são do Fundo Nacional de Habitação de Interesse Social (FNHIS).
Os dois municípios, assim como as demais localidades da região, já foram beneficiados pela atuação de Marçal, que em seus mandatos anteriores viabilizou recursos para obras de porte na área de habitação, infra-estrutura urbana, urbanização e também na área social. Com esses recursos foi solucionado, por exemplo, um problema de décadas de Maracaju, que era o transbordamento do Córrego dos Bugres, causando o alagamento de diversas ruas da Vila Biquinha.
A implantação de uma galeria de concreto para drenagem das águas fluviais e o calçamento da Avenida Ponta Porã foi recebida pela população do bairro como uma das mais importantes já realizadas no local. Na Vila Adryen, também com recursos viabilizados por Marçal, foi construída a creche, na Vila Juquita e no bairro Novo Cambaraí casas populares e na Vila Cambaraí quadra de esportes.
Em Amambai, dentre as obras já viabilizadas por Marçal, está a implantação da rede de eletrificação, que contemplou mais de 230 propriedades e que “revolucionou” a produção rural.

Deixe seu Comentário

Leia Também

MARACAJU
Homem encontrado morto em rio foi estrangulado e polícia identifica suspeitos
SAÚDE
Ações nas barreiras sanitárias são intensificadas no combate à Covid-19
UFGD
Mestrado em Agronegócios convida para palestra sobre Conceitos Científicos
PMR
Operação recupera em Dourados caminhão furtado na fronteira
SELEÇÃO
SES abre processo seletivo para contratação de 31 profissionais da saúde
POLÍTICA
Senado aprova MP que altera cargos e funções na Polícia Federal
CAMPO GRANDE
PM fecha depósito de drogas, apreende 2 toneladas de maconha e prende 4
AVANÇO DA PANDEMIA
Brasil registra 807 mortes por Covid em 24 horas, e total chega a 23.473
RIO VERDE
Mulher mata sobrinho com tiro na cabeça após ele ameaçar avó
CAPITAL
Mulher de pedreiro serial killer é presa pela Delegacia de Homicídios

Mais Lidas

TRAGÉDIA
Homem morre atropelado por rolo compactador
PANDEMIA
Dourados ultrapassa marca de 100 casos confirmados de coronavírus
MARACAJU
Homem morre após tentativa de fuga e troca de tiros com a polícia
MS-145
Motorista disse não ter visto momento que atropelou e matou ciclista