Menu
Busca sábado, 15 de maio de 2021
(67) 99257-3397

Manutenção do adolescente no ensino médio é desafio mundial

28 fevereiro 2011 - 11h38

Fazer com que os adolescentes entrem no ensino médio e o terminem é um desafio mundial, sobretudo nos países em desenvolvimento e nos menos desenvolvidos. A informação foi apontada no relatório "Situação mundial da infância 2011 - Adolescência: uma fase de oportunidades", feito pelo Unicef (Fundo das Nações Unidas para a Infância).

De acordo com o estudo, no mundo, um em cada cinco adolescentes está fora da escola. No Brasil, a proporção é de um para sete. O custo da educação secundária - maior que o da educação primária - contribui para a evasão. A não-obrigatoriedade desse nível de estudo em muitos países e a dificuldade para obter uma vaga também são dificultadores ao acesso ao médio.

O ensino secundário, diz o Unicef, melhora as possibilidades de rendimento dos indivíduos e impulsiona o crescimento econômico na sociedade, além de causar forte impacto na promoção da igualdade de gênero e em melhores condições de saúde materna, rompendo o ciclo intergeracional da pobreza.

Segundo o relatório, entre as meninas adolescentes que frequentam essa etapa, a probabilidade de estar casadas é seis vezes menor do que entre as que não frequentam esse nível educacional e a probabilidade de engravidar é três vezes menor.

Brasil

Um dos principais problemas da adolescência no país é a grande distorção entre a idade e a série em que o estudante deveria estar: dentre os jovens de 14 a 17 anos que estão na escola, mais da metade está fora do ensino médio - etapa que deveriam estar cursando. Além disso, esse grupo tem média de anos de estudos de 7,4, enquanto o ideal seria de 12 anos. Ou seja, o adolescente que deveria estar concluindo o médio sequer chegou a terminar o ensino fundamental.

O relatório aponta o Brasil como um dos países que adotaram medidas para ampliar o acesso à educação, com a emenda constitucional nº 59, que ampliou os recursos orçamentários para a educação, e a instituição da obrigatoriedade do ensino público gratuito dos 4 aos 17 anos.

Diferente do cenário mundial, a maior dificuldade em cursar essa etapa está entre os meninos. Na educação secundária, o número de meninas matriculadas é de 85 em cada 100 e a taxa de frequência líquida é de 80%. Nos meninos, os número caem para 78% e 74%, respectivamente.

Trabalho e gravidez estão entre os principais motivos do abandono escolar. Em 2009, 14,2% dos adolescentes entre 12 e 17 anos estudavam e trabalhavam, e a maioria deles era do sexo masculino. Das meninas que abandonaram a escola, 28% saíram da escola devido à gravidez.

Segundo o relatório, outro direito violado em educação é o direito ao esporte: dados do Pense (Pesquisa Nacional de Saúde do Escolar (Pense 2009) revelam que, de mais de 600 mil estudantes do 9º ano do ensino fundamental consultados (com idades entre 13 e 15 anos), 43,1% dos entrevistados não realizava o tempo de atividade física semanal recomendado, que é de 300 minutos ou mais.

Deixe seu Comentário

Leia Também

BRASIL
Governo proíbe entrada de estrangeiros em voos provenientes da Índia
Juventude AG enfrenta Umuarama Futsal com obrigação de vitória
COPA DO BRASIL
Juventude AG enfrenta Umuarama Futsal com obrigação de vitória
MS tem quase 1,4 mil novos casos de coronavírus e outras 31 mortes pela doença
PANDEMIA
MS tem quase 1,4 mil novos casos de coronavírus e outras 31 mortes pela doença
Jovem sai para comprar narguilé e morre após colidir moto contra poste
CAPITAL
Jovem sai para comprar narguilé e morre após colidir moto contra poste
BRASIL
Terremoto de 4.3 na Escala Richter é registrado no Pará
DOCUMENTAÇÃO
Primeira certidão de nascimento digital de preso indígena é emitida em MS
MEIO AMBIENTE
Seriema é resgatada com a perna quebrada e levada para tratamento
DOURADOS
Após estacionar, mulher tem moto furtada enquanto trabalhava
FEMINICÍDIO
Mulher baleada na cabeça pelo ex-marido morre no hospital
IMUNIZAÇÃO
Com baixa procura, saúde amplia público alvo para Dose 2 de Coronavac em Dourados

Mais Lidas

CORONAVÍRUS
Murilo Zauith passa por reabilitação e segue internado em SP
TRÁFICO DE DROGAS
Chefe do 'Comando Vermelho' e foragido há seis meses é preso em Dourados
DOURADOS
Criança encontrada morta apresentou problemas estomacais uma semana antes
CACHOEIRINHA
Polícia fecha ponto de distribuição de drogas e prende abastecedor