Menu
Busca terça, 07 de abril de 2020
(67) 9860-3221

Luta contra o doping ganha força em 2003

28 dezembro 2003 - 12h21

A mensagem do ministro do esportes da Dinamarca, Brian Mikkelsen, para os usuários de doping foi clara: "A vida vai ser muito mais difícil para vocês a partir de agora."Se as ameaças até hoje não vingaram, as palavras de Mikkelsen, proferidas durante uma inédita convenção mundial contra o doping realizada em Copenhague em março, não poderiam ser mais proféticas.Novas leis de combate ao doping foram criadas. O código da agência mundial antidoping (Wada) foi aprovado por unanimidade pelas federações e recebeu apoio de governos do mundo inteiro.Entre as novas medidas estava a suspensão automática por dois anos por uso de doping, acabando com as "circunstâncias excepcionais"."Esta declaração pode ser apenas um pedaço de papel, mas as palavras que aqui estão são de ouro", afirmou Mikkelsen na época. "Agora formamos uma frente unida contra a trapaça no esporte."Ao final do ano de 2003, um novo esteróide foi descoberto e o cerco está se fechando contra o doping.O rápido desenvolvimento de um teste para a tetrahidrogestrinona (THG), substância identificada quando um treinador anônimo enviou à agência antidoping dos Estados Unidos uma seringa contendo a droga, abalou o mundo do atletismo na Europa e América do Norte.Entidades esportivas usaram o teste em amostras guardadas de competições passadas. O campeão europeu de velocidade, o britânico Dwain Chambers, foi suspenso em novembro por uso de THG e outros quatro atletas norte-americanos tiveram resultado positivo para a substância.A federação norte-americana de atletismo (USATF) declarou guerra ao doping ao revelar sua intenção de banir definitivamente os culpados, até mesmo os réus primários.Essa postura de tolerância zero foi recebida com vários graus de entusiasmo. A Associação Internacional das Federações de Atletismo (Aifa) apoiou a proposta, mas o presidente da Wada, Dick Pound, considerou-a exagerada. Já o presidente do Comitê Olímpico Internacional, Jacques Rogge, foi mais moderado."Isso demonstra sua intenção", afirmou. "Mas é uma reação um pouco forte. Acho que todos sabemos que, para uma primeira vez, uma suspensão definitiva não se sustentaria no tribunal."Outros atletas de ponta nos Estados Unidos foram pegos no teste para o estimulante modafinil, usado no tratamento de certos tipos de insônia.O modafinil será classificado como estimulante e incluído na lista de substâncias proibidas da Wada no próximo ano.Outras entidades, como a Associação dos Tenistas Profissionais (ATP) e a Fifa, admitiram problemas com doping e começaram uma reação.Recentemente o zagueiro Rio Ferdinand, do Manchester United e da seleção inglesa, foi suspenso por se recusar a realizar um exame antidoping.O futuro para aqueles que pretendem aumentar artificialmente seu desempenho nos esportes é cada vez mais obscuro. Rogge está determinado a acabar com o doping em seus eventos, contando para isso com a ajuda dos próprios atletas."Muito simples, precisamos de inteligência em campo", afirmou. "Precisamos de gente, no campo de jogo, que saiba o que se passa e que possa nos ajudar. Precisamos de gente em todas as áreas do esporte."

Deixe seu Comentário

Leia Também

REGIÃO
FCO prorroga parcelas e cria nova linha de crédito para empresários
ECONOMIA
Autônomo pode baixar aplicativo para renda de R$ 600 a partir de hoje
DOURADOS
Homem é assassinado a tiros no Parque das Nações I
TEMPO
Terça-feira nublada com chuva a qualquer hora do dia em Dourados
SÃO PAULO
Sul-mato-grossense leva 12 facadas e crime é transmitido ao vivo
JUDICIÁRIO
STF: acordos de redução de salários devem passar por sindicatos
CAPITAL
Polícia localiza pai que fez ‘zerinho’ com filho no para-lama de moto
ÁGUA CLARA
Ex-prefeito é condenado a devolver R$ 430 mil por contratos sem licitação
EDUCAÇÃO
Enem: começa prazo para solicitação de isenção de taxa
CAMPO GRANDE
Após se envolver em acidente, homem é agredido e tem carro roubado

Mais Lidas

DOURADOS
Dois homens são executados por dupla de moto no Jardim Carisma
FLEXIBILIZAÇÃO
Com restrições, comércio volta a funcionar amanhã em Dourados
COVID-19
Estado tem mais três confirmações do novo coronavírus em 24 horas, todas no interior
DOURADOS
Polícia apura que filho matou pai a pauladas após agredir a mãe grávida