Menu
Busca domingo, 29 de março de 2020
(67) 9860-3221

Lula revoga decreto que proibia importação de gado da Índia

15 janeiro 2004 - 09h55

Atendendo solicitação do governador Zeca do PT, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva assinou ontem, no Palácio do Planalto, ato revogando o decreto que poribia a importação de gado, embriões e sêmen bovino da Índia. O decreto, que foi baixado em 1964 pelo primeiro presidente do regime militar - Castelo Branco - não se aplica mais porque houve muitos avanços na tecnologia e medidas de sanidade animal, segundo o governador, notando ser inconcebível que a medida continuasse em vigor depois de quatro décadas.A importação de material genético bovino da Índia possibilitará a melhoria da qualidade do rebanho nacional, argumentou o governador durante audiência esta tarde com o presidente Lula. O presidente da CNA, Antônio Ernesto de Salvo, disse que o governador "marcou um gol de placa" em favor da pecuária ao "levantar essa bola". O decreto fazia parte de um conjunto de medidas protecionistas que ao longo do período foram sendo revogadas. 

Deixe seu Comentário

Leia Também

PANDEMIA
Ex-técnico René Simões testa positivo para o novo coronavírus
TRÊS MESES
Governo prorroga receitas de medicamentos da Casa de Saúde
74 ANOS
Bahia registra primeira morte de paciente com coronavírus
DOURADOS
Jovem tem moto furtada ao estacionar em via pública por 15 minutos
INTERIOR
Comerciante entrega R$ 15 mil para bandidos que mantinham família refém
FRONTEIRA
Acidente na MS-164 em Ponta Porã leva pai e filho a óbito
DOURADOS
Homem escala muro e entra pela sacada de apartamento para cometer roubo
INTERNACIONAL
EUA e Coreia do Sul investigam disparo de projéteis norte-coreanos
TRÂNSITO
Confusão envolvendo policial tem homem baleado em Campo Grande
ECONOMIA
Veja como bares, restaurantes e boates estão lidando com pandemia

Mais Lidas

COVID-19
Saúde confirma coronavírus para mulher internada em Dourados e casos chegam a 28 em MS
COVID-19
Dourados confirma primeiro caso do novo coronavírus
COVID-19
Mulher de 52 anos é o 2º caso de coronavírus em Dourados, total no Estado é de 31
DOURADOS
Sindicato emite nota e diz que empregados foram obrigados a participar de ato