Menu
Busca sábado, 19 de junho de 2021
(67) 99257-3397

Lula, Morales, Kirchner e Chávez discutem gás

04 maio 2006 - 08h19

Os presidentes Luiz Inácio Lula da Silva, Evo Morales (Bolívia), Hugo Chávez (Venezuela) e Néstor Kirchner (Argentina) reúnem-se hoje em Puerto Iguazú (cidade argentina na fronteira com Brasil e Paraguai) para discutir a nacionalização do gás e do petróleo boliviano.Durante o encontro, marcado para começar às 11 horas, também deve ser discutido o projeto de gasoduto sul-americano que já vem sendo estudado por Brasil, Argentina e Venezuela.Morales partiu para Puerto Iguazú acompanhado de Chávez, que viajou ontem para a Bolívia para apoiar a decisão do governo local de nacionalizar os hidrocarbonetos e colocou a estatal de petróleo venezuelana PDVSA à disposição para ajudar em possíveis investimentos na Bolívia.Além disso, funcionários da PDVSA já ajudam bolivianos em refinarias e campos de gás que eram controlados por estrangeiros, segundo funcionários da Petrobras.Ao contrário de Chávez, Lula deu declarações diplomáticas sobre a nacionalização, disse entender o país vizinho, mas também deixou claro que não vai aceitar que a Bolívia "imponha sua soberania" ao Brasil.Mais direto, o presidente da Petrobras, José Sérgio Gabrielli, afirmou que a empresa desistiu de fazer novos investimentos na Bolívia, inclusive a já programada expansão do gasoduto que liga o país ao Brasil.Afirmou também que não vai aceitar aumentos de preços do gás --o ministro de Hidrocarbonetos da Bolívia, Andrés Soliz Rada, defendeu ontem um aumento de 45% dos preços do gás.A Petrobras, entretanto, já afirmou que deve acionar tribunal internacional de arbitragem em Nova York contra mudanças nos contratos assinados.A nacionalização do gás e do petróleo prejudicou cerca de 20 empresas estrangeiras que possuíam investimentos na Bolívia.A União Européia informou estar preocupada com a decisão de Morales e criticou o envio de tropas do Exército para garantir a ocupação de mais de 50 campos de gás.Como possíveis mudanças no preço do gás só devem ser anunciadas nos próximos 180 dias, entretanto, todos os países optaram pela negociação com a Bolívia.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Thais Matos: Quais cuidados deve ter com suas Lingerie?
NEGÓCIOS & CIA
Thais Matos: Quais cuidados deve ter com suas Lingerie?
Homem perde 'telona' ao sair de casa por poucas horas no Dioclécio Artuzi
DOURADOS
Homem perde 'telona' ao sair de casa por poucas horas no Dioclécio Artuzi
Homem pula muro e 'abandona' obra com 300kg de drogas
DOURADOS
Homem pula muro e 'abandona' obra com 300kg de drogas
Comer bem ajuda a enxergar bem? O Hospital dos Olhos Dourados fala sobre o assunto.
SAÚDE & BEM-ESTAR
Comer bem ajuda a enxergar bem? O Hospital dos Olhos Dourados fala sobre o assunto.
"Lei seca" completa 13 anos neste sábado
FISCALIZAÇÃO
"Lei seca" completa 13 anos neste sábado
ESTRADA DE FERRO
Barbosinha e Renato Câmara defendem autorregulação para agilizar traçado da Ferroeste
IMUNIZAÇÃO
Dourados vacina pessoas acima de 45 anos hoje no drive do Dom Teodardo
BRASIL
Anvisa autoriza estudo sobre dose de reforço da Pfizer
STF
Barroso mantém decisão da CPI que pediu condução coercitiva de Wizard
REGIÃO
Motocicleta é recuperada por policiais em cidade de MS

Mais Lidas

NA DELEGACIA
Motorista que atropelou indígena diz que fugiu por medo de sofrer represálias
DOURADOS
Motorista que atropelou jovem na Presidente Vargas conduzia um Gol e fugiu
DOURADOS
Incêndio criminoso em revenda de veículos destrói partes de BMW e Triton
COVID-19
Após passar aniversário em UTI Covid, douradense recebe alta em Rondônia