Menu
Busca quinta, 15 de abril de 2021
(67) 99257-3397

Lula e Dilma discutem transferência para a Casa Civil

19 junho 2005 - 08h00

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva vai aproveitar a viagem deste domingo a Assunção para discutir com a ministra de Minas e Energia, Dilma Rousseff, sua transferência para a Casa Civil no lugar de José Dirceu, disseram fontes do Palácio do Planalto e da direção do PT.A primeira sondagem em relação à mudança de cargo foi feita na última quarta-feira, véspera do anúncio oficial da saída de Dirceu, que deixa o posto oficialmente apenas na próxima quarta.A transferência de Dilma libera o cargo de ministro de Minas e Energia para uma nova composição política com os partidos aliados. Na composição inicial do ministério de Lula, Minas e Energia foi um dos postos reivindicados pelo PMDB.Dilma é a opção para dar à Casa Civil um perfil estritamente administrativo. Os principais dirigentes do PT já deram o aval à ministra, apesar dela ter um história relativamente recente no partido."Esse fato até favorece a indicação, pois ela não disputa espaço com nenhuma estrela ou corrente do partido", argumentou um dirigente petista nesta sábado.Dilma integra a comitiva do presidente na viagem de dois dias à capital paraguaia.Se não chegar a um entendimento com Dilma, Lula voltará a examinar o nome de um político do PT para o posto. Uma alternativa é o ministro do Conselho de Desenvolvimento Econômico (CDES), Jaques Wagner, além do governador do Acre, Jorge Viana, e do prefeito de Aracaju, Marcelo Déda.O fortalecimento da opção por Dilma Roussef fez surgir no PT manifestações pela manutenção da atual secretaria de Coordenação Política, que Lula estuda extinguir. Também há resistências no partido à extinção das atuais secretarias nacionais de Direitos Humanos, Igualdade Racial, Políticas para Mulheres e do CDES.O líder do PT na Câmara, Arlindo Chinaglia (SP), o líder no Senado, Aloizio Mercadante (SP) e o presidente do partido, José Genoino, no entanto, indicaram neste sábado que a direção da legenda apoia um enxugamento da máquina administrativa."Não queremos ser um obstáculo às decisões do presidente Lula, mesmo que elas representem uma perda de espaço do partido", disse Arlindo Chinaglia.Lula conheceu Dilma quando ela era secretária de Energia do então governador Olívio Dutra, no Rio Grande do Sul, hoje ministro das Cidades. Ela se filiou ao PT depois de deixar o PDT em 2000.Seu trabalho como uma das coordenadoras da equipe de transição do governo, logo após a eleição de Lula em 2002, a credenciou junto ao presidente para ser a ministra de Minas e Energia, um dos cargos mais cobiçados pelos políticos.O presidente costuma dizer que admira o estilo direto da ministra no trato pessoal e, especialmente, seu trabalho à frente do ministério. 

Deixe seu Comentário

Leia Também

MAIS RÍGIDO
Após "caso Henry", Câmara aprova projeto que eleva pena para maus-tratos e abandono de incapaz
Perfil fake da Agehab no WhatsApp promove aglomeração e pode visar golpes
MS
Perfil fake da Agehab no WhatsApp promove aglomeração e pode visar golpes
Em carta a Biden, Bolsonaro promete fim do desmatamento ilegal
INTERNACIONAL
Em carta a Biden, Bolsonaro promete fim do desmatamento ilegal
ORDEM DO DIA
Exercício físico como atividade essencial em MS é aprovado na Assembleia
STF mantém preso empresário acusado de lavar dinheiro do tráfico em MS
OPERAÇÃO STATUS
STF mantém preso empresário acusado de lavar dinheiro do tráfico em MS
NAVIRAÍ
Polícia desarticula quadrilha comandada por internos da PED
CITRICULTURA
Ministério aprova zoneamento agrícola de risco climático para cultivo de citros em MS
LEGISLATIVO DE MS
Deputado apresenta indicação para que pessoas com sequelas da Covid-19 sejam reinseridas no mercado
BRASIL
Senado cria Frente Parlamentar pelo Desarmamento
ARQUITETURA E DESIGN
Caderno de "Arquitetura e Design" é ferramenta de divulgação em massa com resultados

Mais Lidas

RIO BRILHANTE
Soldado da Polícia Militar é encontrado morto no interior de residência
CASA PRÓPRIA
Prefeitura abre recadastramento habitacional em Dourados
DOURADOS
Homem encontrado morto pode ter envolvimento em esquema de agiotagem internacional
DOURADOS
Polícia prende suspeito de tentar matar homem a tiros no Parque do Lago II