Menu
Busca quinta, 24 de junho de 2021
(67) 99257-3397

Lula anunciará plano emergencial para agricultura, diz ministro

10 maio 2006 - 13h15

O ministro da Agricultura, Roberto Rodrigues, disse nesta terça-feira que o governo apresentará um plano para apoiar os produtores agrícolas. O setor reivindica redução no preço do diesel, seguro para safras e novas linhas de crédito, além de reclamar que a valorização do real diante do dólar reduz o lucro com as exportações de grãos. "Temos que aumentar o apoio a essa área. Vamos ter um conjunto de ações emergenciais ainda neste mês, a pedido do presidente Lula, com medidas estruturantes e um plano de safra que tenha mais dinheiro e mais barato", disse Rodrigues sem especificar que ações serão possíveis para amenizar as perdas dos agricultores. O ministro disse que há um "desastre agrícola" porque a a agricultura é muito maior do que há dez anos e que algumas cidades estão em "crise econômica violenta" e sofrendo com desemprego. Sobre a reclamação da pressão do câmbio, o ministro disse que concorda com as queixas, mas que não pode interferir por ser uma questão da "área econômica do governo". "Só tenho tristeza por esse momento do câmbio porque a agricultura não tem como se beneficiar disso. Plantamos a safra de 2004 com cambio em R$ 3,20 e R$ 3,10 e colhemos essa safra em 2005 com cambio em R$ 2,60. Ou seja, tivemos um divórcio entre o custo e o preço. Plantamos a safra de 2005 a R$ 2,60 e estamos colhendo a R$ 2,10. É uma seqüência de três anos de perdas por causa da questão do cambio e a agricultura é o único setor que não tem nenhuma forma de salvaguarda", disse o ministro. Rodrigues disse que nos encontros com os ministros da área econômica expôs os problemas do setor e o momento de alta nos custos e queda nos preços. "Este é um tema cadente e preocupante e uma ação para amenizar esse problema tem de ser feita. Estou buscando mecanismos que compensem essas perdas". Os agricultores organizam protestos contra as políticas agrícola e econômica do governo federal nos Estados de Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, São Paulo, Paraná e Goiás e, ontem, chegaram ao Nordeste, com manifestação em Alagoas. As informações são do site de notícias Folha Online.

Deixe seu Comentário

Leia Também

EDUCAÇÃO
Mestrado em Ensino em Saúde lança edital de seleção para alunos regulares
Apesar de 'folga' e fim da fila, Dourados tem mais de 90% dos leitos de UTI Covid ocupados
PANDEMIA
Apesar de 'folga' e fim da fila, Dourados tem mais de 90% dos leitos de UTI Covid ocupados
Comissão debate projeto que trata da segurança no armazenamento de dados dos consumidores
POLÍTICA
Comissão debate projeto que trata da segurança no armazenamento de dados dos consumidores
UFGD promove show com a banda Vokalika, nesta sexta
MÚSICA
UFGD promove show com a banda Vokalika, nesta sexta
PMA sobrevoa rio para planejamento de proteção de cardumes devido ao baixo nível de água
POLÍCIA
PMA sobrevoa rio para planejamento de proteção de cardumes devido ao baixo nível de água
NOVO DECRETO
Dourados diminui toque de recolher e libera música e sinuca, mas parques continuam fechados
ECONOMIA
Dólar tem nova queda e fecha a R$ 4,90
DOURADOS
Detetive que comandou execução de esposa e comparsa são transferidos para PED
POLÍCIA
Em ação conjunta polícia prende jovem suspeito de furtar três residências
BRASIL
Ministro do STF determina novamente prisão de Daniel Silveira

Mais Lidas

DOURADOS
Marido de mulher executada em emboscada é encaminhado para prestar depoimento
EXECUÇÃO
Bilhete ajuda SIG a prender suspeita de atrair detetive e atirador é localizado no MT
CAMPO GRANDE
Homem é espancado e confundido com serial killer depois de ser abandonado em rodovia
DOURADOS
Relacionamento conturbado e bens patrimoniais teriam motivado execução de Zuleide