Menu
Busca segunda, 25 de maio de 2020
(67) 99659-5905

Longen destaca importância de acordo bilateral entre MS e Província do Chaco

22 fevereiro 2010 - 15h30

O presidente da Fiems, Sérgio Longen, destacou nesta segunda-feira (22/02), durante reunião na Governadoria, a importância da assinatura do termo de cooperação entre o Governo do Estado e o Governo da Província do Chaco, na Argentina, para o desenvolvimento de programas de ação para intercâmbio de experiências no campo científico-tecnológico, cultural, ambiental, industrial e comercial. “A assinatura desse protocolo de intenções é o início do trabalho de aproximação econômica com a Província do Chaco e acreditamos que, em pouco tempo, o resultado dessas ações de desenvolvimento deve começar a aparecer”, analisou.

Sérgio Longen ressaltou que esses acordos bilaterais firmados pelo Governo do Estado com missões de outros países sempre acabam por trazer resultados para o setor produtivo sul-mato-grossense. “Cada vez mais Mato Grosso do Sul mostra a sua força e pujança com o desenvolvimento do setor industrial. Estamos nos organizando e ampliando as nossas frentes”, disse, prevendo que o Estado e a Província da Argentina estarão mais próximos nos campos da produção primária, da indústria, do comércio, das ciências e da cultura.

O termo de cooperação bilateral foi assinado pelo governador André Puccinelli e pelo governador Jorge Milton Capitanich e possibilitará uma maior integração econômica entre ambos os Estados. “Foi importante essa visita, pois tanto Mato Grosso do Sul, quanto o Chaco são unidades produtivas importantes para o Brasil e para a Argentina. É essencial estarmos próximos porque as peculiaridades de produção agrícola, sucroenergética, de produção têxtil e de madeira podem fazer com que a interação de ambas as províncias possam crescer rapidamente e isso se dará com o diálogo direto e constante”, afirmou Puccinelli.

Já o governador Jorge Capitanich reforçou que a Província do Chaco tem muitos interesses em comum com Mato Grosso do Sul e está otimista quanto ao termo de cooperação que vai possibilitar uma integração maior. “Queremos avançar nesta agenda de cooperação bilateral e temos interesses em comum no processo de produção de cana-de-açúcar para se obter açúcar e álcool. Temos interesse também na questão florestal e na tecnologia disponível nesse segmento, ou seja, uma perspectiva em comum de trabalhar em obras interessantes para o desenvolvimento econômico das duas províncias”, analisou.

Jorge Capitanich ressaltou também que pretende iniciar com o Governo do Estado ações de interação na questão de logística de transporte, tanto ferroviário, quanto aeroviário e hidroviário. Essa aproximação bilateral entre Mato Grosso do Sul e Chaco já deve começar a render frutos para o Grupo Vetorial, que pretende instalar uma planta siderúrgica na cidade de Resistência, capital da Província de Chaco. “Estamos com um projeto inovador de expandir nossa atuação para a Argentina, inclusive já obtemos o licenciamento para o início da implantação da siderúrgica na capital da Província do Chaco”, revelou Gustavo Correa, sócio-diretor do Grupo Vetorial.

Gustavo Correa informou que a licença saiu no ano passado e, se não fosse a crise financeira mundial que assolou o segmento da siderurgia, já teria iniciado as obras. “Como a crise ainda não foi embora na nossa área, estamos esperando as coisas se normalizarem para retomar o empreendimento”, disse o diretor do Grupo Vetorial, esperando que até o fim deste ano a construção da planta siderúrgica na cidade de Resistência tenha início.

A reunião contou também com as presenças dos secretários Tereza Cristina Corrêa da Costa Dias (Produção) e Carlos Alberto Negreiros ( Meio Ambiente e Cidades), do superintendente do IEL, Bergson Amarilla, do vice-presidente da Famasul, Eduardo Ridel, da coordenadora da Agência de Investimentos, Comércio Exterior e Relações Internacionais do Chaco, Theresa Corina Durnbeck. do secetário de Planejamento e Avaliação de Resultados do Chaco, Raúl Oscar Codutti, do secretário de Produção e Ambiente do Chaco, Enrique Roberto Orban, entre outros.

Deixe seu Comentário

Leia Também

PONTA PORÃ
Vendaval deixa rastro de destruição em comunidade indígena da fronteira
AUXÍLIO
Caixa paga hoje benefício para mais 7,8 milhões de trabalhadores
PARANAÍBA
Por suposta dívida, empresário atira no peito de homem em conveniência
TEMPO
Segunda-feira gelada, com sol entre nuvens em Dourados
STJ
Quinta Turma dará mais publicidade aos processos levados em mesa para julgamento
BRASIL
Câmara pode votar Lei de Emergência Cultural na próxima terça-feira
BRASIL
Firjan Senai oferece cursos de aperfeiçoamento para todo o país
STJ
Juiz deverá aplicar medidas coercitivas a familiares que se recusam a fazer DNA, sejam ou não parte na investigação de paternidade
STF
Empresas optantes pelo Simples têm direito a imunidades em receitas decorrentes de exportação
MINISTRO
Weintraub: “tentam deturpar minha fala para desestabilizar a nação”

Mais Lidas

TRAGÉDIA
Homem morre atropelado por rolo compactador
PANDEMIA
Dourados ultrapassa marca de 100 casos confirmados de coronavírus
MARACAJU
Homem morre após tentativa de fuga e troca de tiros com a polícia
MS-145
Motorista disse não ter visto momento que atropelou e matou ciclista